NOTÍCIAS

Baterista do AC/DC envolve-se novamente em encrenca

por em 04/12/2014
Phil
Rudd, baterista do AC/DC, está de volta ao tribunal da Nova Zelândia, após envolver-se em um episódio, no mínimo, bizarro. Segundo o jornal Australian Associated Press, o músico compareceu ao Tribunal do Distrito de Tauranga após ser preso por participar de uma briga com um homem não identificado e seu próprio guarda-costas. Leo Rojas, dono de um café na região, viu a cena. “Eu o vi seguindo um cara maior e mais alto e tentando socá-lo”, conta. De acordo com a testemunha, o outro respondeu: “Eu não quero quebrar a sua cara”, antes de agir com as suas próprias mãos.  O homem, então, empurrou Rudd. Rojas disse ainda que um terceiro homem, possivelmente o segurança do baterista, interveio: “Foi aí que Phil começou a socar e chutar seu próprio segurança, o que achei engraçado”. A polícia foi chamada e Rudd, algemado. Um juiz concedeu fiança ao músico, sob a condição de que não consuma drogas ilícitas. Segundo o jornal New Zealand Herald, o advogado admitiu que seu cliente encontrou-se com uma pessoa com quem estava proibido  pelos termos de sua condicional. O baterista deu respostas incompreensíveis quando a mídia o interrogou na saída do tribunal. Phil Rudd nasceu na Austrália, mas mora na Nova Zelândia. O baterista deixou o AC/DC em 1983, voltou em 1994 e entrou, com seus companheiros, para o Rock and Roll Hall of Fame em 2003. Mesmo com os problemas legais do integrante, a banda continuou seus trabalhos e lançou o álbum Rock Or Bust nesta semana. No entanto, os outros integrantes da banda vêm mantendo certa distância do Rudd nos últimos meses e não se sabe ainda se ele participará da turnê no ano que vem.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Baterista do AC/DC envolve-se novamente em encrenca

por em 04/12/2014
Phil
Rudd, baterista do AC/DC, está de volta ao tribunal da Nova Zelândia, após envolver-se em um episódio, no mínimo, bizarro. Segundo o jornal Australian Associated Press, o músico compareceu ao Tribunal do Distrito de Tauranga após ser preso por participar de uma briga com um homem não identificado e seu próprio guarda-costas. Leo Rojas, dono de um café na região, viu a cena. “Eu o vi seguindo um cara maior e mais alto e tentando socá-lo”, conta. De acordo com a testemunha, o outro respondeu: “Eu não quero quebrar a sua cara”, antes de agir com as suas próprias mãos.  O homem, então, empurrou Rudd. Rojas disse ainda que um terceiro homem, possivelmente o segurança do baterista, interveio: “Foi aí que Phil começou a socar e chutar seu próprio segurança, o que achei engraçado”. A polícia foi chamada e Rudd, algemado. Um juiz concedeu fiança ao músico, sob a condição de que não consuma drogas ilícitas. Segundo o jornal New Zealand Herald, o advogado admitiu que seu cliente encontrou-se com uma pessoa com quem estava proibido  pelos termos de sua condicional. O baterista deu respostas incompreensíveis quando a mídia o interrogou na saída do tribunal. Phil Rudd nasceu na Austrália, mas mora na Nova Zelândia. O baterista deixou o AC/DC em 1983, voltou em 1994 e entrou, com seus companheiros, para o Rock and Roll Hall of Fame em 2003. Mesmo com os problemas legais do integrante, a banda continuou seus trabalhos e lançou o álbum Rock Or Bust nesta semana. No entanto, os outros integrantes da banda vêm mantendo certa distância do Rudd nos últimos meses e não se sabe ainda se ele participará da turnê no ano que vem.