NOTÍCIAS

Clipes estimula?m racismo e sexismo,? afirma pesquisa?

por em 08/08/2014
Uma
pesquisa feita pela organização britânica End Violence Against Women Coalition revelou que os atuais videoclipes estimulam, de forma muitas vezes velada, o racismo e a violência contra as mulheres. O relatório Pornographic Performances (Performances Pornográficas) afirma que as produções mostram os homens como figuras em uma posição de poder e dominação, enquanto as mulheres são receptoras totalmente passivas. Além disso, a pesquisa constatou que o sexo feminino é retratado de forma “hipersexual”, na maioria das vezes – especialmente as mulheres negras. Agora, as conclusões do relatório estão sendo enviadas aos chefes da indústria musical e aos órgãos reguladores britânicos da comunicação, a fim de que seja inserida uma classificação etária nos vídeos que tenham esse tipo de conotação. O estudo surge em meio ao debate dos últimos meses acerca do tema, principalmente após as acusações de misoginia feitas ao clipe e à música “Blurred Lines”, de Robin Thicke. Para Lia Latchford, do Imkaan Young Women’s Team – grupo feminista do Reino Unido –, o estudo representa um avanço na luta contra o sexismo. “Durante anos jovens mulheres nos disseram que não estavam felizes com a representação do sexo feminino na cultura popular, incluindo os videoclipes musicais. Nós estamos felizes por finalmente haver um retorno que reflete essas experiências.” A preocupação se relaciona principalmente com a mercantilização do corpo feminino. “Apelamos à indústria para que considere o que as jovens mulheres e as evidências estão dizendo”, completou. Assista ao clipe de “Blurred Lines”, alvo dos principais protestos: http://www.youtube.com/watch?v=yyDUC1LUXSU
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Clipes estimula?m racismo e sexismo,? afirma pesquisa?

por em 08/08/2014
Uma
pesquisa feita pela organização britânica End Violence Against Women Coalition revelou que os atuais videoclipes estimulam, de forma muitas vezes velada, o racismo e a violência contra as mulheres. O relatório Pornographic Performances (Performances Pornográficas) afirma que as produções mostram os homens como figuras em uma posição de poder e dominação, enquanto as mulheres são receptoras totalmente passivas. Além disso, a pesquisa constatou que o sexo feminino é retratado de forma “hipersexual”, na maioria das vezes – especialmente as mulheres negras. Agora, as conclusões do relatório estão sendo enviadas aos chefes da indústria musical e aos órgãos reguladores britânicos da comunicação, a fim de que seja inserida uma classificação etária nos vídeos que tenham esse tipo de conotação. O estudo surge em meio ao debate dos últimos meses acerca do tema, principalmente após as acusações de misoginia feitas ao clipe e à música “Blurred Lines”, de Robin Thicke. Para Lia Latchford, do Imkaan Young Women’s Team – grupo feminista do Reino Unido –, o estudo representa um avanço na luta contra o sexismo. “Durante anos jovens mulheres nos disseram que não estavam felizes com a representação do sexo feminino na cultura popular, incluindo os videoclipes musicais. Nós estamos felizes por finalmente haver um retorno que reflete essas experiências.” A preocupação se relaciona principalmente com a mercantilização do corpo feminino. “Apelamos à indústria para que considere o que as jovens mulheres e as evidências estão dizendo”, completou. Assista ao clipe de “Blurred Lines”, alvo dos principais protestos: http://www.youtube.com/watch?v=yyDUC1LUXSU