NOTÍCIAS

A história por trás dos logos das bandas

Identidade visual é muito importante para que um grupo se fixe no imaginário do público

por Redação em 23/08/2017

Muitas vezes, os logos desenhados para bandas acabam criando asas, seguindo seus próprios caminhos e aparecendo por aí, estampados em tudo quanto é produto. Acontece até de serem utilizados por pessoas que nunca nem se deram ao trabalho de ouvir o som daqueles artistas.

Você com certeza consegue reconhecer as tipografias utilizadas por algumas bandas, ainda que outras coisas estejam escritas com elas, não é mesmo? Mas você conhece a história por trás de famosos logos?

Veja na galeria a seguir:

- BaianaSystem:

Filipe Cartaxo é o responsável pela linguagem visual da banda. Ele é irmão de Robertinho Barreto, guitarrista do grupo, que sugeriu que ele traduzisse para o visual a estética da guitarra baiana. A inspiração veio das pinturas em barracas e bancos da Festa de Largo, comemoração dedicada a santos e orixás. Como a configuração da banda muda de acordo com a apresentação que estão fazendo, eles quiseram trabalhar na arte gráfica, nas máscaras, deixando de lado as tradicionais fotos de divulgação da banda.

Reprodução

- The Doors:

Simples, geométrico, com o pequeno, mas essencial e psicodélico “The” acima, o logo do The Doors se tornou uma marca facilmente reconhecível. Mas não se tem certeza de quem foi o seu criador. Há quem aposte que o logo foi criado pelo departamento de arte da gravadora Elektra, em Nova York, liderado por Bill Harvey. O logo em questão aparece já no primeiro disco da banda, lançado em 1967.

Reprodução

- Guns N’ Roses:

O nome da banda é a junção dos nomes das bandas anteriores dos integrantes: Hollywood Rose e L.A. Guns. O logo, autoexplicativo, traz armas e rosas.

Reprodução

- Kiss:

Desenhado por Ace Frehley, o logo mostra os dois “S” do nome da banda estilizados em forma de relâmpago.

Reprodução

- Metallica:

No famoso logo, as letras M e A da palavra “Metallica” parecem lanças. Ele foi desenhado por James Hetfield, o vocalista da banda, e se tornou uma fonte icônica.

Reprodução

- Misfits:

O logo foi utilizado pela primeira vez pela banda no terceiro single lançado, “Horror Business”, em 1979. A caveira foi proposta por Glenn Danzig e foi inspirada no pôster de um filme de 1943.

Reprodução

-

 

- Nirvana:

A carinha chapada usada como símbolo foi criada por Kurt Cobain, que também era ilustrador, e colaborou nas artes dos álbuns In Utero e Incesticide. Já a fonte em amarelo em que o nome da banda foi escrito, também marcante, foi escolhida por Lisa Orth, a designer gráfica responsável pela capa do álbum de estreia, Bleach. De acordo com a história, ela escolheu uma fonte barata porque a gravadora da banda já estava devendo por trabalhos anteriores e ela não quis se esforçar muito. Ela pagou US$ 15 para que o nome da banda fosse escrito em qualquer fonte instalada no computador e essa versão tem sido usada desde então.

Reprodução

- Prince (The Artist):

O icônico símbolo não pronunciável que foi usado por Prince durante um tempo em sua carreira foi criado pela artista freelancer Lizz Frey, em 1992. Na época, ela tinha 24 anos e tinha acabado de se formar na faculdade quando foi apresentada a Prince por um amigo em comum. Seu trabalho era ajudar com o design de alguns clipes que o artista estava criando. O logo começou como um desenho para o single “7”, lançado no mesmo ano. Segundo a designer, Prince pediu para que ela desenhasse um “lindo sete”. Quando o artista viu o desenho, mudou de ideia e decidiu utilizar o design em todo o álbum. No topo do logo, ele desenhou um círculo com uma cruz no meio.

Lizz foi contratada para trabalhar como designer em Paisley Park, onde permaneceu por um ano. Segundo a artista, nem Prince sabia pronunciar seu novo nome, mas ele afirmava que o símbolo era muito importante e o chamava de “símbolo do amor”.

