NOTÍCIAS

7 revelações de “Look What You Made Me Do”, de Taylor Swift

Cantora lançou o primeiro single de seu novo disco, Reputation, nesta sexta-feira

por Redação em 25/08/2017

Desde a briga revelada em “Bad Blood” à sátira pessoal em “Blank Space”, Taylor Swift já foi há muito coroada a rainha compositora de letras reveladoras, que expõe todos os problemas. Seu novo single, “Look What You Made Me Do”, lançado na madrugada desta sexta-feira (25/08), não é exceção.

Escrita em parceria com Jack Antonoff, a faixa é obscura, vingativa e é um prato cheio para analisar.

TAYLOR SWIFT GANHA PROCESSO CONTRA RADIALISTA QUE A ASSEDIOU

O novo disco, Reputation, será lançado em 10 de novembro. Enquanto isso, nos acompanhe nesta análise de sete trechos da letra de “Look What You Made Me Do”.

"I don't like your little games / Don't like your tilted stage / The role you made me play / Of the fool, no, I don't like you" [Não gosto dos seus joguinhos/ Não gosto do seu palco inclinado/ O papel que você me fez interpretar/ Da trouxa, não, eu não gosto de você]

Enquanto Taylor não revela sobre quem ela está falando, Kanye West usou um palco inclinado durante sua turnê Saint Pablo. Os ouvintes podem ligar esse verso à longa e duradoura briga que a cantora tem com o rapper, que começou quando Kanye interrompeu seu discurso no VMA de 2009 e explodiu no ano passado, quando Taylor foi exposta por Kim Kardashian por ter mentido sobre seu conhecimento acerca da letra de “Famous”, de Kanye.

"I've got a list of names and yours is in red underlined" [Tenho uma lista de nomes e o seu está em vermelho sublinhado]

A última vez que Taylor fez uma lista de nomes foi em “Blank Space”, do antecessor 1989, onde ela brinca sobre sua longa lista de ex-namorados. Ela parece fazer essa referência de propósito, mas desta vez o tom é mais pesado. Nesse caso, o “vermelho sublinhado” vagamente lembra uma cena do filme Meninas Malvadas. Katy Perry, outra inimizade de Taylor, já a comparou com Regina George, a protagonista malvada do filme.

GRETCHEN, TRETA COM TAYLOR SWIFT, SAMPLER DE DJ LE ROI… 6 FATOS SOBRE “SWISH SWISH”

"I don't like your kingdom keys / They once belonged to me / You ask me for a place to sleep / Locked me out and threw a feast (what?)" [Não gosto das suas chaves/ Elas já pertenceram a mim/ Você me pede um lugar para dormir/ Me tranca para fora e faz um banquete (o quê?)]

Aqui, Taylor parece se referir a alguém com quem já foi amiga, mas sente que foi traída. Provavelmente, Katy Perry, com quem brigou por causa de dançarinos de turnê. Ela já cantou sobre a briga anteriormente em “Bad Blood”. Além disso, o clipe de “Bon Appétit”, de Katy, retrata um banquete.

"The world goes on, another day, another drama, drama / But not for me, not for me, all I think about is karma / And then the world moves on, but one thing's for sure / Maybe I got mine, but you'll all get yours" [O mundo gira, outro dia, outro drama/ Mas para mim não, para mim não, só penso em carma/ E o mundo gira e uma coisa é certa/ Talvez eu tenha recebido minha parte, mas vocês todos vão receber as suas]

Além do fato de que “another day, another drama” saiu de “Piece Of Me”, de Britney Spears, há muito material para analisar aqui. Por falar de carma, Taylor consegue ameaçar seus inimigos e manter a sua inocência – porque quem a fez mal pagará por isso. Interessante notar que Katy Perry recentemente cantou sobre carma em “Swish Swish”, música que todos acreditam ter sido escrita sobre a briga com Taylor.

taylorswift6

"I don't trust nobody and nobody trusts me / I'll be the actress, starring in your bad dreams" [Não confio em ninguém e ninguém confia em mim/Serei a atriz dos seus pesadelos]

Taylor também costuma falar bastante sobre sonhos em suas letras. Dessa vez, ela ameaça ser um pesadelo na vida dessa pessoa. Trevosa.

"I'm sorry, the old Taylor can't come to the phone right now." / "Why?" / "Oh 'cause she's dead!" [Desculpe, a antiga Taylor não pode falar agora/ Por quê?/ Ah, porque ela está morta!]

Taylor fala ao telefone durante a música, possivelmente fazendo alusão à gravação da ligação entre ela e Kanye sobre a música “Famous”, que foi exposta no Snapchat por Kim Kardashian. A referência sobre a morte da antiga Taylor combina com seu posicionamento nas redes sociais nos últimos dias, apagando todas as suas postagens anteriores.

"Look what you made me do" [Vejam o que vocês me fizeram fazer]

Durante toda a faixa, Taylor fala de carma e de que todos que a fizeram mal vão sofrer muito. Toda essa energia vingativa combina com o nome da música, em que ela implica que seus inimigos a “fizeram” lançar essa faixa.

