NOTÍCIAS

10 músicas homenageando Martin Luther King

por em 16/01/2012
Imagem: Divulgação

Nesta semana, milhões ao redor da América celebram um homem cujas contribuições para a esfera política do país são inúmeras. E ao longo dos anos, a América se tornou preenchida por inúmeras canções inspiradas ou dedicadas ao Dr. Martin Luther King Jr. 

Agora, a equipe da Billboard.com enumera nossas favoritas entre essas canções. Da sobriedade de “MLK”, do U2, ao otimismo irrestrito de Bruce Springsteen em “We Shall Overcome”. Feliz dia do Martin Luther King Jr.!

 

“Pride In The Name Of Love” - U2 (1984)

Se os ouvintes têm alguma dúvida de que Martin Luther King Jr é  assunto de “Pride (In The Name Of Love”, elas se dissipam aos três minutos, quando Bono canta: “De manhã cedo/4 de abril/Tiros soaram no céu de Memphis/Livre por fim, eles tiraram sua vida/Eles não podem tirar seu orgulho”.

Contudo, entusiastas da história vão notar que a música - que foi o principal single do álbum The Unforgettable Fire, de 1984 – tem um erro factual. O assassinato de Martin Luther King aconteceu no começo da tarde, ao invés de pela manhã. Mas isso não importa para os fãs de música – o som da guitarra de The Edge no começo de “Pride (In The Name Of Love)” é um dos riffs mais reconhecidos da história.


“By The Time I Get To Arizona” Public Enemy (1991)

“By The Time I Get To Arizona” foi escrita pelo Public Enemy Chuck D em 1991 como uma resposta direta aos oficiais de Arizona, incluindo John McCain e Fife Symington, por rejeitar um feriado que celebrasse Martin Luther King Jr. Só no ano passado os sentimentos da música ressurgiram quando o mesmo governador do estado, Jan Brewer, decidiu assinar a lei de imigração do Arizona, que dá poderes aos policiais para deter pessoas que eles suspeitam que estejam sem visto, provando que as mesmas políticas descritas em “By The Time I Get To Arizona” continuam vivas e bem no Arizona de hoje em dia.


“Happy Birthday” - Stevie Wonder (1981)

“Happy Birthday” de Stevie Wonder foi escrita em 1981 pelo pianista e ativista social como parte de uma campanha para que o aniversário de Martin Luther King Jr. se tornasse um feriado nacional. A letra da música, aliada aos sintetizadores e aos teclados, mostra Wonder questionando porque qualquer um se oporia a comemorar o legado de King reservando um dia em sua homenagem. “Eu nunca entendi, como um homem que morreu pelo bem/não pode ter um dia livre para seu reconhecimento”, canta. Amém, Stevie!


“We Shall Overcome” - Bruce Springsteen (2006)

Lançado em 2006, o disco Seeger Sessions do Boss tem está música de protesto como sua peça-chave. “We Shall Overcome” pode ser aplicada à maioria dos casos de opressão generalizada, mas sua origem está na luta pelos direitos civis americanos do meio do século. A música sobe, ganhando impulso (e instrumentos) até alcançar o espírito cheio de esperança do mantra de Martin Luther King Jr.


“One Vision” - Queen (1985)

“Veja o que eles fizeram com o meu sonho”, canta Freddie Mercury sobre uma guitarra à la Stones neste single de 1985, do álbum A King Of Magic. Mercury soa vibrante, cantando versos positivos de esperança por uma unidade. Ah, e aqueles vocais mascarados no início da música? “Deus trabalha de forma misteriosa... forma misteriosa...”. Sem dúvidas, Queen, sem dúvidas.


“Like A King” - Ben Harper (1994)

Esta música do primeiro álbum de Ben Harper, Welcome To The Cruel World, de 1994, é uma canção folk de raiz, o fascínio encontrado em uma posição política. “Like A Wing” desenha paralelos entre Martin Luther King e Rodney Kin, uma vítima da brutalidade da polícia de Los Angeles no início dos anos 90. A posição de Harper sobre o assunto é facilmente perceptível – “Os sonhos de Martin”, ele afirma, “foram os piores pesadelos de Rodney”.


