NOTÍCIAS

De Taylor Swift a Tiësto: artistas ganham milhões em parcerias com refrigerantes

por em 18/11/2014
Por
Andrew Hampp e Harley Brown O mercado de refrigerantes pode ser muito lucrativo para as celebridades. No segundo semestre de 2014, diversos artistas fecharam contratos de publicidade com marcas famosas nos Estados Unidos. As cifras ultrapassam as dezenas de milhões. Veja quanto alguns músicos, de Taylor Swift a Tiësto, lucraram com essas parcerias: Tiësto – 7UP: US$ 30 milhões A 7UP multiplicou seu número da sorte ao ligar sua imagem a Tiësto, Ultra, Insomniac e outros nomes da indútria para a iniciativa 7x7UP, que incluiu ações como sete festivais de música, shows de sete DJs em ascensão (como Danny Avila, Disco Fries e Dzeko & Torres), algumas aparições de Tiësto em propagandas de televisão e uma festa de lançamento do novo álbum do DJ e produtor holandês. Taylor Swift – Diet Coke: US$ 26 milhões A Diet Coke desempenhou um papel fundamental na campanha de lançamento na mídia do álbum 1989, de Taylor Swift. A empresa patrocinou a participação da cantora em diversos programas de rádio nos Estados Unidos. A loirinha, por sua vez, apareceu em um comercial do refrigerante rodeada de gatos ao som de sua música “How You Get The Girl”. Avicii/Wyclef Jean – Coca-Cola: US$ 20 milhões Para o Dia Mundial do Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro, a gigante do mercado uniu-se a diversas organizações sem fins lucrativos para lançar novas faixas do Queen – com vocais de Freddie Mercury inéditos – e do rapper Aloe Blacc. Serão divulgadas também uma colaboração entre Avicii e Wyclef Jean e um remix da música “I Lived”, do OneRepublic. Tinashe – Dr. Pepper: US$ 3 milhões No começo do ano, a empresa construiu um estúdio de gravação com a revista Complex Media, em Hollywood. A iniciativa foi uma ação da campanha publicitária “One of a Kind” e permitiu que Tinashe, Robert DeLong e RAC gravassem EPs com RZA, Dave Sitek e The Hood Internet, produtores bastante aclamados na indústria. Nico & Vinz – Pepsi: US$ 1 milhão Além da parceria com Blake Shelton e Usher, que serão os headliners da festa do 90º aniversário da organização não governamental United Way of Metropolitan Dallas, em 2015, a Pepsi financiou alguns talentos em ascensão. A marca patrocinou clipes de Sebastian Mikael, Mayaeni e Nico & Vinz.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

De Taylor Swift a Tiësto: artistas ganham milhões em parcerias com refrigerantes

por em 18/11/2014
Por
Andrew Hampp e Harley Brown O mercado de refrigerantes pode ser muito lucrativo para as celebridades. No segundo semestre de 2014, diversos artistas fecharam contratos de publicidade com marcas famosas nos Estados Unidos. As cifras ultrapassam as dezenas de milhões. Veja quanto alguns músicos, de Taylor Swift a Tiësto, lucraram com essas parcerias: Tiësto – 7UP: US$ 30 milhões A 7UP multiplicou seu número da sorte ao ligar sua imagem a Tiësto, Ultra, Insomniac e outros nomes da indútria para a iniciativa 7x7UP, que incluiu ações como sete festivais de música, shows de sete DJs em ascensão (como Danny Avila, Disco Fries e Dzeko & Torres), algumas aparições de Tiësto em propagandas de televisão e uma festa de lançamento do novo álbum do DJ e produtor holandês. Taylor Swift – Diet Coke: US$ 26 milhões A Diet Coke desempenhou um papel fundamental na campanha de lançamento na mídia do álbum 1989, de Taylor Swift. A empresa patrocinou a participação da cantora em diversos programas de rádio nos Estados Unidos. A loirinha, por sua vez, apareceu em um comercial do refrigerante rodeada de gatos ao som de sua música “How You Get The Girl”. Avicii/Wyclef Jean – Coca-Cola: US$ 20 milhões Para o Dia Mundial do Combate à Aids, celebrado em 1º de dezembro, a gigante do mercado uniu-se a diversas organizações sem fins lucrativos para lançar novas faixas do Queen – com vocais de Freddie Mercury inéditos – e do rapper Aloe Blacc. Serão divulgadas também uma colaboração entre Avicii e Wyclef Jean e um remix da música “I Lived”, do OneRepublic. Tinashe – Dr. Pepper: US$ 3 milhões No começo do ano, a empresa construiu um estúdio de gravação com a revista Complex Media, em Hollywood. A iniciativa foi uma ação da campanha publicitária “One of a Kind” e permitiu que Tinashe, Robert DeLong e RAC gravassem EPs com RZA, Dave Sitek e The Hood Internet, produtores bastante aclamados na indústria. Nico & Vinz – Pepsi: US$ 1 milhão Além da parceria com Blake Shelton e Usher, que serão os headliners da festa do 90º aniversário da organização não governamental United Way of Metropolitan Dallas, em 2015, a Pepsi financiou alguns talentos em ascensão. A marca patrocinou clipes de Sebastian Mikael, Mayaeni e Nico & Vinz.