NOTÍCIAS

Como o Shots Studios pretende dominar a indústria musical

Anitta é uma das contratadas da empresa, que começou como aplicativo para celular

por Redação em 01/11/2017

A música sempre esteve no coração do Shots Studios e de seus criadores. É por isso que cada integrante do eclético time da empresa – de comediantes a dançarinos, cantores e produtores – é crucial para o sucesso da equipe. Todos eles estão, claramente, fazendo algo certo: são 40 milhões de minutos assistidos diariamente no YouTube, contando os números de todos os canais dos nomes do Shots na plataforma.

“Nosso objetivo é fazer conteúdo atemporal”, diz o CEO do Shots Studio, John Shahidi. “Música é para todos. Nossa visão é criar diferentes tipos de música para tornar nosso conteúdo ainda melhor.”

O Shots Studio foi originalmente fundado como uma companhia de jogos para celular por John e seu irmão, Sam Shahidi. Em 2013, a companhia lançou o aplicativo Shots, que gerou uma base de usuários de mais de 10 milhões de pessoas – incluindo criadores digitais eventuais como Rudy Mancuso (comediante e músico) e os comediantes e atores Lele Pons e King Bach. Depois de descobrir os influenciadores, a empresa lançou um estúdio de produção e uma agência de gerenciamento para ajudar a difundir seu conteúdo original para cada esquina do mundo digital.

Juntos, eles fizeram um barulho considerável na indústria musical com o recente single de estreia de Mancuso, “Black & White”, coescrita por Poo Bear – produtor, cantor e compositor vencedor do Grammy; a parceria entre a brasileira Anitta e o DJ sueco Alesso “Is That For Me”; e o outro single de Alesso, “Let Me Go”, com Hailee Steinfeld e Florida Georgia Line.

O Studio Shots se autodenomina uma família. Eles se orgulham do apoio que demonstram uns aos outros e de sua habilidade de fazer de tudo virtualmente. Um exemplo dessa vibe é o vídeo publicado na semana passada no YouTube com o comediante e influenciador digital Anwar Jibawi dançando o single de Anitta e Alesso em uma luxuosa casa na praia, no Rio de Janeiro. A coreografia e a direção são de Mancuso – um exemplo perfeito do trabalho em conjunto dos integrantes da empresa, já que os quatro artistas envolvidos são do Shots.

“Cada membro da família Shots é criativo”, disse Alesso, que assinou com a companhia no início de setembro. “Nós podemos dar ideias uns para os outros. Boa música precisa ser autêntica e contar uma história. Comédia e drama são assim também. É por isso que todas essas coisas podem acontecer simultaneamente. A habilidade do Shots de cuidar de tudo é um dos aspectos únicos e atrativos de fazer parte dele.”

Mancuso é músico autodidata, um dos criadores originais do Shots ao lado de Lele Pons, e “Black & White” foi seu primeiro single oficial. Ele lançou o primeiro canal do estúdio quando fez a parceria para criar a série Awkward Puppets, em que Mancuso manipula o fantoche Diego em várias aventuras e entrevista famosos como Floyd Mayweather e Justin Bieber.

“A música é tudo pra mim”, diz Mancuso. “Ver meu single ser lançado foi a realização de um sonho. Trabalhei duro em todos os vídeos que lancei, mas ‘Black & White’ sempre terá um lugar especial no meu coração.” No clipe, o rosto do artista é gradualmente pintado de preto e branco para parecer um piano, ao mesmo tempo em que a música avança. Ele tenta escapar de dançarinos vestidos com roupas nos mesmos tons. As tatuagens nos braços de Mancuso, teclas de piano e a palavra ‘música’, deixam claro a sua verdadeira paixão e seus leais fãs sabem que sua estreia no meio não é recente. Seu canal no YouTube – com mais de 3,2 milhões de seguidores – tem música em cada vídeo, mesmo naqueles em que a comédia era o foco principal. Existem cenas em que ele usa portas de carros como instrumentos, toca uma bateria mágica no Brasil, e faz até um remix de “Shape Of You”, de Ed Sheeran.