Reprodução

- Queen:
O logo da banda foi idealizado pelo próprio Freddie Mercury pouco antes do lançamento do álbum de estreia do grupo. A imagem contém os símbolos dos signos do zodíaco dos quatro membros: dois leões (John Deacon e Roger Taylor), um caranguejo, de Câncer (Brian May), e fadas, de Virgem (Freddie Mercury). O logo também teve inspiração no brasão real do Reino Unido. No início, era apenas um desenho simples, que se tornou mais complexo e colorido a cada lançamento do Queen.

Reprodução

- Raimundos:

Anteriormente, a banda usava como logo o seu nome escrito em uma fonte que remete à literatura de cordel, típica do Nordeste brasileiro, com um chapéu de cangaceiro. O símbolo atual, que apareceu pela primeira vez na capa do álbum Lapadas do Povo, foi usado em especiais gravados pela MTV e significa a união da banda.

Reprodução

- Ramones:

Outra banda facilmente reconhecida pelo logo, muito estampado em camisetas, que foi criado em 1975 pelo artista Arturo Vega, amigo e arquivista da banda. Ele se inspirou no logotipo do Congresso Americano, colocando um taco de beisebol nas garras da águia. Punk!

Reprodução

- Red Hot Chili Peppers:

De acordo com o líder da banda, Anthony Kiedis, o logo não tem nenhum significado particular e começou como um simples ícone desenhado em um pedaço de papel assim que os executivos da gravadora pediram um logo para propósitos promocionais.

Reprodução

- Rolling Stones:

A famosa boca com a língua para fora é criação do americano Ruby Mazur, que cobrou US$ 10 mil pela arte. A inspiração veio de uma conversa do artista com Mick Jagger, em que falaram sobre a língua de Kali, a deusa hindu da criação, vida e destruição. Não tem nada a ver com a boca grande do Jagger!

Reprodução

- Sepultura:

O logo foi desenhado em 1990, durante as gravações do álbum  Arise, pelo amigo e músico Pedro Alberto “Baza” Amorim, vocalista da banda Overdose, para ser utilizado na bolacha do vinil. Depois, passou a estampar todo o merchandising do grupo.

Reprodução

- The Who:

O logo da banda traz uma flecha saindo da última letra do nome, simbolizando a masculinidade. O famoso alvo é o mesmo usado pela Aeronáutica Inglesa.

Reprodução

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

A história por trás dos logos das bandas

Identidade visual é muito importante para que um grupo se fixe no imaginário do público

por Redação em 23/08/2017

Muitas vezes, os logos desenhados para bandas acabam criando asas, seguindo seus próprios caminhos e aparecendo por aí, estampados em tudo quanto é produto. Acontece até de serem utilizados por pessoas que nunca nem se deram ao trabalho de ouvir o som daqueles artistas.

Você com certeza consegue reconhecer as tipografias utilizadas por algumas bandas, ainda que outras coisas estejam escritas com elas, não é mesmo? Mas você conhece a história por trás de famosos logos?

Veja na galeria a seguir:

- BaianaSystem:

Filipe Cartaxo é o responsável pela linguagem visual da banda. Ele é irmão de Robertinho Barreto, guitarrista do grupo, que sugeriu que ele traduzisse para o visual a estética da guitarra baiana. A inspiração veio das pinturas em barracas e bancos da Festa de Largo, comemoração dedicada a santos e orixás. Como a configuração da banda muda de acordo com a apresentação que estão fazendo, eles quiseram trabalhar na arte gráfica, nas máscaras, deixando de lado as tradicionais fotos de divulgação da banda.

Reprodução

- The Doors:

Simples, geométrico, com o pequeno, mas essencial e psicodélico “The” acima, o logo do The Doors se tornou uma marca facilmente reconhecível. Mas não se tem certeza de quem foi o seu criador. Há quem aposte que o logo foi criado pelo departamento de arte da gravadora Elektra, em Nova York, liderado por Bill Harvey. O logo em questão aparece já no primeiro disco da banda, lançado em 1967.

Reprodução

- Guns N’ Roses:

O nome da banda é a junção dos nomes das bandas anteriores dos integrantes: Hollywood Rose e L.A. Guns. O logo, autoexplicativo, traz armas e rosas.

Reprodução

- Kiss:

Desenhado por Ace Frehley, o logo mostra os dois “S” do nome da banda estilizados em forma de relâmpago.

Reprodução

- Metallica:

No famoso logo, as letras M e A da palavra “Metallica” parecem lanças. Ele foi desenhado por James Hetfield, o vocalista da banda, e se tornou uma fonte icônica.

