NOTÍCIAS

Aprenda tudo sobre gifs com Lady Gaga (ou não)

por em 14/07/2015
Lady
Gaga acordou animada para interagir com o seu público nas redes sociais nesta terça-feira (14/07). Tudo começou com um gif publicado pela cantora no Twitter.     Estava indo tudo muito bem, até um fã dizer que tratava-se de um “vine”, e não de um “gif”, aguçando a curiosidade da estrela pop. “Vine não é uma empresa? Gif não é o que inspirou o vine? Ou estou esquecendo de algo importante?”, questionou a curiosa cantora. A resposta foi dada: “Um vine é algo com som e um gif não”. “Então é um gif com som”, simplificou Gaga. Um outro fã achou o máximo a cantora estar tão antenada. “Rainha da tecnologia”, escreveu. Gaga explicou que não é bem assim. “Esses seis segundos de gif com música vão mudar o mundo? Não sei. Estranho isso ser chamado de tecnologia. Comunicação talvez?”, perguntou. Em seguida, a cantora ficou curiosa sobre a pronúncia da palavra. “É como ‘JIF’, a manteiga de amendoim? Ou como ‘guilty’ (culpado, em português), com a letra G?”, perguntou. Um fã aproveitou a discussão para fazer uma analogia interessante: “Lady Gaga tentando entender o vine é como um religioso tentando entender que o casamento gay é normal”. E, assim como no caso do casamento gay, Gaga acha que não há necessidade de diferenciação entre as duas formas de tecnologia: “Estou tentando entender por que a distinção é tão importante”. “Gaga, um vine é como um vídeo, mas com seis segundos. Um gif é uma foto em movimento. O que é tão difícil de entender?”, perguntou um fã que acompanhava o dilema. “Mas um vídeo não é uma série de fotos em movimento que dão a ilusão de movimento? Os gifs são assim”, filosofou a Mother Monster. Um fã mais abusado  provocou. “Tinha uma ferramenta de fazer gifs no [álbum] ARTPOP e ela não sabe a diferença entre vines e gifs?”, questionou. E recebeu de volta. “Eu preciso entender de abacaxi para comer uma banana?”, perguntou. Alguém então tentou socorrer a artista: “Então, se um gif é um vídeo pequeno sem som e um vine é um gif longo com som, logo um vine é um vídeo. Você está certa”. “SIM! Você e eu enxergamos exatamente igual”, escreveu ela. “Parabéns, monsters! Gaga entendeu a diferença!”, pontuou um outro fã. “EU JÁ SABIA TODO ESSE TEMPO. Chamar um vine de gif é engraçado. É um gif chique. Ninguém riu, infelizmente.” “O vocabulário sofisticado de Gaga na argumentação vine-gif é o que faz isso tão divertido”, comentou um dos participantes do debate. “Ninguém riu, mas obrigada, haha”, finalizou a bem-humorada cantora.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Aprenda tudo sobre gifs com Lady Gaga (ou não)

por em 14/07/2015
Lady
Gaga acordou animada para interagir com o seu público nas redes sociais nesta terça-feira (14/07). Tudo começou com um gif publicado pela cantora no Twitter.     Estava indo tudo muito bem, até um fã dizer que tratava-se de um “vine”, e não de um “gif”, aguçando a curiosidade da estrela pop. “Vine não é uma empresa? Gif não é o que inspirou o vine? Ou estou esquecendo de algo importante?”, questionou a curiosa cantora. A resposta foi dada: “Um vine é algo com som e um gif não”. “Então é um gif com som”, simplificou Gaga. Um outro fã achou o máximo a cantora estar tão antenada. “Rainha da tecnologia”, escreveu. Gaga explicou que não é bem assim. “Esses seis segundos de gif com música vão mudar o mundo? Não sei. Estranho isso ser chamado de tecnologia. Comunicação talvez?”, perguntou. Em seguida, a cantora ficou curiosa sobre a pronúncia da palavra. “É como ‘JIF’, a manteiga de amendoim? Ou como ‘guilty’ (culpado, em português), com a letra G?”, perguntou. Um fã aproveitou a discussão para fazer uma analogia interessante: “Lady Gaga tentando entender o vine é como um religioso tentando entender que o casamento gay é normal”. E, assim como no caso do casamento gay, Gaga acha que não há necessidade de diferenciação entre as duas formas de tecnologia: “Estou tentando entender por que a distinção é tão importante”. “Gaga, um vine é como um vídeo, mas com seis segundos. Um gif é uma foto em movimento. O que é tão difícil de entender?”, perguntou um fã que acompanhava o dilema. “Mas um vídeo não é uma série de fotos em movimento que dão a ilusão de movimento? Os gifs são assim”, filosofou a Mother Monster. Um fã mais abusado  provocou. “Tinha uma ferramenta de fazer gifs no [álbum] ARTPOP e ela não sabe a diferença entre vines e gifs?”, questionou. E recebeu de volta. “Eu preciso entender de abacaxi para comer uma banana?”, perguntou. Alguém então tentou socorrer a artista: “Então, se um gif é um vídeo pequeno sem som e um vine é um gif longo com som, logo um vine é um vídeo. Você está certa”. “SIM! Você e eu enxergamos exatamente igual”, escreveu ela. “Parabéns, monsters! Gaga entendeu a diferença!”, pontuou um outro fã. “EU JÁ SABIA TODO ESSE TEMPO. Chamar um vine de gif é engraçado. É um gif chique. Ninguém riu, infelizmente.” “O vocabulário sofisticado de Gaga na argumentação vine-gif é o que faz isso tão divertido”, comentou um dos participantes do debate. “Ninguém riu, mas obrigada, haha”, finalizou a bem-humorada cantora.