NOTÍCIAS

Comemore o aniversário de Recife e Olinda com a nossa lista

por em 12/03/2014
Imagem: Reprodução

Hoje (12/03) é comemorado o aniversário de duas das cidades mais importantes de Pernambuco: Recife e Olinda, fundadas em 1537 e 1535, respectivamente.  Donas de uma efervescência cultural ímpar, as duas cidades têm músicos cujo vínculo biográfico com estes lugares foi decisivo para suas formações como artistas respeitados no país e no mundo.  

Muito além do frevo e do maracatu – e mais ainda, por conta dos dois ritmos e de outros -, Recife e Olinda são essenciais na história da música popular brasileira e na consolidação do Pernambuco como um dos estados ícones na exportação da brasilidade para o globo. 

A Billboard preparou uma lista de músicas de alguns artistas que possuem uma ligação forte com as duas cidades, seja por terem nascido em uma delas ou por terem criado um laço afetivo durantes suas trajetórias, traço sempre manifestado em suas canções:

 

Alceu Valença – “Morena Tropicana”

Alceu Valença nasceu em São Bento do Una, interior do Pernambuco, mas aos dez anos, em 1956, partiu para o Recife e penetrou na cultura urbana agitada da capital. Influenciado pelo maracatu, Valença é um dos músicos mais influentes do nordeste. Em 2000, levou o carnaval de Olinda para o Festival de Montreux, na Suíça.

 

Dominguinhos – “Lamento Sertanejo”

Apelidado de “neném do acordeon” quando começou a tocar o instrumento, ainda muito criança em sua cidade natal, Garanhuns, Dominguinhos foi para Recife com oito anos de idade para estudar e aprimorar a técnica no instrumento. Nome imprescindível da nossa música, ele morreu no ano passado e teve dois sepultamentos: um em Recife e outro em Garanhuns.

 

Chico Science e Nação Zumbi – “Maracatu Atômico”

Chico Science, bastião do movimento manguebeat na década de 1990, é um dos principais artistas da música popular recente no Brasil. O líder do Nação Zumbi está marcado na história das duas cidades que fazem aniversário hoje: nasceu, em 1966, em Olinda, e morreu, num acidente de carro, em 1997, em Recife.  O videoclipe de “Maracatu Atômico” foi o último exibido na MTV Brasil quando a emissora encerrou as atividades, em setembro de 2013.

 

Lenine – “O Leão Do Norte”

Nascido no Recife, Lenine é um dos representantes mais prestigiados da música popular brasileira pós-tropicalismo. Admirado por gente como Caetano Veloso e Gilberto Gil, o artista possui um técnica impressionante como violonista e construiu um sólido nome fora do país. “O Leão Do Norte” aborda aspectos do folclore pernambucano, o que evidencia o seu orgulho da terra natal.

)

 

Reginaldo Rossi – “Recife, Minha Cidade”

Considerado o “rei do brega”, Reginaldo Rossi nasceu em Recife, em 1944, e morreu na cidade, em dezembro do ano passado. Influenciado por Elvis Presley e Beatles, Reginaldo iniciou sua carreira em 1964 e, mesmo após sua morte, permanece como uma figura mítica da música e cultura populares. Muito além de suas odes aos cornos, o cantor já escreveu declarações de amor à sua querida Recife, como na canção “Recife, Minha Cidade” .

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Comemore o aniversário de Recife e Olinda com a nossa lista

por em 12/03/2014
Imagem: Reprodução

Hoje (12/03) é comemorado o aniversário de duas das cidades mais importantes de Pernambuco: Recife e Olinda, fundadas em 1537 e 1535, respectivamente.  Donas de uma efervescência cultural ímpar, as duas cidades têm músicos cujo vínculo biográfico com estes lugares foi decisivo para suas formações como artistas respeitados no país e no mundo.  

Muito além do frevo e do maracatu – e mais ainda, por conta dos dois ritmos e de outros -, Recife e Olinda são essenciais na história da música popular brasileira e na consolidação do Pernambuco como um dos estados ícones na exportação da brasilidade para o globo. 

A Billboard preparou uma lista de músicas de alguns artistas que possuem uma ligação forte com as duas cidades, seja por terem nascido em uma delas ou por terem criado um laço afetivo durantes suas trajetórias, traço sempre manifestado em suas canções:

 

Alceu Valença – “Morena Tropicana”

Alceu Valença nasceu em São Bento do Una, interior do Pernambuco, mas aos dez anos, em 1956, partiu para o Recife e penetrou na cultura urbana agitada da capital. Influenciado pelo maracatu, Valença é um dos músicos mais influentes do nordeste. Em 2000, levou o carnaval de Olinda para o Festival de Montreux, na Suíça.

 

Dominguinhos – “Lamento Sertanejo”

Apelidado de “neném do acordeon” quando começou a tocar o instrumento, ainda muito criança em sua cidade natal, Garanhuns, Dominguinhos foi para Recife com oito anos de idade para estudar e aprimorar a técnica no instrumento. Nome imprescindível da nossa música, ele morreu no ano passado e teve dois sepultamentos: um em Recife e outro em Garanhuns.

 

Chico Science e Nação Zumbi – “Maracatu Atômico”

Chico Science, bastião do movimento manguebeat na década de 1990, é um dos principais artistas da música popular recente no Brasil. O líder do Nação Zumbi está marcado na história das duas cidades que fazem aniversário hoje: nasceu, em 1966, em Olinda, e morreu, num acidente de carro, em 1997, em Recife.  O videoclipe de “Maracatu Atômico” foi o último exibido na MTV Brasil quando a emissora encerrou as atividades, em setembro de 2013.

 

Lenine – “O Leão Do Norte”

Nascido no Recife, Lenine é um dos representantes mais prestigiados da música popular brasileira pós-tropicalismo. Admirado por gente como Caetano Veloso e Gilberto Gil, o artista possui um técnica impressionante como violonista e construiu um sólido nome fora do país. “O Leão Do Norte” aborda aspectos do folclore pernambucano, o que evidencia o seu orgulho da terra natal.

)

 

Reginaldo Rossi – “Recife, Minha Cidade”

Considerado o “rei do brega”, Reginaldo Rossi nasceu em Recife, em 1944, e morreu na cidade, em dezembro do ano passado. Influenciado por Elvis Presley e Beatles, Reginaldo iniciou sua carreira em 1964 e, mesmo após sua morte, permanece como uma figura mítica da música e cultura populares. Muito além de suas odes aos cornos, o cantor já escreveu declarações de amor à sua querida Recife, como na canção “Recife, Minha Cidade” .