“I Have A Dream” - Common feat. Will.i.am (2006)

Sampleando o famoso discurso de Martin Luther King Jr., “I Have A Dream”, will.i.am e Common unem forças para uma música que apareça na trilha sonora do filme Escritores Da Liberdade. “Meu sonho é ser livre”, will.i.am canta no refrão, enquanto Common divide versos sobre luta, dor e esperança. Até mesmo a geração do rap respeita a luta de Martin Luther King Jr.


“MLK” - U2 (1984)


Talvez, para alguns, é uma surpresa que uma banda irlandesa seja a responsável por criar duas das mais prolíficas músicas sobre uma figura da história Americana, mas o fato só mostra a influência de Martin Luther King ao redor do mundo. “MLK”, uma breve canção de ninar, aparece no mesmo álbum de “Pride (In The Name Of Love)”, mas as duas canções não poderiam ser mais opostas. Ambas as músicas levaram Bono a ser homenageado pelo memorial oficial de Martin Luther King Jr, o King Center.


“King Holiday” - King Dream Chorus and Holiday Crew (1986)

Os sonhos de Martin Luther King Jr. foram partilhados por muitos, incluindo os Fat Boys, Menudo, El Debarge, New Edition, Run-D.M.C., a grande veterana Teena Marie e ainda jovem Whitney Houston. Aqui, as estrelas se juntam para cantar e rimar em homenagem a Dr. King e ao que ele acreditava. Não se importe com o baixo orçamento e com a baixa qualidade do vídeo – essa é para os livros de história!


“Dream Speech” - The Gregory Brothers' Auto-Tune the News (2009)

Dr. Martin Luther King Jr. foi mais conhecido por seus discursos e seu ativismo do que pela sua habilidade em cantar. Mas quando os Gregory Brothers começam sua série de vídeos auto-tunados com seus discursos e notícias, mixando o discurso “I Have A Dream”, o resultado é sem noção. Como a maioria dos remixes dos Gregory Brothers, o resultado da “música” não é incrivelmente cativante. Mas o que falta em ser cativante sobra em sua mensagem final, que não foi perdida durante o processo de mixagem de voz.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

10 músicas homenageando Martin Luther King

por em 16/01/2012
Imagem: Divulgação

Nesta semana, milhões ao redor da América celebram um homem cujas contribuições para a esfera política do país são inúmeras. E ao longo dos anos, a América se tornou preenchida por inúmeras canções inspiradas ou dedicadas ao Dr. Martin Luther King Jr. 

Agora, a equipe da Billboard.com enumera nossas favoritas entre essas canções. Da sobriedade de “MLK”, do U2, ao otimismo irrestrito de Bruce Springsteen em “We Shall Overcome”. Feliz dia do Martin Luther King Jr.!

 

“Pride In The Name Of Love” - U2 (1984)

Se os ouvintes têm alguma dúvida de que Martin Luther King Jr é  assunto de “Pride (In The Name Of Love”, elas se dissipam aos três minutos, quando Bono canta: “De manhã cedo/4 de abril/Tiros soaram no céu de Memphis/Livre por fim, eles tiraram sua vida/Eles não podem tirar seu orgulho”.

Contudo, entusiastas da história vão notar que a música - que foi o principal single do álbum The Unforgettable Fire, de 1984 – tem um erro factual. O assassinato de Martin Luther King aconteceu no começo da tarde, ao invés de pela manhã. Mas isso não importa para os fãs de música – o som da guitarra de The Edge no começo de “Pride (In The Name Of Love)” é um dos riffs mais reconhecidos da história.


“By The Time I Get To Arizona” Public Enemy (1991)

“By The Time I Get To Arizona” foi escrita pelo Public Enemy Chuck D em 1991 como uma resposta direta aos oficiais de Arizona, incluindo John McCain e Fife Symington, por rejeitar um feriado que celebrasse Martin Luther King Jr. Só no ano passado os sentimentos da música ressurgiram quando o mesmo governador do estado, Jan Brewer, decidiu assinar a lei de imigração do Arizona, que dá poderes aos policiais para deter pessoas que eles suspeitam que estejam sem visto, provando que as mesmas políticas descritas em “By The Time I Get To Arizona” continuam vivas e bem no Arizona de hoje em dia.


