NOTÍCIAS

Conheça Indee Styla e o hip hop europeu

por em 16/09/2015
P
or Marcos Lauro
O Brasil não é um terreno confortável para artistas que cantam em espanhol, por motivos que merecem tratados, estudos históricos e outros textos. Mas desde 2011, Indee Styla, de Barcelona, manda seu rap por aqui. E a tendência é melhorar: “Antes era só São Paulo e Rio de Janeiro, mas agora estou indo mais longe, estou super feliz”, disse Indee, em bom português, para a Billboard Brasil. Além do papo, pedimos uma lista de artistas do hip hop europeu que a influenciaram. Está tudo aqui: Você ficou surpresa com o número de shows que tem feito no Brasil? Venho para o Brasil desde 2011 porque fiquei muito interessada na cena daqui. E sempre fiquei muto impressionada pelo fato de as pessoas receberem bem meu som. Então, me sinto super bem, conectada com o público brasileiro. Volto praticamente todo ano e agora fechamos umas datas em outros estados. Antes era só São Paulo e Rio de Janeiro, mas agora estou indo mais longe, estou super feliz. Poucos artistas que cantam em espanhol conseguem fazer sucesso aqui. Sente essa barreira? Eu sabia disso e deu um certo medo. Mas eu trabalho também com a dança, que ajuda. Aqui as pessoas gostam muito do ritmo. Então, quando se soma a música e a dança, as pessoas recebem bem. E eu sou interessada em aprender português, conversar com as pessoas... Isso me ajudou bastante. Essa mistura causa surpresa, me ajuda a chegar mais fácil nas pessoas. E o que veio primeiro na sua vida, a música ou a dança? Foi a dança. Eu sempre senti essa vontade de me expressar com o corpo e tinha habilidade. E aí nesse caminho eu me liguei muito ao movimento hip hop, comecei a escrever, cantar... O hip hop me deu a facilidade de misturar tudo. Você nasceu em Barcelona? Não, eu nasci em Pamplona, no norte da Espanha. Quando eu tinha 21 anos e já tinha terminado os estudos, fui pra Barcelona e topei com aquela cena mais forte. Até hoje eu moro lá. E como é a cena hip hop em Barcelona? A mistura é o que há de mais forte em Barcelona, lá eles chamam de “mestiçagem”. Tem muito hip hop, mas essa sonoridade do mundo domina, muita gente de outros países. Ouça Indee Styla e mais 10 artistas do hip hop europeu que a influenciam: https://open.spotify.com/user/billboardbrasil/playlist/31azaGVx6aiBoKSqqpB1XQ A concorrida agenda de Indee Steela até outubro: 17/09 - Participação com DJ Nato, Brandão, DJ Nato - SESC Pompeia - SP 25/09 - FEIA (Festival do Instituto de Artes da Unicamp) - Campinas - SP 26/09 - Festival Satélite 061 - Brasília 02/10 - Jundiaí - SP 18/10 - Festival Contato - São Carlos - SP 22/10 - Bar Opinião - Porto Alegre (+ Curumin) 25/10 - SESC Ipiranga - SP
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Conheça Indee Styla e o hip hop europeu

por em 16/09/2015
P
or Marcos Lauro
O Brasil não é um terreno confortável para artistas que cantam em espanhol, por motivos que merecem tratados, estudos históricos e outros textos. Mas desde 2011, Indee Styla, de Barcelona, manda seu rap por aqui. E a tendência é melhorar: “Antes era só São Paulo e Rio de Janeiro, mas agora estou indo mais longe, estou super feliz”, disse Indee, em bom português, para a Billboard Brasil. Além do papo, pedimos uma lista de artistas do hip hop europeu que a influenciaram. Está tudo aqui: Você ficou surpresa com o número de shows que tem feito no Brasil? Venho para o Brasil desde 2011 porque fiquei muito interessada na cena daqui. E sempre fiquei muto impressionada pelo fato de as pessoas receberem bem meu som. Então, me sinto super bem, conectada com o público brasileiro. Volto praticamente todo ano e agora fechamos umas datas em outros estados. Antes era só São Paulo e Rio de Janeiro, mas agora estou indo mais longe, estou super feliz. Poucos artistas que cantam em espanhol conseguem fazer sucesso aqui. Sente essa barreira? Eu sabia disso e deu um certo medo. Mas eu trabalho também com a dança, que ajuda. Aqui as pessoas gostam muito do ritmo. Então, quando se soma a música e a dança, as pessoas recebem bem. E eu sou interessada em aprender português, conversar com as pessoas... Isso me ajudou bastante. Essa mistura causa surpresa, me ajuda a chegar mais fácil nas pessoas. E o que veio primeiro na sua vida, a música ou a dança? Foi a dança. Eu sempre senti essa vontade de me expressar com o corpo e tinha habilidade. E aí nesse caminho eu me liguei muito ao movimento hip hop, comecei a escrever, cantar... O hip hop me deu a facilidade de misturar tudo. Você nasceu em Barcelona? Não, eu nasci em Pamplona, no norte da Espanha. Quando eu tinha 21 anos e já tinha terminado os estudos, fui pra Barcelona e topei com aquela cena mais forte. Até hoje eu moro lá. E como é a cena hip hop em Barcelona? A mistura é o que há de mais forte em Barcelona, lá eles chamam de “mestiçagem”. Tem muito hip hop, mas essa sonoridade do mundo domina, muita gente de outros países. Ouça Indee Styla e mais 10 artistas do hip hop europeu que a influenciam: https://open.spotify.com/user/billboardbrasil/playlist/31azaGVx6aiBoKSqqpB1XQ A concorrida agenda de Indee Steela até outubro: 17/09 - Participação com DJ Nato, Brandão, DJ Nato - SESC Pompeia - SP 25/09 - FEIA (Festival do Instituto de Artes da Unicamp) - Campinas - SP 26/09 - Festival Satélite 061 - Brasília 02/10 - Jundiaí - SP 18/10 - Festival Contato - São Carlos - SP 22/10 - Bar Opinião - Porto Alegre (+ Curumin) 25/10 - SESC Ipiranga - SP