NOTÍCIAS

Conheça o processo de construção da popstar Michele, de Mister Brau

Na quarta temporada da série, a personagem de Taís Araújo se torna o destaque, supera o sucesso do marido e alcança a fama mundial

por Rebecca Silva em 29/05/2018

A série Mister Brau, exibida pela Rede Globo, estreou no mês passado a sua quarta temporada e, neste ano, o público tem a oportunidade de ver Michele (Taís Araújo), esposa e empresária de Brau (Lázaro Ramos), tornando-se a grande estrela da família, uma popstar de destaque internacional, algo sonhado por muitas brasileiras. "Foi um processo natural. A cada temporada, inventamos algo novo. A gente bebeu do que a sociedade nos oferece, essa presença crescente da mulher", explicou a atriz Taís Araújo em entrevista à Billboard Brasil. Por causa disso, toda a equipe de produção da série precisou trabalhar duro na concepção do lado cantora de Michele.

Parte desse trabalho foi feito por Ricardo Leão, produtor musical da série, que trabalhou em músicas inéditas para a personagem, chamando, inclusive, o gabaritado colega Umberto Tavares para o projeto. "Estudamos a música que uma brasileira estaria fazendo, em português, se tivesse sucesso lá fora. Imaginamos Michele como uma cantora do mercado latino, usando o reggaeton, gênero que está dominando o mercado", explicou o produtor. As grandes referências foram de Tina Turner à IZA, passando por Shakira e Beyoncé (que também tem uma banda formada por mulheres e é acompanhada no palco por um grupo de dançarinos, como Michele).

tais2

Ao reggaeton, adicionaram elementos brasileiros, percussão africana e, é claro, muitas batidas eletrônicas para que as músicas fizessem sucesso nas pistas. Nas letras, o tema central é o empoderamento feminino. "A música de Michele precisava ser diferente da do Brau, queríamos ela sem influências do marido. A música dele era mais simples, mais acústica, o violão conduzia, tudo era mais minimalista. A Michele é mais eletrônica, com uso de sintetizadores e samplers, com sonoridade mais moderna", disse Leão.

Para a intérprete de Michele, Taís Araújo, a personagem é um desafio, apesar da experiência de tantos anos de carreira. "Faço aula de canto há uns 16 anos, vez ou outra, por causa da profissão. Foi necessidade, pela questão de técnica vocal para o teatro, não para ser cantora", contou a atriz, aos risos. "Não é um ambiente desconhecido, mas também não é algo natural." Em 2012, ela viveu a doméstica Penha na novela Cheias de Charme, de onde saiu o grupo As Empreguetes.

Para se transformar em uma estrela internacional, Taís precisou não apenas treinar o canto, mas também a presença de palco e a dança. "Pesquisei vendo vídeos. Eu só danço em festas de amigos, na minha casa, sabe? Então o que eu faço é me preparar antes da produção começar, para não atrapalhar o andamento das gravações com a minha inexperiência", revelou a atriz, que tem aulas em casa com Arielle, coreógrafa de Anitta, e conta com a ajuda de Zebra, coreógrafo da série e do Balé Folclórico da Bahia.

michelebrau
João Miguel Júnior/TV Globo

Fã de música brasileira, a atriz vai encarar um novo desafio em breve: a apresentação do programa Popstar, exibido ao vivo aos domingos. Ela recebeu o convite de Boninho para substituir Fernanda Lima. "O Popstar é mais uma loucura. Não sou virgem, já apresentei programas por anos, mas o que me deixa confortável é saber que as estrelas serão os meus colegas que se apresentarão a cada semana, eu apenas conduzirei. Todos serão estreantes no mesmo palco, então é divertido. Me sinto participando de algo do qual sou fã, acho que vai ser lindo", contou.

E não apenas Taís deu entrevista para a Billboard Brasil. Não poderíamos perder a oportunidade de falar com uma artista do calibre de Michele, ainda mais em fase de expansão internacional. Sobre o sucesso mundial, ela filosofa: "É uma experiência extraordinária representar a mulher brasileira e negra no cenário da música pop. Nós somos muitas, cada uma no seu estilo, e viemos para ficar. Eu canto aquilo que me toca o coração, aquilo que me comove, me alegra, e também aquilo que me incomoda, me faz sofrer. Quero dividir esses sentimentos com o meu público, arte requer comunhão". Mas, quando questionada sobre possíveis parcerias com artistas internacionais, ela faz mistério. "Existem muitas conversas, mas não quero adiantar nada para não estragar a surpresa ou causar decepções." A brincadeira aconteceu em papo com o autor da série, Jorge Furtado (que se passou por Michele Brau). 