A primeira experiência de Mancuso de uma apresentação ao vivo foi como atração de abertura de Justin Bieber, um dos primeiros investidores do Shots, no começo deste ano, durante a passagem da turnê Purpose pelo Brasil, na frente de um público formado por 45 mil pessoas por noite. “Foi uma experiência inacreditável. A energia faz você sentir vontade de fazer mais e mais.” 

Ter a música como prioridade é um dos lemas da equipe do Shots. “A música sempre foi parte da minha vida”, diz Lele Pons, que frequentemente posta vídeos coreografados em seu canal no YouTube e participa do novo clipe de Camila Cabello, “Havana”. “Estou sempre escutando música e dançando. Apesar de não ser cantora, sempre tento encontrar uma maneira de incluir sons nos meus vídeos.”

O canal de Lele em parceria com o Shots foi lançado no meio de 2016 e, desde então, já contabiliza 800 milhões de visualizações. Ela está no Top 3 do ranking de produtores de Instagram Stories, com 19 milhões de seguidores. Assim como Lele, a influencer Inanna Sarkis traz intencionalmente seu background musical para seus vídeos do YouTube, por ser pianista. Como todos os criadores do Shots, ela não vê o canal como objetivo final. “A música ajuda a criar o clima. Fiz a trilha sonora do meu primeiro curta em Coachella e estou compondo as músicas para o segundo, no qual posso até acabar gravando os vocais”, conta.

O Shots Studios construiu um império graças ao fato de entender e implementar engajamento em visualizações – e, agora, na música também. A companhia criou mais de mil vídeos no YouTube em menos de dois anos. 81% deles são assistidos até o fim, de acordo com os números disponibilizados pela empresa.

O estúdio agora quer transferir o modelo que deu certo no YouTube para fazer sucesso no Spotify, Apple Music eaté Netflix e YouTube Red. O plano é simples: se misturar na indústria musical – com novas plataformas e mídias – sem esquecer as raízes não ortodoxas de onde tudo surgiu.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Largado às Traças
Zé Neto & Cristiano
2
2050
Luan Santana
3
Apelido Carinhoso
Gusttavo Lima
4
Mais Amor E Menos Drama
Henrique & Juliano
5
Quem Ensinou Fui Eu
Maiara & Maraisa
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Como o Shots Studios pretende dominar a indústria musical

Anitta é uma das contratadas da empresa, que começou como aplicativo para celular

por Redação em 01/11/2017

A música sempre esteve no coração do Shots Studios e de seus criadores. É por isso que cada integrante do eclético time da empresa – de comediantes a dançarinos, cantores e produtores – é crucial para o sucesso da equipe. Todos eles estão, claramente, fazendo algo certo: são 40 milhões de minutos assistidos diariamente no YouTube, contando os números de todos os canais dos nomes do Shots na plataforma.

“Nosso objetivo é fazer conteúdo atemporal”, diz o CEO do Shots Studio, John Shahidi. “Música é para todos. Nossa visão é criar diferentes tipos de música para tornar nosso conteúdo ainda melhor.”

O Shots Studio foi originalmente fundado como uma companhia de jogos para celular por John e seu irmão, Sam Shahidi. Em 2013, a companhia lançou o aplicativo Shots, que gerou uma base de usuários de mais de 10 milhões de pessoas – incluindo criadores digitais eventuais como Rudy Mancuso (comediante e músico) e os comediantes e atores Lele Pons e King Bach. Depois de descobrir os influenciadores, a empresa lançou um estúdio de produção e uma agência de gerenciamento para ajudar a difundir seu conteúdo original para cada esquina do mundo digital.

Juntos, eles fizeram um barulho considerável na indústria musical com o recente single de estreia de Mancuso, “Black & White”, coescrita por Poo Bear – produtor, cantor e compositor vencedor do Grammy; a parceria entre a brasileira Anitta e o DJ sueco Alesso “Is That For Me”; e o outro single de Alesso, “Let Me Go”, com Hailee Steinfeld e Florida Georgia Line.