Reprodução

- Misfits:

O logo foi utilizado pela primeira vez pela banda no terceiro single lançado, “Horror Business”, em 1979. A caveira foi proposta por Glenn Danzig e foi inspirada no pôster de um filme de 1943.

Reprodução

-

 

- Nirvana:

A carinha chapada usada como símbolo foi criada por Kurt Cobain, que também era ilustrador, e colaborou nas artes dos álbuns In Utero e Incesticide. Já a fonte em amarelo em que o nome da banda foi escrito, também marcante, foi escolhida por Lisa Orth, a designer gráfica responsável pela capa do álbum de estreia, Bleach. De acordo com a história, ela escolheu uma fonte barata porque a gravadora da banda já estava devendo por trabalhos anteriores e ela não quis se esforçar muito. Ela pagou US$ 15 para que o nome da banda fosse escrito em qualquer fonte instalada no computador e essa versão tem sido usada desde então.

Reprodução

- Prince (The Artist):

O icônico símbolo não pronunciável que foi usado por Prince durante um tempo em sua carreira foi criado pela artista freelancer Lizz Frey, em 1992. Na época, ela tinha 24 anos e tinha acabado de se formar na faculdade quando foi apresentada a Prince por um amigo em comum. Seu trabalho era ajudar com o design de alguns clipes que o artista estava criando. O logo começou como um desenho para o single “7”, lançado no mesmo ano. Segundo a designer, Prince pediu para que ela desenhasse um “lindo sete”. Quando o artista viu o desenho, mudou de ideia e decidiu utilizar o design em todo o álbum. No topo do logo, ele desenhou um círculo com uma cruz no meio.

Lizz foi contratada para trabalhar como designer em Paisley Park, onde permaneceu por um ano. Segundo a artista, nem Prince sabia pronunciar seu novo nome, mas ele afirmava que o símbolo era muito importante e o chamava de “símbolo do amor”.

Reprodução

- Queen:
O logo da banda foi idealizado pelo próprio Freddie Mercury pouco antes do lançamento do álbum de estreia do grupo. A imagem contém os símbolos dos signos do zodíaco dos quatro membros: dois leões (John Deacon e Roger Taylor), um caranguejo, de Câncer (Brian May), e fadas, de Virgem (Freddie Mercury). O logo também teve inspiração no brasão real do Reino Unido. No início, era apenas um desenho simples, que se tornou mais complexo e colorido a cada lançamento do Queen.

Reprodução

- Raimundos:

Anteriormente, a banda usava como logo o seu nome escrito em uma fonte que remete à literatura de cordel, típica do Nordeste brasileiro, com um chapéu de cangaceiro. O símbolo atual, que apareceu pela primeira vez na capa do álbum Lapadas do Povo, foi usado em especiais gravados pela MTV e significa a união da banda.

Reprodução

- Ramones:

Outra banda facilmente reconhecida pelo logo, muito estampado em camisetas, que foi criado em 1975 pelo artista Arturo Vega, amigo e arquivista da banda. Ele se inspirou no logotipo do Congresso Americano, colocando um taco de beisebol nas garras da águia. Punk!

Reprodução

- Red Hot Chili Peppers:

De acordo com o líder da banda, Anthony Kiedis, o logo não tem nenhum significado particular e começou como um simples ícone desenhado em um pedaço de papel assim que os executivos da gravadora pediram um logo para propósitos promocionais.

Reprodução

- Rolling Stones:

A famosa boca com a língua para fora é criação do americano Ruby Mazur, que cobrou US$ 10 mil pela arte. A inspiração veio de uma conversa do artista com Mick Jagger, em que falaram sobre a língua de Kali, a deusa hindu da criação, vida e destruição. Não tem nada a ver com a boca grande do Jagger!

Reprodução

- Sepultura:

O logo foi desenhado em 1990, durante as gravações do álbum  Arise, pelo amigo e músico Pedro Alberto “Baza” Amorim, vocalista da banda Overdose, para ser utilizado na bolacha do vinil. Depois, passou a estampar todo o merchandising do grupo.

Reprodução

- The Who:

O logo da banda traz uma flecha saindo da última letra do nome, simbolizando a masculinidade. O famoso alvo é o mesmo usado pela Aeronáutica Inglesa.

Reprodução