NOTÍCIAS

Carta revela quase parceria de Paul McCartney, Jimi Hendrix e Miles Davis

por em 11/05/2013
Imagem: Divulgação

A quase parceria de Miles Davis e Jimi Hendrix não é nenhuma novidade para os fãs. Porém, uma carta recentemente exposta pelo Hard Rock Café, de Praga, difundiu uma informação até então pouco divulgada pela mídia: Paul McCartney teria sido convidado para assumir o baixo do supergrupo, que ainda incluía o baterista Tony Williams.

“Estamos gravando um LP juntos neste fim de semana em Nova York. Que tal você vir tocar baixo? Aproveite para chamar o Alvan Douglas. Paz, Jimi Hendrix, Miles Davis e Tony Williams”, diz o telegrama enviado em 1969, um ano antes da morte de Hendrix e em meio a dissolução dos Beatles. A carta foi respondida por um assessor de McCartney, que avisou que o músico estaria fora da cidade por duas semanas, o que inviabilizaria a sua participação.

A parceria de Davis e Hendrix também acabou não se concretizando. De acordo com relatos, um dia antes da gravação, o músico de jazz teria cobrado um valor equivalente a U$50 mil para gravar as suas partes da música, o que teria enfurecido o guitarrista. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Ainda Sou Tão Seu
Felipe Araújo
4
Mais Amor E Menos Drama
Henrique & Juliano
5
Prefiro Nem Perguntar
Diego & Victor Hugo
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Carta revela quase parceria de Paul McCartney, Jimi Hendrix e Miles Davis

por em 11/05/2013
Imagem: Divulgação

A quase parceria de Miles Davis e Jimi Hendrix não é nenhuma novidade para os fãs. Porém, uma carta recentemente exposta pelo Hard Rock Café, de Praga, difundiu uma informação até então pouco divulgada pela mídia: Paul McCartney teria sido convidado para assumir o baixo do supergrupo, que ainda incluía o baterista Tony Williams.

“Estamos gravando um LP juntos neste fim de semana em Nova York. Que tal você vir tocar baixo? Aproveite para chamar o Alvan Douglas. Paz, Jimi Hendrix, Miles Davis e Tony Williams”, diz o telegrama enviado em 1969, um ano antes da morte de Hendrix e em meio a dissolução dos Beatles. A carta foi respondida por um assessor de McCartney, que avisou que o músico estaria fora da cidade por duas semanas, o que inviabilizaria a sua participação.

A parceria de Davis e Hendrix também acabou não se concretizando. De acordo com relatos, um dia antes da gravação, o músico de jazz teria cobrado um valor equivalente a U$50 mil para gravar as suas partes da música, o que teria enfurecido o guitarrista.