NOTÍCIAS

Buchecha resgata a “época dourada do funk” em novo disco

por em 06/01/2016
(fot
o: Marcos Hermes) Por Rodrigo Amaral da Rocha Com um “quê” de nostalgia e agradecimento, Buchecha encerrou o ano de 2015 com o lançamento do disco Funk Pop. Após uma boa sequência de shows e presença em festivais como o Planeta Atlântida, Buchecha coroa o bom ano com um trabalho que mescla músicas inéditas com seus sucessos já consagrados – tudo isso acompanhado de participações especiais e bem ecléticas. “São ídolos da vida. Eu tinha há um bom tempo a intenção de fazer um CD assim”, conta ele sobre trabalhar com Paralamas do Sucesso, Adriana Calcanhoto, Lenine, Paula Toller, Arnaldo Antunes, Rogério Flausino, Emicida e Ludmilla. São mais de 20 anos desde que Claudinho & Buchecha entraram na cena musical para tornar mais pop o gênero que descia os morros cariocas para entrar em bailes da classe média e na programação das rádios e da TV. Dessa época até hoje, o funk já viajou pela moda do chamado funk melody, do proibidão e, mais recentemente, pela onda da ostentação. Apesar de tantas vertentes, Buchecha se vê hoje como influência no atual movimento de repaginação dos funkeiros por parte das grandes gravadoras. 27 MÚSICAS QUE COMPLETAM 20 ANOS EM 2016  “Fomos os primeiros a tocar nas grandes rádios e entrar na trilha sonora de novelas. Foi isso tudo que me trouxe ao Funk Pop. Enquanto o tamborzão é quem ainda fala mais alto, o Funk Pop segue outra linha, outro universo. Acho que, por causa desse legado da dupla, nenhum outro artista do funk poderia fazer algo como isso”, comenta. Para reunir todo esse time de peso, Buchecha contou com o produtor musical Kassin, acostumado a trabalhar com nomes da MPB, como Los Hermanos, Marcelo Jeneci, Erasmo Carlos e Filipe Catto. “O que me deixou mais feliz foi que o Kassin já tinha contato com o funk pelo seu irmão, que era DJ, então eu não pude acrescentar quase nada porque ele já sabia quase tudo. Pretendo repetir isso e transformar em volume um, dois e assim sucessivamente”, assume. Apesar do disco ter regravações dos hits “Conquista”, “Só Love” e “Quero Te Encontrar”, o destaque vai para algumas das inéditas, como os duetos com Ludmilla na radiofônica “Implacável” e com Arnaldo Antunes na suave “Sabiá”. O desafio é repetir o sucesso dos sucessos antigos. “Nenhum artista pode presumir qual música vai tocar e estourar. Eu já tentei fazer isso e dei com os burros n’água. Prefiro deixar fluir”, conta.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Buchecha resgata a “época dourada do funk” em novo disco

por em 06/01/2016
(fot
o: Marcos Hermes) Por Rodrigo Amaral da Rocha Com um “quê” de nostalgia e agradecimento, Buchecha encerrou o ano de 2015 com o lançamento do disco Funk Pop. Após uma boa sequência de shows e presença em festivais como o Planeta Atlântida, Buchecha coroa o bom ano com um trabalho que mescla músicas inéditas com seus sucessos já consagrados – tudo isso acompanhado de participações especiais e bem ecléticas. “São ídolos da vida. Eu tinha há um bom tempo a intenção de fazer um CD assim”, conta ele sobre trabalhar com Paralamas do Sucesso, Adriana Calcanhoto, Lenine, Paula Toller, Arnaldo Antunes, Rogério Flausino, Emicida e Ludmilla. São mais de 20 anos desde que Claudinho & Buchecha entraram na cena musical para tornar mais pop o gênero que descia os morros cariocas para entrar em bailes da classe média e na programação das rádios e da TV. Dessa época até hoje, o funk já viajou pela moda do chamado funk melody, do proibidão e, mais recentemente, pela onda da ostentação. Apesar de tantas vertentes, Buchecha se vê hoje como influência no atual movimento de repaginação dos funkeiros por parte das grandes gravadoras. 27 MÚSICAS QUE COMPLETAM 20 ANOS EM 2016  “Fomos os primeiros a tocar nas grandes rádios e entrar na trilha sonora de novelas. Foi isso tudo que me trouxe ao Funk Pop. Enquanto o tamborzão é quem ainda fala mais alto, o Funk Pop segue outra linha, outro universo. Acho que, por causa desse legado da dupla, nenhum outro artista do funk poderia fazer algo como isso”, comenta. Para reunir todo esse time de peso, Buchecha contou com o produtor musical Kassin, acostumado a trabalhar com nomes da MPB, como Los Hermanos, Marcelo Jeneci, Erasmo Carlos e Filipe Catto. “O que me deixou mais feliz foi que o Kassin já tinha contato com o funk pelo seu irmão, que era DJ, então eu não pude acrescentar quase nada porque ele já sabia quase tudo. Pretendo repetir isso e transformar em volume um, dois e assim sucessivamente”, assume. Apesar do disco ter regravações dos hits “Conquista”, “Só Love” e “Quero Te Encontrar”, o destaque vai para algumas das inéditas, como os duetos com Ludmilla na radiofônica “Implacável” e com Arnaldo Antunes na suave “Sabiá”. O desafio é repetir o sucesso dos sucessos antigos. “Nenhum artista pode presumir qual música vai tocar e estourar. Eu já tentei fazer isso e dei com os burros n’água. Prefiro deixar fluir”, conta.