“Happy Birthday” - Stevie Wonder (1981)

“Happy Birthday” de Stevie Wonder foi escrita em 1981 pelo pianista e ativista social como parte de uma campanha para que o aniversário de Martin Luther King Jr. se tornasse um feriado nacional. A letra da música, aliada aos sintetizadores e aos teclados, mostra Wonder questionando porque qualquer um se oporia a comemorar o legado de King reservando um dia em sua homenagem. “Eu nunca entendi, como um homem que morreu pelo bem/não pode ter um dia livre para seu reconhecimento”, canta. Amém, Stevie!


“We Shall Overcome” - Bruce Springsteen (2006)

Lançado em 2006, o disco Seeger Sessions do Boss tem está música de protesto como sua peça-chave. “We Shall Overcome” pode ser aplicada à maioria dos casos de opressão generalizada, mas sua origem está na luta pelos direitos civis americanos do meio do século. A música sobe, ganhando impulso (e instrumentos) até alcançar o espírito cheio de esperança do mantra de Martin Luther King Jr.


“One Vision” - Queen (1985)

“Veja o que eles fizeram com o meu sonho”, canta Freddie Mercury sobre uma guitarra à la Stones neste single de 1985, do álbum A King Of Magic. Mercury soa vibrante, cantando versos positivos de esperança por uma unidade. Ah, e aqueles vocais mascarados no início da música? “Deus trabalha de forma misteriosa... forma misteriosa...”. Sem dúvidas, Queen, sem dúvidas.


“Like A King” - Ben Harper (1994)

Esta música do primeiro álbum de Ben Harper, Welcome To The Cruel World, de 1994, é uma canção folk de raiz, o fascínio encontrado em uma posição política. “Like A Wing” desenha paralelos entre Martin Luther King e Rodney Kin, uma vítima da brutalidade da polícia de Los Angeles no início dos anos 90. A posição de Harper sobre o assunto é facilmente perceptível – “Os sonhos de Martin”, ele afirma, “foram os piores pesadelos de Rodney”.


“I Have A Dream” - Common feat. Will.i.am (2006)

Sampleando o famoso discurso de Martin Luther King Jr., “I Have A Dream”, will.i.am e Common unem forças para uma música que apareça na trilha sonora do filme Escritores Da Liberdade. “Meu sonho é ser livre”, will.i.am canta no refrão, enquanto Common divide versos sobre luta, dor e esperança. Até mesmo a geração do rap respeita a luta de Martin Luther King Jr.


“MLK” - U2 (1984)


Talvez, para alguns, é uma surpresa que uma banda irlandesa seja a responsável por criar duas das mais prolíficas músicas sobre uma figura da história Americana, mas o fato só mostra a influência de Martin Luther King ao redor do mundo. “MLK”, uma breve canção de ninar, aparece no mesmo álbum de “Pride (In The Name Of Love)”, mas as duas canções não poderiam ser mais opostas. Ambas as músicas levaram Bono a ser homenageado pelo memorial oficial de Martin Luther King Jr, o King Center.


“King Holiday” - King Dream Chorus and Holiday Crew (1986)

Os sonhos de Martin Luther King Jr. foram partilhados por muitos, incluindo os Fat Boys, Menudo, El Debarge, New Edition, Run-D.M.C., a grande veterana Teena Marie e ainda jovem Whitney Houston. Aqui, as estrelas se juntam para cantar e rimar em homenagem a Dr. King e ao que ele acreditava. Não se importe com o baixo orçamento e com a baixa qualidade do vídeo – essa é para os livros de história!


“Dream Speech” - The Gregory Brothers' Auto-Tune the News (2009)

Dr. Martin Luther King Jr. foi mais conhecido por seus discursos e seu ativismo do que pela sua habilidade em cantar. Mas quando os Gregory Brothers começam sua série de vídeos auto-tunados com seus discursos e notícias, mixando o discurso “I Have A Dream”, o resultado é sem noção. Como a maioria dos remixes dos Gregory Brothers, o resultado da “música” não é incrivelmente cativante. Mas o que falta em ser cativante sobra em sua mensagem final, que não foi perdida durante o processo de mixagem de voz.