NOTÍCIAS

Baterista do Eagles Of Death Metal descreve tiroteio em Paris

por em 14/11/2015
n style="font-size: medium;">A casa de shows Le Bataclan foi um dos alvos do tiroteio ocorrido na noite desta sexta-feira (13/11) que deixou 118 mortos em Paris, na França. Por lá se apresentava a banda americana Eagles Of Death Metal. Apesar da grande quantidade de mortos e feridos, os integrantes do grupo saíram sem ferimentos. Em entrevista à CNN, o irmão do baterista Julian Dorio, Michael contou detalhes revelados por Julian via telefone. “Ele me ligou e disse que estava tudo bem e que estava tocando quando ouviu os tiros. Toda a banda ouviu os tiros e foi correndo ao camarim saindo o mais rápido possível”, contou Michael. “Ele disse que viu homens armados. Eles viram o primeiro, o segundo e, imediatamente, foram para o backstage”. Após seguir para os bastidores, a banda imediatamente deixou o Le Bataclan. Mais tarde, a banda se pronunciou via Facebook. “Nós ainda estamos tentando determinar o paradeiro de toda a nossa banda e equipe. Nossos pensamentos estão com todas as pessoas envolvidas nesta tragédia”. Depois de a polícia invadir o local atacado, foi informado que pelo menos 118 das 1500 pessoas que lotavam a casa de shows estavam mortas.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Pegada que Desgrama
Naiara Azevedo
2
Rapariga Não (Part. Simone & Simaria)
João Neto & Frederico
3
Dona Maria (Part. Jorge)
Thiago Brava
4
Apelido Carinhoso
Gusttavo Lima
5
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Baterista do Eagles Of Death Metal descreve tiroteio em Paris

por em 14/11/2015
n style="font-size: medium;">A casa de shows Le Bataclan foi um dos alvos do tiroteio ocorrido na noite desta sexta-feira (13/11) que deixou 118 mortos em Paris, na França. Por lá se apresentava a banda americana Eagles Of Death Metal. Apesar da grande quantidade de mortos e feridos, os integrantes do grupo saíram sem ferimentos. Em entrevista à CNN, o irmão do baterista Julian Dorio, Michael contou detalhes revelados por Julian via telefone. “Ele me ligou e disse que estava tudo bem e que estava tocando quando ouviu os tiros. Toda a banda ouviu os tiros e foi correndo ao camarim saindo o mais rápido possível”, contou Michael. “Ele disse que viu homens armados. Eles viram o primeiro, o segundo e, imediatamente, foram para o backstage”. Após seguir para os bastidores, a banda imediatamente deixou o Le Bataclan. Mais tarde, a banda se pronunciou via Facebook. “Nós ainda estamos tentando determinar o paradeiro de toda a nossa banda e equipe. Nossos pensamentos estão com todas as pessoas envolvidas nesta tragédia”. Depois de a polícia invadir o local atacado, foi informado que pelo menos 118 das 1500 pessoas que lotavam a casa de shows estavam mortas.