NOTÍCIAS

Conheça o faroeste à brasileira de Fil and The Guitar Gun

por em 27/08/2015
Por Rodrigo Rocha Se você gosta dos antigos filmes de bangue-bangue dás décadas de 1960 e 1970, dos longas dirigidos por Sergio Leone e estrelados por Clint Eastwood, ou - para não ir tão longe – dos últimos de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez, deve ter notado a similaridade entre as trilhas sonoras. Pois é desta fonte, da estética do spaghetti western, que bebe o multi-instrumentista Filinto Fil. O ex-integrante da banda de rock Borderlinerz está lançado o seu segundo álbum baseado no gênero. Após Living In The Old West, de 2013, Fil chega agora com Fort Bravo.

Capa Fort Bravo Oficial.

Abaixo você ouve, em primeira mão, o novo trabalho de Fil And The Guitar Gun: https://www.youtube.com/watch?v=KlODBoZIVC0&feature=youtu.be O projeto é de um guitarrista solo, mas passa longe daqueles riffs tradicionais do rock. Como surgiu a ideia dessa pegada faroeste? Quando fui lançar o meu primeiro disco solo, queria fazer um trabalho instrumental com foco na guitarra, mas que não fosse cheio de solos virtuosos e “fritação”, porque acaba sendo algo chato que nem mesmo os guitarristas gostam de escutar. Então, tive a ideia de explorar a sonoridade e o universo dos filmes de faroeste, dos quais era fã e cresci assistindo. Foi assim que nasceu o Fil and the Guitar Gun. E hoje, há uma cena do gênero? Você tem inspirações atuais? Musicalmente falando, não há uma cena específica. Pelo menos, eu desconheço quem faz esse tipo de som, salvo os maestros que compõem as trilhas para remakes do estilo, como os filmes do Tarantino e Robert Rodriguez.  Sempre me perguntam se o Fil and the Guitar Gun é folk, billy, blue grass, surf music ou country. Sempre digo que é faroeste! Qual trilha sonora de filme você gostaria de ter feito? Já recebeu algum convite?

Django Livre, do Quentin Tarantino, de 2102. Também gostaria de participar da trilha do Os 8 Odiados, novo  filme do diretor, que também é um western. Tenho muita vontade, mas nunca recebi nenhum convite. Tarantino e Robert Rodriguez, me chamem aí [risos]...

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Conheça o faroeste à brasileira de Fil and The Guitar Gun

por em 27/08/2015
Por Rodrigo Rocha Se você gosta dos antigos filmes de bangue-bangue dás décadas de 1960 e 1970, dos longas dirigidos por Sergio Leone e estrelados por Clint Eastwood, ou - para não ir tão longe – dos últimos de Quentin Tarantino e Robert Rodriguez, deve ter notado a similaridade entre as trilhas sonoras. Pois é desta fonte, da estética do spaghetti western, que bebe o multi-instrumentista Filinto Fil. O ex-integrante da banda de rock Borderlinerz está lançado o seu segundo álbum baseado no gênero. Após Living In The Old West, de 2013, Fil chega agora com Fort Bravo.

Capa Fort Bravo Oficial.

Abaixo você ouve, em primeira mão, o novo trabalho de Fil And The Guitar Gun: https://www.youtube.com/watch?v=KlODBoZIVC0&feature=youtu.be O projeto é de um guitarrista solo, mas passa longe daqueles riffs tradicionais do rock. Como surgiu a ideia dessa pegada faroeste? Quando fui lançar o meu primeiro disco solo, queria fazer um trabalho instrumental com foco na guitarra, mas que não fosse cheio de solos virtuosos e “fritação”, porque acaba sendo algo chato que nem mesmo os guitarristas gostam de escutar. Então, tive a ideia de explorar a sonoridade e o universo dos filmes de faroeste, dos quais era fã e cresci assistindo. Foi assim que nasceu o Fil and the Guitar Gun. E hoje, há uma cena do gênero? Você tem inspirações atuais? Musicalmente falando, não há uma cena específica. Pelo menos, eu desconheço quem faz esse tipo de som, salvo os maestros que compõem as trilhas para remakes do estilo, como os filmes do Tarantino e Robert Rodriguez.  Sempre me perguntam se o Fil and the Guitar Gun é folk, billy, blue grass, surf music ou country. Sempre digo que é faroeste! Qual trilha sonora de filme você gostaria de ter feito? Já recebeu algum convite?

Django Livre, do Quentin Tarantino, de 2102. Também gostaria de participar da trilha do Os 8 Odiados, novo  filme do diretor, que também é um western. Tenho muita vontade, mas nunca recebi nenhum convite. Tarantino e Robert Rodriguez, me chamem aí [risos]...