NOTÍCIAS

10 fatos sobre o BTS, grupo de k-pop que bateu recorde no Billboard 200

Coreanos alcançaram a 26ª colocação no ranking

por Redação em 22/10/2016

Mesmo sem nenhum single em inglês, o grupo BTS conseguiu se tornar o artista coreano com a posição mais alta no Billboard 200 – 26º lugar. Isso os colocou também no topo da parada Social 50.

Mesmo sendo um fenômeno atual, BTS não é exatamente um nome familiar para muitos ouvintes. Aqui está o que você precisa saber sobre este artista que desafia as fronteiras:

1 - BTS significa Bangtan Sonyeondan (Escoteiros à prova de bala)
Felizmente, o grupo escolheu BTS como sigla em inglês.

2 - BTS tem sete membros
Normalmente, boy bands têm cinco integrantes. Mas o BTS é composto pelos rappers Rap Monster, Suga e J-Hope e os vocalistas Jin, Jimin, V e Jungkook.

3 - Eles produzem a maior parte de suas músicas
Cada um dos sete membros da BTS tem suas criações espalhadas por toda discografia do grupo – sendo que Suga e Rap Monster, em particular, têm um maior reconhecimento como produtores. Pdogg e Slow Rabbit, produtores, são parceiros em algumas composições.

4 - Eles gostam de trilogias
Além de seus álbuns completos Dark & ​​Wild e Wings, a discografia do BTS tem duas trilogias em EPs. O início da carreira trouxe a trilogia Skool: O álbum de estreia 2Cool 4Skool, mais O!RUL8,2? (de 2013) e Skool Luv Affair (de 2014) – a trilogia incluiu canções agressivas relacionadas a vida dos estudantes. Já a trilogia entre 2015 e 2016, The Most Beautiful Moment in Life (Part 1, 2 e Epilogue, consistiu em músicas com sons mais experimentais e que se baseiam em experiências de jovens adultos.

5 - BTS explorou as origens do hip hop
O hip hop tem um papel importante no K-pop desde os anos 1990 e o BTS inseriu elementos do movimento no seu som pop – alguns membros fizeram parte da cena underground do rap coreano. No começo do grupo, eles foram criticados por fazerem apropriação cultural e exploraram a história no reality show American Hustle Life, com direito a um curso intensivo do gênero com a ajuda de Coolio e Warren G.

BTS-performs-onstage

6 - Rap Monster e Suga não são apenas cantores de K-pop
O K-pop é criticado por ser um gênero fabricado, criado por empresas e com artistas que têm pouca influência em sua própria música. Ao longo dos últimos anos, isso foi mudando à medida que mais artistas coreanos mostraram as suas habilidades nas produções e o BTS deixou claro que eles não estão brincando. Os rappers Rap Monster e Suga lançaram diversas mixtapes solo que exibiam suas qualidades individuais, provando que o grupo é mais do que uma típica boy band. Agust D, última mixtape de Suga, abordou a depressão, por exemplo.

7 - Eles são muito próximos dos fãs e bastante acessíveis
Além de ser um dos únicos grupos a sair em turnês fora da Ásia com frequência, o BTS tem sua maneira de interagir com sua base de fãs global. Os próprios integrantes atualizam suas contas de Twitter e eles aproveitam a popularidade dos lives. Cada um dos membros interage com os fãs através de transmissões ao vivo regulares, com legendas em inglês para o público internacional.

8 - O BTS tem um verdadeiro exército de fãs
Esse fácil acesso ao grupo ajudou a se conectar com fãs de todo o mundo através de suas personalidades tanto quanto através de sua música, resultando em um dos maiores fandoms do K-pop. O clipe de "Blood, Sweat & Tears", lançado há menos de um mês, está se aproximando de 30 milhões de visualizações. Ele também quebrou o recorde de ser o vídeo de K-pop a alcançar mais de 6,3 milhões de visualizações em um dia.

9 - BTS foi o primeiro grupo de K-pop a ter o seu próprio emoji
Graças a intensa presença nas mídias sociais, o BTS foi o primeiro grupo coreano a ter um emoji no Twitter. Entre maio e junho, os fãs foram capazes de usar uma variedade de hashtags que caracterizam uma pequena imagem do logotipo do grupo. Fãs brasileiros, turcos e russos utilizaram a hashtag.

10 - Fizeram história K-pop
Parece que cada lançamento do grupo leva o BTS para algo maior e melhor. Wings provou isso se tornando o álbum K-pop mais vendido nos Estados Unidos. O grupo vendeu mais álbuns que 2NE1 e EXO, grupos que apareceram no ranking em 2014 e 2015, respectivamente. BTS também se destaca dos anteriores por ser o único coreano a entrar no Billboard 200 que não é apoiado por uma das três grandes agências de entretenimento da Coréia do Sul, da YG Entertainment, SM Entertainment e JYP Entertainment. Esse amplo alcance do BTS também se estendeu para o Social 50, onde tomaram o primeiro lugar pela primeira vez. Wings também é notável por aparecer na 19ª posição da parada canadense de álbuns e na liderança da parada mundial.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

10 fatos sobre o BTS, grupo de k-pop que bateu recorde no Billboard 200

Coreanos alcançaram a 26ª colocação no ranking

por Redação em 22/10/2016

Mesmo sem nenhum single em inglês, o grupo BTS conseguiu se tornar o artista coreano com a posição mais alta no Billboard 200 – 26º lugar. Isso os colocou também no topo da parada Social 50.

