NOTÍCIAS

Álbum surpresa de Drake estreia em 1º lugar no Billboard 200

por em 18/02/2015

Como esperado, o álbum surpresa de Drake, If You're Reading This It's Too Late, chegou roubando a 1ª posição do Billboard 200.

O ranking dos álbuns mais populares da semana utiliza o método de consumo multi-métrico – que consiste nas vendas de cópias do disco tradicional, em vendas digitais e no streaming dos álbuns. If You're Reading This It's Too Late movimentou 535 mil unidades na semana que terminou no dia 15 de fevereiro, de acordo com a empresa Nielsen Music, sendo 495 mil cópias deste número apenas em vendas de discos – todos de downloads digitais.

A previsão de fontes da indústria musical era que o álbum vendesse mais de 500 mil cópias, mas a marca conquistada ainda é impressioanante, levando em conta que não foi um disco anunciado, foi vendido apenas digitalmente, é chamado de mixtape (e não um disco de estúdio) e teve apenas um pouco mais de três dias de vendas seguintes à sua estreia. O novo set foi lançado na noite da quinta-feira (12/02) pela gravadora Young Money/Cash Money/Republic Records. Uma versão física do álbum em CD ou vinil ainda não foi anunciada.

If You're Reading This It's Too Late segue os três discos anteriores de Drake: todos ocuparam o número 1 do Billboard 200. Eles são Thank Me Later (2010), Take Care(2011) e Nothing Was the Same (2013). O quarto disco de estúdio de Drake, Views From The 6, anunciado em julho do ano passado, está previsto para sair ainda neste ano.

Com Drake liderando o ranking Billboard 200, ele bloqueia a também estreante trilha sonora de Cinquenta Tons De Cinza. A compilação, que tem músicas de Ellie Goulding, Beyoncé, The Weeknd e Annie Lennox, passa a sua primeira semana no ranking ocupando a 2ª posição, com 258 mil unidades (das quais 210 mil são de vendas tradicinais – maior semana de estreia para uma trilha sonora desde This Is It, de Michael Jackson, que ficou em 1º lugar depois de vender 373 mil cópias).

In The Lonely Hour, de Sam Smith, subiu uma posição e ficou em 3º lugar, com 164 mil unidades (aumento de 91%), resultado dos quatro Grammys que o britânico ganhou no dia 8 de fevereiro. O álbum vendeu 124 mil cópias na semana seguinte à cerimônia, acumulando um aumento de 118%, e virando a semana de mais vendas do disco desde a sua estreia (166 mil na semana que terminou no dia 22 de junho de 2014).

Os quatro prêmios de Smith incluíram Canção do Ano, Gravação do Ano e Artista Revelação, mas não o cobiçado troféu de Álbum do Ano. Este foi para Morning Phase, de Beck, que saiu da 39ª posição para a 8ª, com 71 mil unidades (um aumento de 483%). Deste número, foram 64 mil cópias em vendas tradicionais (aumento de 466%). Como Smith, o álbum de Beck tem a suas maiores semanas de vendas desde a sua estreia, quando entrou para o ranking com 87 mil cópias vendidas na semana que terminou no dia 2 de março de 2014.

O restante do Top 10 é formado por X, de Ed Sheeran, que saiu da 3ª para a 4ª posição (140 mil unidades; aumento de 44%), enquanto 1989, de Taylor Swift, afundou da 1ª para a 5ª posição (125 mil; aumento de 16%). Esta é a primeira vez em 16 semanas no ranking que o álbum de Taylor saiu das duas primeiras posições.

Title, de Meghan Trainor, está firme na 6ª posição, com 72 mil (aumento de 21%). A coletânea Now 53 foi para o 7º posto, com quase 72 mil (queda de 28%) e a compilação 2015 Grammy Nominees foi da 15ª para a 9ª posição, com 65 mil (aumento de 92%). V, de Maroon 5, fecha o Top 10, com 63 mil (aumento de 35%).

