NOTÍCIAS

Confira os destaques da Billboard Brasil de setembro

por em 06/09/2012

Descongelados

O que aconteceu na música pop ao longo dos 11 anos em que o No Doubt ficou sem lançar álbum? A própria banda lembra de como era a cena alternativa nos anos 90 (e tem dificuldade de recordar o nome de Beck!), além de defender que Push And Shove, seu novo disco, é o melhor trabalho da carreira. A matéria também traz um pouco da intimidade de Gwen Stefani, líder do grupo e atual garota propaganda da L'Oréal Paris, empresa de cosméticos que ajudou a custear o videoclipe de "Settle Down", a nova música de trabalho. 

"Nunca nos encaixamos em nenhum formato. Por sorte, pudemos nos encaixar um pouco no pop e um pouco no rock, apesar de não conscientemente. Apenas conseguimos nos espremer entre eles", Gwen Stefani.
(sobre o trabalho com a L'Oréal) "Eu não me imaginaria dizendo sim para o convite há dez anos. Acho que foi o timing e a minha idade (42 anos), e a ideia de eles me chamarem foi algo assim, uau! Vou ter fotógrafos? E ficar bonita? Ter essa oportunidade me pareceu um excelente negócio", idem.

Banda em progresso

O especialista em heavy metal Marcos Bragatto entrevista John Pretucci, guitarrista do Dream Theater, banda que acaba de passar pelo Brasil. No bate-papo exclusivo, o guitarrista nega que o ex-baterista Mike Portnoy exercesse alguma liderança no grupo e fala sobre a dificuldade de emplacar um novo hit como "Pull Me Under", de 1992.

"O que os outros caras da banda esperam de mim é que eu aponte a direção musical. Eu produzo o disco, eles acreditam em mim e assim agimos por muito tempo." John Petrucci.

"Conquistar um hit não depende só da música. É tudo parte da indústria musical. E essa indústria mudou muito nos últimos anos", idem.

O Pará não para mais

A reportagem foca as conquistas da atual cena paraense, com destaque para Gaby Amarantos, cantora de tecnobrega que já emplacou música em abertura de novela e ganhou paródia no humorístico Zorra Total. Lia Sophia, Felipe Cordeiro e Dona Onete são outros artistas abordados no texto, todos eles integrantes do show coletivo Terruá Pará, que volta a São Paulo em outubro.

"Somos a bola da vez! O momento que a cultura paraense vive é muito especial. Estamos bombando em vários setores: música, artes plásticas, gastronomia. É toda uma valorização de um estado, que passa a ser visto com outros olhos pelo mundo", Gaby Amarantos.

"O que acontece no Pará hoje é tão forte e decisivo para a música brasileira quanto foram tropicália, bossa nova ou o mangue beat em suas épocas. Em 2012, a música produzida no Pará realmente deslanchou. Não é que 'agora vai'. Na verdade, 'agora foi!'.", Felipe Cordeiro.

Afinal, quem é o Pink?

Consagrado ao final da turnê The Wall Live, a líder de bilheteria em 2012, Roger Waters fala sobre a inexistência de Deus, a impossibilidade de uma reunião com o Floyd e novos caminhos para sua carreira. 

As flores em vida

Chegando aos 78 anos, Leonard Cohen inicia turbê triunfal pela Europa e pela América do Norte- que não para de ser espichada 

Os sons do silêncio 

De Adele e John Mayer a nomes em ascensão como Santigold, artistas com problemas vocais são preocuoação crescente na indústria

Mutante Nostálgica

Após experiência em espanhol, Nelly Furtado retorna com CD marcado por lembranças da adolescência 



 


  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Confira os destaques da Billboard Brasil de setembro

por em 06/09/2012

Descongelados

O que aconteceu na música pop ao longo dos 11 anos em que o No Doubt ficou sem lançar álbum? A própria banda lembra de como era a cena alternativa nos anos 90 (e tem dificuldade de recordar o nome de Beck!), além de defender que Push And Shove, seu novo disco, é o melhor trabalho da carreira. A matéria também traz um pouco da intimidade de Gwen Stefani, líder do grupo e atual garota propaganda da L'Oréal Paris, empresa de cosméticos que ajudou a custear o videoclipe de "Settle Down", a nova música de trabalho. 

"Nunca nos encaixamos em nenhum formato. Por sorte, pudemos nos encaixar um pouco no pop e um pouco no rock, apesar de não conscientemente. Apenas conseguimos nos espremer entre eles", Gwen Stefani.
(sobre o trabalho com a L'Oréal) "Eu não me imaginaria dizendo sim para o convite há dez anos. Acho que foi o timing e a minha idade (42 anos), e a ideia de eles me chamarem foi algo assim, uau! Vou ter fotógrafos? E ficar bonita? Ter essa oportunidade me pareceu um excelente negócio", idem.

Banda em progresso

O especialista em heavy metal Marcos Bragatto entrevista John Pretucci, guitarrista do Dream Theater, banda que acaba de passar pelo Brasil. No bate-papo exclusivo, o guitarrista nega que o ex-baterista Mike Portnoy exercesse alguma liderança no grupo e fala sobre a dificuldade de emplacar um novo hit como "Pull Me Under", de 1992.

"O que os outros caras da banda esperam de mim é que eu aponte a direção musical. Eu produzo o disco, eles acreditam em mim e assim agimos por muito tempo." John Petrucci.

"Conquistar um hit não depende só da música. É tudo parte da indústria musical. E essa indústria mudou muito nos últimos anos", idem.

O Pará não para mais

A reportagem foca as conquistas da atual cena paraense, com destaque para Gaby Amarantos, cantora de tecnobrega que já emplacou música em abertura de novela e ganhou paródia no humorístico Zorra Total. Lia Sophia, Felipe Cordeiro e Dona Onete são outros artistas abordados no texto, todos eles integrantes do show coletivo Terruá Pará, que volta a São Paulo em outubro.

"Somos a bola da vez! O momento que a cultura paraense vive é muito especial. Estamos bombando em vários setores: música, artes plásticas, gastronomia. É toda uma valorização de um estado, que passa a ser visto com outros olhos pelo mundo", Gaby Amarantos.

"O que acontece no Pará hoje é tão forte e decisivo para a música brasileira quanto foram tropicália, bossa nova ou o mangue beat em suas épocas. Em 2012, a música produzida no Pará realmente deslanchou. Não é que 'agora vai'. Na verdade, 'agora foi!'.", Felipe Cordeiro.

Afinal, quem é o Pink?

Consagrado ao final da turnê The Wall Live, a líder de bilheteria em 2012, Roger Waters fala sobre a inexistência de Deus, a impossibilidade de uma reunião com o Floyd e novos caminhos para sua carreira. 

As flores em vida

Chegando aos 78 anos, Leonard Cohen inicia turbê triunfal pela Europa e pela América do Norte- que não para de ser espichada 

Os sons do silêncio 

De Adele e John Mayer a nomes em ascensão como Santigold, artistas com problemas vocais são preocuoação crescente na indústria

Mutante Nostálgica

Após experiência em espanhol, Nelly Furtado retorna com CD marcado por lembranças da adolescência