O Studio Shots se autodenomina uma família. Eles se orgulham do apoio que demonstram uns aos outros e de sua habilidade de fazer de tudo virtualmente. Um exemplo dessa vibe é o vídeo publicado na semana passada no YouTube com o comediante e influenciador digital Anwar Jibawi dançando o single de Anitta e Alesso em uma luxuosa casa na praia, no Rio de Janeiro. A coreografia e a direção são de Mancuso – um exemplo perfeito do trabalho em conjunto dos integrantes da empresa, já que os quatro artistas envolvidos são do Shots.

“Cada membro da família Shots é criativo”, disse Alesso, que assinou com a companhia no início de setembro. “Nós podemos dar ideias uns para os outros. Boa música precisa ser autêntica e contar uma história. Comédia e drama são assim também. É por isso que todas essas coisas podem acontecer simultaneamente. A habilidade do Shots de cuidar de tudo é um dos aspectos únicos e atrativos de fazer parte dele.”

Mancuso é músico autodidata, um dos criadores originais do Shots ao lado de Lele Pons, e “Black & White” foi seu primeiro single oficial. Ele lançou o primeiro canal do estúdio quando fez a parceria para criar a série Awkward Puppets, em que Mancuso manipula o fantoche Diego em várias aventuras e entrevista famosos como Floyd Mayweather e Justin Bieber.

“A música é tudo pra mim”, diz Mancuso. “Ver meu single ser lançado foi a realização de um sonho. Trabalhei duro em todos os vídeos que lancei, mas ‘Black & White’ sempre terá um lugar especial no meu coração.” No clipe, o rosto do artista é gradualmente pintado de preto e branco para parecer um piano, ao mesmo tempo em que a música avança. Ele tenta escapar de dançarinos vestidos com roupas nos mesmos tons. As tatuagens nos braços de Mancuso, teclas de piano e a palavra ‘música’, deixam claro a sua verdadeira paixão e seus leais fãs sabem que sua estreia no meio não é recente. Seu canal no YouTube – com mais de 3,2 milhões de seguidores – tem música em cada vídeo, mesmo naqueles em que a comédia era o foco principal. Existem cenas em que ele usa portas de carros como instrumentos, toca uma bateria mágica no Brasil, e faz até um remix de “Shape Of You”, de Ed Sheeran.

A primeira experiência de Mancuso de uma apresentação ao vivo foi como atração de abertura de Justin Bieber, um dos primeiros investidores do Shots, no começo deste ano, durante a passagem da turnê Purpose pelo Brasil, na frente de um público formado por 45 mil pessoas por noite. “Foi uma experiência inacreditável. A energia faz você sentir vontade de fazer mais e mais.” 

Ter a música como prioridade é um dos lemas da equipe do Shots. “A música sempre foi parte da minha vida”, diz Lele Pons, que frequentemente posta vídeos coreografados em seu canal no YouTube e participa do novo clipe de Camila Cabello, “Havana”. “Estou sempre escutando música e dançando. Apesar de não ser cantora, sempre tento encontrar uma maneira de incluir sons nos meus vídeos.”

O canal de Lele em parceria com o Shots foi lançado no meio de 2016 e, desde então, já contabiliza 800 milhões de visualizações. Ela está no Top 3 do ranking de produtores de Instagram Stories, com 19 milhões de seguidores. Assim como Lele, a influencer Inanna Sarkis traz intencionalmente seu background musical para seus vídeos do YouTube, por ser pianista. Como todos os criadores do Shots, ela não vê o canal como objetivo final. “A música ajuda a criar o clima. Fiz a trilha sonora do meu primeiro curta em Coachella e estou compondo as músicas para o segundo, no qual posso até acabar gravando os vocais”, conta.

O Shots Studios construiu um império graças ao fato de entender e implementar engajamento em visualizações – e, agora, na música também. A companhia criou mais de mil vídeos no YouTube em menos de dois anos. 81% deles são assistidos até o fim, de acordo com os números disponibilizados pela empresa.

O estúdio agora quer transferir o modelo que deu certo no YouTube para fazer sucesso no Spotify, Apple Music eaté Netflix e YouTube Red. O plano é simples: se misturar na indústria musical – com novas plataformas e mídias – sem esquecer as raízes não ortodoxas de onde tudo surgiu.