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Álbum surpresa de Drake estreia em 1º lugar no Billboard 200

por em 18/02/2015

Como esperado, o álbum surpresa de Drake, If You're Reading This It's Too Late, chegou roubando a 1ª posição do Billboard 200.

O ranking dos álbuns mais populares da semana utiliza o método de consumo multi-métrico – que consiste nas vendas de cópias do disco tradicional, em vendas digitais e no streaming dos álbuns. If You're Reading This It's Too Late movimentou 535 mil unidades na semana que terminou no dia 15 de fevereiro, de acordo com a empresa Nielsen Music, sendo 495 mil cópias deste número apenas em vendas de discos – todos de downloads digitais.

A previsão de fontes da indústria musical era que o álbum vendesse mais de 500 mil cópias, mas a marca conquistada ainda é impressioanante, levando em conta que não foi um disco anunciado, foi vendido apenas digitalmente, é chamado de mixtape (e não um disco de estúdio) e teve apenas um pouco mais de três dias de vendas seguintes à sua estreia. O novo set foi lançado na noite da quinta-feira (12/02) pela gravadora Young Money/Cash Money/Republic Records. Uma versão física do álbum em CD ou vinil ainda não foi anunciada.

If You're Reading This It's Too Late segue os três discos anteriores de Drake: todos ocuparam o número 1 do Billboard 200. Eles são Thank Me Later (2010), Take Care(2011) e Nothing Was the Same (2013). O quarto disco de estúdio de Drake, Views From The 6, anunciado em julho do ano passado, está previsto para sair ainda neste ano.

Com Drake liderando o ranking Billboard 200, ele bloqueia a também estreante trilha sonora de Cinquenta Tons De Cinza. A compilação, que tem músicas de Ellie Goulding, Beyoncé, The Weeknd e Annie Lennox, passa a sua primeira semana no ranking ocupando a 2ª posição, com 258 mil unidades (das quais 210 mil são de vendas tradicinais – maior semana de estreia para uma trilha sonora desde This Is It, de Michael Jackson, que ficou em 1º lugar depois de vender 373 mil cópias).

In The Lonely Hour, de Sam Smith, subiu uma posição e ficou em 3º lugar, com 164 mil unidades (aumento de 91%), resultado dos quatro Grammys que o britânico ganhou no dia 8 de fevereiro. O álbum vendeu 124 mil cópias na semana seguinte à cerimônia, acumulando um aumento de 118%, e virando a semana de mais vendas do disco desde a sua estreia (166 mil na semana que terminou no dia 22 de junho de 2014).

Os quatro prêmios de Smith incluíram Canção do Ano, Gravação do Ano e Artista Revelação, mas não o cobiçado troféu de Álbum do Ano. Este foi para Morning Phase, de Beck, que saiu da 39ª posição para a 8ª, com 71 mil unidades (um aumento de 483%). Deste número, foram 64 mil cópias em vendas tradicionais (aumento de 466%). Como Smith, o álbum de Beck tem a suas maiores semanas de vendas desde a sua estreia, quando entrou para o ranking com 87 mil cópias vendidas na semana que terminou no dia 2 de março de 2014.

O restante do Top 10 é formado por X, de Ed Sheeran, que saiu da 3ª para a 4ª posição (140 mil unidades; aumento de 44%), enquanto 1989, de Taylor Swift, afundou da 1ª para a 5ª posição (125 mil; aumento de 16%). Esta é a primeira vez em 16 semanas no ranking que o álbum de Taylor saiu das duas primeiras posições.

Title, de Meghan Trainor, está firme na 6ª posição, com 72 mil (aumento de 21%). A coletânea Now 53 foi para o 7º posto, com quase 72 mil (queda de 28%) e a compilação 2015 Grammy Nominees foi da 15ª para a 9ª posição, com 65 mil (aumento de 92%). V, de Maroon 5, fecha o Top 10, com 63 mil (aumento de 35%).