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

7 revelações de “Look What You Made Me Do”, de Taylor Swift

Cantora lançou o primeiro single de seu novo disco, Reputation, nesta sexta-feira

por Redação em 25/08/2017

Desde a briga revelada em “Bad Blood” à sátira pessoal em “Blank Space”, Taylor Swift já foi há muito coroada a rainha compositora de letras reveladoras, que expõe todos os problemas. Seu novo single, “Look What You Made Me Do”, lançado na madrugada desta sexta-feira (25/08), não é exceção.

Escrita em parceria com Jack Antonoff, a faixa é obscura, vingativa e é um prato cheio para analisar.

TAYLOR SWIFT GANHA PROCESSO CONTRA RADIALISTA QUE A ASSEDIOU

O novo disco, Reputation, será lançado em 10 de novembro. Enquanto isso, nos acompanhe nesta análise de sete trechos da letra de “Look What You Made Me Do”.

"I don't like your little games / Don't like your tilted stage / The role you made me play / Of the fool, no, I don't like you" [Não gosto dos seus joguinhos/ Não gosto do seu palco inclinado/ O papel que você me fez interpretar/ Da trouxa, não, eu não gosto de você]

Enquanto Taylor não revela sobre quem ela está falando, Kanye West usou um palco inclinado durante sua turnê Saint Pablo. Os ouvintes podem ligar esse verso à longa e duradoura briga que a cantora tem com o rapper, que começou quando Kanye interrompeu seu discurso no VMA de 2009 e explodiu no ano passado, quando Taylor foi exposta por Kim Kardashian por ter mentido sobre seu conhecimento acerca da letra de “Famous”, de Kanye.

"I've got a list of names and yours is in red underlined" [Tenho uma lista de nomes e o seu está em vermelho sublinhado]

A última vez que Taylor fez uma lista de nomes foi em “Blank Space”, do antecessor 1989, onde ela brinca sobre sua longa lista de ex-namorados. Ela parece fazer essa referência de propósito, mas desta vez o tom é mais pesado. Nesse caso, o “vermelho sublinhado” vagamente lembra uma cena do filme Meninas Malvadas. Katy Perry, outra inimizade de Taylor, já a comparou com Regina George, a protagonista malvada do filme.

GRETCHEN, TRETA COM TAYLOR SWIFT, SAMPLER DE DJ LE ROI… 6 FATOS SOBRE “SWISH SWISH”

"I don't like your kingdom keys / They once belonged to me / You ask me for a place to sleep / Locked me out and threw a feast (what?)" [Não gosto das suas chaves/ Elas já pertenceram a mim/ Você me pede um lugar para dormir/ Me tranca para fora e faz um banquete (o quê?)]

Aqui, Taylor parece se referir a alguém com quem já foi amiga, mas sente que foi traída. Provavelmente, Katy Perry, com quem brigou por causa de dançarinos de turnê. Ela já cantou sobre a briga anteriormente em “Bad Blood”. Além disso, o clipe de “Bon Appétit”, de Katy, retrata um banquete.

"The world goes on, another day, another drama, drama / But not for me, not for me, all I think about is karma / And then the world moves on, but one thing's for sure / Maybe I got mine, but you'll all get yours" [O mundo gira, outro dia, outro drama/ Mas para mim não, para mim não, só penso em carma/ E o mundo gira e uma coisa é certa/ Talvez eu tenha recebido minha parte, mas vocês todos vão receber as suas]

Além do fato de que “another day, another drama” saiu de “Piece Of Me”, de Britney Spears, há muito material para analisar aqui. Por falar de carma, Taylor consegue ameaçar seus inimigos e manter a sua inocência – porque quem a fez mal pagará por isso. Interessante notar que Katy Perry recentemente cantou sobre carma em “Swish Swish”, música que todos acreditam ter sido escrita sobre a briga com Taylor.

taylorswift6

"I don't trust nobody and nobody trusts me / I'll be the actress, starring in your bad dreams" [Não confio em ninguém e ninguém confia em mim/Serei a atriz dos seus pesadelos]

Taylor também costuma falar bastante sobre sonhos em suas letras. Dessa vez, ela ameaça ser um pesadelo na vida dessa pessoa. Trevosa.

"I'm sorry, the old Taylor can't come to the phone right now." / "Why?" / "Oh 'cause she's dead!" [Desculpe, a antiga Taylor não pode falar agora/ Por quê?/ Ah, porque ela está morta!]

Taylor fala ao telefone durante a música, possivelmente fazendo alusão à gravação da ligação entre ela e Kanye sobre a música “Famous”, que foi exposta no Snapchat por Kim Kardashian. A referência sobre a morte da antiga Taylor combina com seu posicionamento nas redes sociais nos últimos dias, apagando todas as suas postagens anteriores.

"Look what you made me do" [Vejam o que vocês me fizeram fazer]

Durante toda a faixa, Taylor fala de carma e de que todos que a fizeram mal vão sofrer muito. Toda essa energia vingativa combina com o nome da música, em que ela implica que seus inimigos a “fizeram” lançar essa faixa.