NOTÍCIAS

Apresentação de Beyoncé no Super Bowl gera protesto

por em 10/02/2016

A cantora Beyoncé conseguiu irritar muitos americanos com o clipe e apresentação no Super Bowl do seu novo single, “Formation”. Policiais e políticos conservadores do Partido Republicano estão fazendo críticas públicas à estrela e já há um movimento preparando um protesto “anti-Beyoncé” para a próxima terça-feira (16/2), em um evento da NFL, a liga nacional de futebol americano.

COLDPLAY, BEYONCÉ E BRUNO MARS JUNTOS NO SUPER BOWL 50

O motivo da revolta foi Beyoncé ter feito referência ao movimento Panteras Negras durante sua performance na final do campeonato. O movimento Panteras Negras foi criado em 1966 como resposta ao racismo e fazia patrulhas nos guetos negros em Oakland, na Califórnia, para proteger os cidadãos contra a violência da polícia. No show de intervalo do Super Bowl, as dançarinas de Beyoncé estavam vestidas em tributo ao histórico grupo. A cantora trouxe o grupo de volta à pauta no seu 50º aniversário e por conta dos vários assassinatos de jovens negros inocentes por policiais brancos inocentados – o que gerou o movimento Black Lives Matter.

  TIDAL VAI DOAR US$ 1,5 MILHÃO A GRUPOS DE JUSTIÇA SOCIAL STYLIST DE BEYONCÉ: “EU OUVI O NOVO ÁLBUM E É INCRÍVEL”

No protesto da semana que vem, os manifestantes querem bloquear o prédio da NFL para demonstrar o seu descontentamento com o fato de Beyoncé ter “incitado brigas raciais”. “Você concorda que a performance foi um tapa na cara da aplicação da lei? Concorda que as Panteras Negras foram/são um grupo de ódio que não deveria ser glorificado? Junte-se a nós. Vamos dizer à NFL que não queremos discurso de ódio e racismo no Super Bowl nunca mais!”, escreveu o criador anônimo do evento.

BEYONCÉ LANÇA, DE SURPRESA, SINGLE E CLIPE DE “FORMATION”

Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York, considerou a atitude “revoltante”. “Isso é futebol, não Hollywood, e eu achei revoltante a maneira com a qual ela usou como plataforma para atacar policiais que são as pessoas que nos protegem e nos mantêm vivos”, disse àFox News. Um político canadense também disse que, com o nítido apoio aos Panteras Negras, Beyoncé “não é bem-vinda no país” e que seu show no Canadá no dia 25 de maio deveria ser cancelado.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Apresentação de Beyoncé no Super Bowl gera protesto

por em 10/02/2016

A cantora Beyoncé conseguiu irritar muitos americanos com o clipe e apresentação no Super Bowl do seu novo single, “Formation”. Policiais e políticos conservadores do Partido Republicano estão fazendo críticas públicas à estrela e já há um movimento preparando um protesto “anti-Beyoncé” para a próxima terça-feira (16/2), em um evento da NFL, a liga nacional de futebol americano.

COLDPLAY, BEYONCÉ E BRUNO MARS JUNTOS NO SUPER BOWL 50

O motivo da revolta foi Beyoncé ter feito referência ao movimento Panteras Negras durante sua performance na final do campeonato. O movimento Panteras Negras foi criado em 1966 como resposta ao racismo e fazia patrulhas nos guetos negros em Oakland, na Califórnia, para proteger os cidadãos contra a violência da polícia. No show de intervalo do Super Bowl, as dançarinas de Beyoncé estavam vestidas em tributo ao histórico grupo. A cantora trouxe o grupo de volta à pauta no seu 50º aniversário e por conta dos vários assassinatos de jovens negros inocentes por policiais brancos inocentados – o que gerou o movimento Black Lives Matter.

  TIDAL VAI DOAR US$ 1,5 MILHÃO A GRUPOS DE JUSTIÇA SOCIAL STYLIST DE BEYONCÉ: “EU OUVI O NOVO ÁLBUM E É INCRÍVEL”

No protesto da semana que vem, os manifestantes querem bloquear o prédio da NFL para demonstrar o seu descontentamento com o fato de Beyoncé ter “incitado brigas raciais”. “Você concorda que a performance foi um tapa na cara da aplicação da lei? Concorda que as Panteras Negras foram/são um grupo de ódio que não deveria ser glorificado? Junte-se a nós. Vamos dizer à NFL que não queremos discurso de ódio e racismo no Super Bowl nunca mais!”, escreveu o criador anônimo do evento.

BEYONCÉ LANÇA, DE SURPRESA, SINGLE E CLIPE DE “FORMATION”

Rudolph Giuliani, ex-prefeito de Nova York, considerou a atitude “revoltante”. “Isso é futebol, não Hollywood, e eu achei revoltante a maneira com a qual ela usou como plataforma para atacar policiais que são as pessoas que nos protegem e nos mantêm vivos”, disse àFox News. Um político canadense também disse que, com o nítido apoio aos Panteras Negras, Beyoncé “não é bem-vinda no país” e que seu show no Canadá no dia 25 de maio deveria ser cancelado.