Mesmo sendo um fenômeno atual, BTS não é exatamente um nome familiar para muitos ouvintes. Aqui está o que você precisa saber sobre este artista que desafia as fronteiras:

1 - BTS significa Bangtan Sonyeondan (Escoteiros à prova de bala)
Felizmente, o grupo escolheu BTS como sigla em inglês.

2 - BTS tem sete membros
Normalmente, boy bands têm cinco integrantes. Mas o BTS é composto pelos rappers Rap Monster, Suga e J-Hope e os vocalistas Jin, Jimin, V e Jungkook.

3 - Eles produzem a maior parte de suas músicas
Cada um dos sete membros da BTS tem suas criações espalhadas por toda discografia do grupo – sendo que Suga e Rap Monster, em particular, têm um maior reconhecimento como produtores. Pdogg e Slow Rabbit, produtores, são parceiros em algumas composições.

4 - Eles gostam de trilogias
Além de seus álbuns completos Dark & ​​Wild e Wings, a discografia do BTS tem duas trilogias em EPs. O início da carreira trouxe a trilogia Skool: O álbum de estreia 2Cool 4Skool, mais O!RUL8,2? (de 2013) e Skool Luv Affair (de 2014) – a trilogia incluiu canções agressivas relacionadas a vida dos estudantes. Já a trilogia entre 2015 e 2016, The Most Beautiful Moment in Life (Part 1, 2 e Epilogue, consistiu em músicas com sons mais experimentais e que se baseiam em experiências de jovens adultos.

5 - BTS explorou as origens do hip hop
O hip hop tem um papel importante no K-pop desde os anos 1990 e o BTS inseriu elementos do movimento no seu som pop – alguns membros fizeram parte da cena underground do rap coreano. No começo do grupo, eles foram criticados por fazerem apropriação cultural e exploraram a história no reality show American Hustle Life, com direito a um curso intensivo do gênero com a ajuda de Coolio e Warren G.

BTS-performs-onstage

6 - Rap Monster e Suga não são apenas cantores de K-pop
O K-pop é criticado por ser um gênero fabricado, criado por empresas e com artistas que têm pouca influência em sua própria música. Ao longo dos últimos anos, isso foi mudando à medida que mais artistas coreanos mostraram as suas habilidades nas produções e o BTS deixou claro que eles não estão brincando. Os rappers Rap Monster e Suga lançaram diversas mixtapes solo que exibiam suas qualidades individuais, provando que o grupo é mais do que uma típica boy band. Agust D, última mixtape de Suga, abordou a depressão, por exemplo.

7 - Eles são muito próximos dos fãs e bastante acessíveis
Além de ser um dos únicos grupos a sair em turnês fora da Ásia com frequência, o BTS tem sua maneira de interagir com sua base de fãs global. Os próprios integrantes atualizam suas contas de Twitter e eles aproveitam a popularidade dos lives. Cada um dos membros interage com os fãs através de transmissões ao vivo regulares, com legendas em inglês para o público internacional.

8 - O BTS tem um verdadeiro exército de fãs
Esse fácil acesso ao grupo ajudou a se conectar com fãs de todo o mundo através de suas personalidades tanto quanto através de sua música, resultando em um dos maiores fandoms do K-pop. O clipe de "Blood, Sweat & Tears", lançado há menos de um mês, está se aproximando de 30 milhões de visualizações. Ele também quebrou o recorde de ser o vídeo de K-pop a alcançar mais de 6,3 milhões de visualizações em um dia.

9 - BTS foi o primeiro grupo de K-pop a ter o seu próprio emoji
Graças a intensa presença nas mídias sociais, o BTS foi o primeiro grupo coreano a ter um emoji no Twitter. Entre maio e junho, os fãs foram capazes de usar uma variedade de hashtags que caracterizam uma pequena imagem do logotipo do grupo. Fãs brasileiros, turcos e russos utilizaram a hashtag.

10 - Fizeram história K-pop
Parece que cada lançamento do grupo leva o BTS para algo maior e melhor. Wings provou isso se tornando o álbum K-pop mais vendido nos Estados Unidos. O grupo vendeu mais álbuns que 2NE1 e EXO, grupos que apareceram no ranking em 2014 e 2015, respectivamente. BTS também se destaca dos anteriores por ser o único coreano a entrar no Billboard 200 que não é apoiado por uma das três grandes agências de entretenimento da Coréia do Sul, da YG Entertainment, SM Entertainment e JYP Entertainment. Esse amplo alcance do BTS também se estendeu para o Social 50, onde tomaram o primeiro lugar pela primeira vez. Wings também é notável por aparecer na 19ª posição da parada canadense de álbuns e na liderança da parada mundial.