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Olha Ela Aí
Eduardo Costa
2
Buá Buá
Naiara Azevedo
3
Ainda Sou Tão Seu
Felipe Araújo
4
Mais Amor E Menos Drama
Henrique & Juliano
5
Prefiro Nem Perguntar
Diego & Victor Hugo
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Conheça o processo de construção da popstar Michele, de Mister Brau

Na quarta temporada da série, a personagem de Taís Araújo se torna o destaque, supera o sucesso do marido e alcança a fama mundial

por Rebecca Silva em 29/05/2018

A série Mister Brau, exibida pela Rede Globo, estreou no mês passado a sua quarta temporada e, neste ano, o público tem a oportunidade de ver Michele (Taís Araújo), esposa e empresária de Brau (Lázaro Ramos), tornando-se a grande estrela da família, uma popstar de destaque internacional, algo sonhado por muitas brasileiras. "Foi um processo natural. A cada temporada, inventamos algo novo. A gente bebeu do que a sociedade nos oferece, essa presença crescente da mulher", explicou a atriz Taís Araújo em entrevista à Billboard Brasil. Por causa disso, toda a equipe de produção da série precisou trabalhar duro na concepção do lado cantora de Michele.

Parte desse trabalho foi feito por Ricardo Leão, produtor musical da série, que trabalhou em músicas inéditas para a personagem, chamando, inclusive, o gabaritado colega Umberto Tavares para o projeto. "Estudamos a música que uma brasileira estaria fazendo, em português, se tivesse sucesso lá fora. Imaginamos Michele como uma cantora do mercado latino, usando o reggaeton, gênero que está dominando o mercado", explicou o produtor. As grandes referências foram de Tina Turner à IZA, passando por Shakira e Beyoncé (que também tem uma banda formada por mulheres e é acompanhada no palco por um grupo de dançarinos, como Michele).

tais2

Ao reggaeton, adicionaram elementos brasileiros, percussão africana e, é claro, muitas batidas eletrônicas para que as músicas fizessem sucesso nas pistas. Nas letras, o tema central é o empoderamento feminino. "A música de Michele precisava ser diferente da do Brau, queríamos ela sem influências do marido. A música dele era mais simples, mais acústica, o violão conduzia, tudo era mais minimalista. A Michele é mais eletrônica, com uso de sintetizadores e samplers, com sonoridade mais moderna", disse Leão.

Para a intérprete de Michele, Taís Araújo, a personagem é um desafio, apesar da experiência de tantos anos de carreira. "Faço aula de canto há uns 16 anos, vez ou outra, por causa da profissão. Foi necessidade, pela questão de técnica vocal para o teatro, não para ser cantora", contou a atriz, aos risos. "Não é um ambiente desconhecido, mas também não é algo natural." Em 2012, ela viveu a doméstica Penha na novela Cheias de Charme, de onde saiu o grupo As Empreguetes.

Para se transformar em uma estrela internacional, Taís precisou não apenas treinar o canto, mas também a presença de palco e a dança. "Pesquisei vendo vídeos. Eu só danço em festas de amigos, na minha casa, sabe? Então o que eu faço é me preparar antes da produção começar, para não atrapalhar o andamento das gravações com a minha inexperiência", revelou a atriz, que tem aulas em casa com Arielle, coreógrafa de Anitta, e conta com a ajuda de Zebra, coreógrafo da série e do Balé Folclórico da Bahia.

michelebrau
João Miguel Júnior/TV Globo

Fã de música brasileira, a atriz vai encarar um novo desafio em breve: a apresentação do programa Popstar, exibido ao vivo aos domingos. Ela recebeu o convite de Boninho para substituir Fernanda Lima. "O Popstar é mais uma loucura. Não sou virgem, já apresentei programas por anos, mas o que me deixa confortável é saber que as estrelas serão os meus colegas que se apresentarão a cada semana, eu apenas conduzirei. Todos serão estreantes no mesmo palco, então é divertido. Me sinto participando de algo do qual sou fã, acho que vai ser lindo", contou.

E não apenas Taís deu entrevista para a Billboard Brasil. Não poderíamos perder a oportunidade de falar com uma artista do calibre de Michele, ainda mais em fase de expansão internacional. Sobre o sucesso mundial, ela filosofa: "É uma experiência extraordinária representar a mulher brasileira e negra no cenário da música pop. Nós somos muitas, cada uma no seu estilo, e viemos para ficar. Eu canto aquilo que me toca o coração, aquilo que me comove, me alegra, e também aquilo que me incomoda, me faz sofrer. Quero dividir esses sentimentos com o meu público, arte requer comunhão". Mas, quando questionada sobre possíveis parcerias com artistas internacionais, ela faz mistério. "Existem muitas conversas, mas não quero adiantar nada para não estragar a surpresa ou causar decepções." A brincadeira aconteceu em papo com o autor da série, Jorge Furtado (que se passou por Michele Brau).