NOTÍCIAS

6 motivos por que Miley Cyrus é uma heroína LGBT

Dona de uma organização que defende jovens da comunidade, a cantora trabalha para trazer visibilidade para a causa

por Redação em 18/08/2017

Aparentemente, a frase “Faça a América Grande De Novo” é um código para eliminar toda forma de igualdade. Entre a diminuição de recursos públicos para sites LGBT e a tentativa de Trump de dar baixa em mais de 15 mil soldados trans que servem o exército, essa administração tem sido dura com a comunidade LGBT.

MILEY CYRUS HOMENAGEIA ELVIS PRESLEY NO CLIPE DE “YOUNGER NOW”

Neste confuso clima político, é importante que vozes advoguem. De queridinha da Disney para hippie feliz, Miley Cyrus está constantemente evoluindo, mas sua paixão pela comunidade é irredutível. Aqui estão 6 motivos por que Miley é uma heroína LGBT:

Princesa do empoderamento

A música “Inspired” se tornou o hino não oficial do mês de orgulho LGBT deste ano para uma geração de jovens mais politizados. Miley canta uma música poderosa que destaca a luta pela igualdade. Com a mensagem de encontrar força em si, Miley desafia sua audiência a se tornarem quem eles querem ser.

Panssexual com orgulho

Depois de muitos anos defendendo os direitos LGBT, Miley Cyrus se declarou panssexual – o que significa que gênero e sexualidade não são fatores importantes em sua vida amorosa.

Uma lenda do VMA  

Miley teve alguns momentos memoráveis no palco do VMA, mas resolvemos focar em apenas um. Para encerrar a edição de 2015 da premiação, Miley liderou um grupo de drag queens em uma performance da música “Dooo It”. Ela deu um enorme espaço e plataforma para as drags, trazendo visibilidade. 

Uma voz para a comunidade trans

Enquanto alguns perfis de celebridades no Instagram são recheados de fotos em viagens exorbitantes, Miley segue outra linha. Em 2015, ela fez uma parceria com o aplicativo para fazer o #InstaPride, uma iniciativa que mostrava membros da comunidade transgênero. A colaboração educou seus seguidores sobre as dificuldades que pessoas trans passam.

Uma mulher em uma missão

Em 2014, Miley criou a Happy Hippie Foundation, uma organização dedicada a ajudar jovens a lutar contra injustiças sociais contra grupos vulneráveis como LGBT e pessoas em situação de rua. Apesar de suas polêmicas chamarem mais atenção da mídia, Miley reconhece seu privilégio e usa sua influência para causar um impacto positivo.

Ela apoia aquilo que acredita

Ela chamou atenção ao chegar ao baile da amfAR em Los Angeles, em 2014, por causa do seu figurino ousado, mas ela não deixou a festa sem antes doar US$ 500 mil para a organização que faz pesquisas sobre AIDS.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

6 motivos por que Miley Cyrus é uma heroína LGBT

Dona de uma organização que defende jovens da comunidade, a cantora trabalha para trazer visibilidade para a causa

por Redação em 18/08/2017

Aparentemente, a frase “Faça a América Grande De Novo” é um código para eliminar toda forma de igualdade. Entre a diminuição de recursos públicos para sites LGBT e a tentativa de Trump de dar baixa em mais de 15 mil soldados trans que servem o exército, essa administração tem sido dura com a comunidade LGBT.

MILEY CYRUS HOMENAGEIA ELVIS PRESLEY NO CLIPE DE “YOUNGER NOW”

Neste confuso clima político, é importante que vozes advoguem. De queridinha da Disney para hippie feliz, Miley Cyrus está constantemente evoluindo, mas sua paixão pela comunidade é irredutível. Aqui estão 6 motivos por que Miley é uma heroína LGBT:

Princesa do empoderamento

A música “Inspired” se tornou o hino não oficial do mês de orgulho LGBT deste ano para uma geração de jovens mais politizados. Miley canta uma música poderosa que destaca a luta pela igualdade. Com a mensagem de encontrar força em si, Miley desafia sua audiência a se tornarem quem eles querem ser.

Panssexual com orgulho

Depois de muitos anos defendendo os direitos LGBT, Miley Cyrus se declarou panssexual – o que significa que gênero e sexualidade não são fatores importantes em sua vida amorosa.

Uma lenda do VMA  

Miley teve alguns momentos memoráveis no palco do VMA, mas resolvemos focar em apenas um. Para encerrar a edição de 2015 da premiação, Miley liderou um grupo de drag queens em uma performance da música “Dooo It”. Ela deu um enorme espaço e plataforma para as drags, trazendo visibilidade. 

Uma voz para a comunidade trans

Enquanto alguns perfis de celebridades no Instagram são recheados de fotos em viagens exorbitantes, Miley segue outra linha. Em 2015, ela fez uma parceria com o aplicativo para fazer o #InstaPride, uma iniciativa que mostrava membros da comunidade transgênero. A colaboração educou seus seguidores sobre as dificuldades que pessoas trans passam.

Uma mulher em uma missão

Em 2014, Miley criou a Happy Hippie Foundation, uma organização dedicada a ajudar jovens a lutar contra injustiças sociais contra grupos vulneráveis como LGBT e pessoas em situação de rua. Apesar de suas polêmicas chamarem mais atenção da mídia, Miley reconhece seu privilégio e usa sua influência para causar um impacto positivo.

Ela apoia aquilo que acredita

Ela chamou atenção ao chegar ao baile da amfAR em Los Angeles, em 2014, por causa do seu figurino ousado, mas ela não deixou a festa sem antes doar US$ 500 mil para a organização que faz pesquisas sobre AIDS.