NOTÍCIAS

Brasileira, TAMY agita a cena uruguaia e lança “Te Parece”

Cantora prepara novo álbum e organiza eventos com artistas brasileiros no país vizinho

por Marcos Lauro em 05/04/2017

Pelos mais diversos motivos, não é difícil ouvir de brasileiros sobre a vontade de morar no Uruguai – não à toa, em março deste ano, o país teve de frear os pedidos de residência permanente por excesso de procura. Brasileira, a cantora TAMY vive em Montevidéu, capital uruguaia, e, além de realizar este sonho de muitos de seus conterrâneos, se prepara para lançar um álbum e organiza diversos eventos que unem as culturas brasileira e uruguaia.

No aquecimento para o álbum, TAMY lança hoje, em primeira mão na Billboard Brasil, o clipe de “Te Parece”:

“Aqui é um lugar muito bom para se viver. Tranquilo, seguro, onde a educação é pauta importante, o que faz com que as pessoas tenham mais dignidade”, afirma TAMY.

O nome do seu novo álbum, com lançamento previsto para 20/04, é Parador Neptunia. Ela explica o nome: “Um dia eu fui parar em um lugar chamado Neptunia, porque soube que aos sábados rolava um som. Neptunia é um balneário uruguaio quase secreto, até para os próprios uruguaios. É um tipo de comuna hippie que se junta todos os sábados para tocar e cantar. Eles têm o seu próprio maestro, Ney Peraza (Ney é a pessoa que me chama para entrar na festa, no clipe acima). A partir deste dia começamos a entender um pouco mais da cena daqui, suas canções, instrumentações, a conexão com a música brasileira e o candombe [gênero uruguaio de origem africana], que mexeu bastante comigo. Esta convivência com a turma de Neptunia foi inspiradora, me rendeu novas canções, parcerias e vontade de fazer um disco, que chamei de Parador Neptunia”.

No álbum, o quarto da sua carreira, TAMY se divide entre o português e o espanhol e apresenta canções clássicas do repertório popular uruguaio: “Apostamos num som mais minimalista, misturando beats cosmopolitas com tambores de candombe e ainda com a música brasileira”.

tamy-clipeA cantora TAMY - Nacho Desirello/Divulgação

O Uruguai é um país muito pequeno – é menor que boa parte dos estados brasileiros. Mas TAMY garante que a produção musical é intensa e também se esforça para fazer a ponte entre os dois países. “Aqui em Montevideo eu comecei em 2014 o projeto TAMY Invita, que já tem 10 edições, onde eu sempre convido alguém da cena brasileira atual e um ou dois artistas uruguaios, entre consagrados e novos. Do Brasil, já vieram nomes como SILVA, Juliano Gauche, Marcia Castro, Duda Brack, Nina Becker e Donatinho, entre outros. Do Uruguai, tivemos nomes como Ana Prada, Hugo Fattoruso, Sebastian Jantos, Ernesto Díaz, Samantha Navarro e Ruben Rada”, explica a cantora, que também traz nomes uruguaios ao Brasil: “Em dezembro de 2016, eu, Ruben Rada e Julieta Rada fizemos juntos pela primeira vez no Brasil (Rio de Janeiro e Espírito Santo) o projeto “Rio convida Montevideo”. Foi super bacana e voltaremos nesse ano, agora para Sao Paulo, Porto Alegre e Floripa”, promete.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Brasileira, TAMY agita a cena uruguaia e lança “Te Parece”

Cantora prepara novo álbum e organiza eventos com artistas brasileiros no país vizinho

por Marcos Lauro em 05/04/2017

Pelos mais diversos motivos, não é difícil ouvir de brasileiros sobre a vontade de morar no Uruguai – não à toa, em março deste ano, o país teve de frear os pedidos de residência permanente por excesso de procura. Brasileira, a cantora TAMY vive em Montevidéu, capital uruguaia, e, além de realizar este sonho de muitos de seus conterrâneos, se prepara para lançar um álbum e organiza diversos eventos que unem as culturas brasileira e uruguaia.

No aquecimento para o álbum, TAMY lança hoje, em primeira mão na Billboard Brasil, o clipe de “Te Parece”:

“Aqui é um lugar muito bom para se viver. Tranquilo, seguro, onde a educação é pauta importante, o que faz com que as pessoas tenham mais dignidade”, afirma TAMY.

O nome do seu novo álbum, com lançamento previsto para 20/04, é Parador Neptunia. Ela explica o nome: “Um dia eu fui parar em um lugar chamado Neptunia, porque soube que aos sábados rolava um som. Neptunia é um balneário uruguaio quase secreto, até para os próprios uruguaios. É um tipo de comuna hippie que se junta todos os sábados para tocar e cantar. Eles têm o seu próprio maestro, Ney Peraza (Ney é a pessoa que me chama para entrar na festa, no clipe acima). A partir deste dia começamos a entender um pouco mais da cena daqui, suas canções, instrumentações, a conexão com a música brasileira e o candombe [gênero uruguaio de origem africana], que mexeu bastante comigo. Esta convivência com a turma de Neptunia foi inspiradora, me rendeu novas canções, parcerias e vontade de fazer um disco, que chamei de Parador Neptunia”.

No álbum, o quarto da sua carreira, TAMY se divide entre o português e o espanhol e apresenta canções clássicas do repertório popular uruguaio: “Apostamos num som mais minimalista, misturando beats cosmopolitas com tambores de candombe e ainda com a música brasileira”.

tamy-clipeA cantora TAMY - Nacho Desirello/Divulgação

O Uruguai é um país muito pequeno – é menor que boa parte dos estados brasileiros. Mas TAMY garante que a produção musical é intensa e também se esforça para fazer a ponte entre os dois países. “Aqui em Montevideo eu comecei em 2014 o projeto TAMY Invita, que já tem 10 edições, onde eu sempre convido alguém da cena brasileira atual e um ou dois artistas uruguaios, entre consagrados e novos. Do Brasil, já vieram nomes como SILVA, Juliano Gauche, Marcia Castro, Duda Brack, Nina Becker e Donatinho, entre outros. Do Uruguai, tivemos nomes como Ana Prada, Hugo Fattoruso, Sebastian Jantos, Ernesto Díaz, Samantha Navarro e Ruben Rada”, explica a cantora, que também traz nomes uruguaios ao Brasil: “Em dezembro de 2016, eu, Ruben Rada e Julieta Rada fizemos juntos pela primeira vez no Brasil (Rio de Janeiro e Espírito Santo) o projeto “Rio convida Montevideo”. Foi super bacana e voltaremos nesse ano, agora para Sao Paulo, Porto Alegre e Floripa”, promete.