NOTÍCIAS

Baterista do AC/DC alega inocência contra acusações de ameaça de morte

por em 02/12/2014
Phil
Rudd, basterista do AC/DC, alegou inocência das acusações de ameaça de homicídio e posse de drogas. O australiano foi preso no mês passado na Nova Zelândia e solto sob o pagamento da fiança. Hoje (02/12), foi dispensado de comparecer ao tribunal para a audiência e seu advogado deu entrada na alegação de inocência. O músico foi acusado, em novembro, por incitamento, isto é, encorajar e instigar o assassinato. As acusações foram retiradas, mas Rudd ainda responde por ameaça de morte – cuja pena máxima é de sete anos na prisão – e posse de metanfetamina e maconha. Segundo o jornal New Zealand Herald, o juiz Tom Ingram revelou que o processo será concluído em um julgamento apenas com a presença do juiz. Detalhes da denúncia de “ameaça de morte” e três outras testemunhas permanecem em sigilo por decisão judicial. No mês passado, o baterista chegou atrasado para uma das audiências e ainda brincou com seu segurança. Rudd afastou-se do AC/DC e retornou em 1994. Estava visivelmente ausente nas novas divulgações do grupo e não participou da gravação do vídeo de “Play Ball”, no dia 3 de outubro. Bob Richards foi o resposável pela bateria. O novo álbum da banda, Rock Or Bust, foi lançado na Austrália na semana passada e chega hoje às lojas na América do Norte. A turnê está marcada para 2015. Se Phil Rudd participará ainda não foi decidido.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Baterista do AC/DC alega inocência contra acusações de ameaça de morte

por em 02/12/2014
Phil
Rudd, basterista do AC/DC, alegou inocência das acusações de ameaça de homicídio e posse de drogas. O australiano foi preso no mês passado na Nova Zelândia e solto sob o pagamento da fiança. Hoje (02/12), foi dispensado de comparecer ao tribunal para a audiência e seu advogado deu entrada na alegação de inocência. O músico foi acusado, em novembro, por incitamento, isto é, encorajar e instigar o assassinato. As acusações foram retiradas, mas Rudd ainda responde por ameaça de morte – cuja pena máxima é de sete anos na prisão – e posse de metanfetamina e maconha. Segundo o jornal New Zealand Herald, o juiz Tom Ingram revelou que o processo será concluído em um julgamento apenas com a presença do juiz. Detalhes da denúncia de “ameaça de morte” e três outras testemunhas permanecem em sigilo por decisão judicial. No mês passado, o baterista chegou atrasado para uma das audiências e ainda brincou com seu segurança. Rudd afastou-se do AC/DC e retornou em 1994. Estava visivelmente ausente nas novas divulgações do grupo e não participou da gravação do vídeo de “Play Ball”, no dia 3 de outubro. Bob Richards foi o resposável pela bateria. O novo álbum da banda, Rock Or Bust, foi lançado na Austrália na semana passada e chega hoje às lojas na América do Norte. A turnê está marcada para 2015. Se Phil Rudd participará ainda não foi decidido.