NOTÍCIAS

Democratas x Republicanos: a preferência política dos músicos americanos

por em 04/11/2014
Hoje
(04/11), nos Estados Unidos, foram realizadas as eleições de meio de mandato, quando parte do Poder Legislativo é renovado e a população tem a oportunidade de escolher seus candidatos para o Senado e o Congresso.  Pensando nisso, a Billboard preparou uma lista com músicos americanos que apoiam cada um dos dois principais partidos do país, o Republicano e o Democrata. Confira: Republicanos: Ted Nugent: depois de apoiar Mitt Romney nas últimas eleições presidenciais, o guitarrista de hard rock disse: “Se Barack Obama tornar-se novamente presidente em novembro, eu serei morto ou preso... Nós temos que entrar neste campo de batalha e cortar cabeças em novembro”. Sobre a administração de Obama, ele completou dizendo que se seus ouvintes não conseguem “limpar sua casa dessa odiosa administração vil e má, eu nem sei do que vocês são feitos”. Johnny Ramone: o guitarrista dos Ramones, falecido em 2004, assumiu seu apoio ao ex-presidente George W. Bush, surpreendendo muitos de seus fãs. Em uma entrevista ao jornal Washington Times, o músico atribuiu a origem de sua simpatia com a direita à sua atitude punk, contrária a este tipo de posicionamento. Kid Rock: o cantor conservador, que também apoiou Mitt Romney, teve problemas com os republicanos e afirmou que está “envergonhado” com a atual direção do partido. Será que uma mudança de lado se aproxima? Gene Simmons: apesar de já ter apoiado o Presidente Obama, o vocalista do Kiss – original de Israel, mas naturalizado americano – mudou de ideia e passou a demonstrar simpatia pela candidatura de Romney em 2012 ao dizer: “Os Estados Unidos deveriam estar nos negócios e ser governado por um homem de negócios”. Os Democratas: Bruce Springsteen: o ícone dos liberais tem sido um defensor ferrenho de Barack Obama. O cantor criticou publicamente Ronald Reagan ao citar o ex-presidente na música “Born In The U.S.A.”, em 1984, para chamar a atenção de eleitores republicanos. Will.i.am: “Os Estados Unidos estão dividos”, disse o integrante do Black Eyes Peas em 2012. “O país está sofrendo. E o único que pode unir o país agora é Barack Obama. Nós vimos isso em 2008. Os Estados Unidos precisam ser tratados como uma família: com moral e valores, com encorajamento, educação, dedicação e disciplina, não como uma empresa. Ser tratado como uma corporação nos trouxe ao lugar onde estamos agora. Nós somos pessoas, não consumidores”. Bette Midler: “Os republicanos tratam Obama da mesma forma que tratavam [o então presidente] Franklin Delano Roosevelt durante a Segunda Guerra Mundial. Eles fizeram tudo o que podiam para garantir a derrota dos Aliados”, tuitou a cantora e comediante em 2013. Tom Morello: o guitarrista do The Rage Against The Machine tocou em muitos shows de apoio à Convenção Nacional Democrata ao longo dos anos. Quando o deputado republicano Paul Ryan disse que gostava da música de sua banda, Morrello respondeu, em uma carta aberta, que ficou surpreso com a notícia porque Ryan “é a personificação da máquina contra a qual sua música tem se revoltado por duas décadas”.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Democratas x Republicanos: a preferência política dos músicos americanos

por em 04/11/2014
Hoje
(04/11), nos Estados Unidos, foram realizadas as eleições de meio de mandato, quando parte do Poder Legislativo é renovado e a população tem a oportunidade de escolher seus candidatos para o Senado e o Congresso.  Pensando nisso, a Billboard preparou uma lista com músicos americanos que apoiam cada um dos dois principais partidos do país, o Republicano e o Democrata. Confira: Republicanos: Ted Nugent: depois de apoiar Mitt Romney nas últimas eleições presidenciais, o guitarrista de hard rock disse: “Se Barack Obama tornar-se novamente presidente em novembro, eu serei morto ou preso... Nós temos que entrar neste campo de batalha e cortar cabeças em novembro”. Sobre a administração de Obama, ele completou dizendo que se seus ouvintes não conseguem “limpar sua casa dessa odiosa administração vil e má, eu nem sei do que vocês são feitos”. Johnny Ramone: o guitarrista dos Ramones, falecido em 2004, assumiu seu apoio ao ex-presidente George W. Bush, surpreendendo muitos de seus fãs. Em uma entrevista ao jornal Washington Times, o músico atribuiu a origem de sua simpatia com a direita à sua atitude punk, contrária a este tipo de posicionamento. Kid Rock: o cantor conservador, que também apoiou Mitt Romney, teve problemas com os republicanos e afirmou que está “envergonhado” com a atual direção do partido. Será que uma mudança de lado se aproxima? Gene Simmons: apesar de já ter apoiado o Presidente Obama, o vocalista do Kiss – original de Israel, mas naturalizado americano – mudou de ideia e passou a demonstrar simpatia pela candidatura de Romney em 2012 ao dizer: “Os Estados Unidos deveriam estar nos negócios e ser governado por um homem de negócios”. Os Democratas: Bruce Springsteen: o ícone dos liberais tem sido um defensor ferrenho de Barack Obama. O cantor criticou publicamente Ronald Reagan ao citar o ex-presidente na música “Born In The U.S.A.”, em 1984, para chamar a atenção de eleitores republicanos. Will.i.am: “Os Estados Unidos estão dividos”, disse o integrante do Black Eyes Peas em 2012. “O país está sofrendo. E o único que pode unir o país agora é Barack Obama. Nós vimos isso em 2008. Os Estados Unidos precisam ser tratados como uma família: com moral e valores, com encorajamento, educação, dedicação e disciplina, não como uma empresa. Ser tratado como uma corporação nos trouxe ao lugar onde estamos agora. Nós somos pessoas, não consumidores”. Bette Midler: “Os republicanos tratam Obama da mesma forma que tratavam [o então presidente] Franklin Delano Roosevelt durante a Segunda Guerra Mundial. Eles fizeram tudo o que podiam para garantir a derrota dos Aliados”, tuitou a cantora e comediante em 2013. Tom Morello: o guitarrista do The Rage Against The Machine tocou em muitos shows de apoio à Convenção Nacional Democrata ao longo dos anos. Quando o deputado republicano Paul Ryan disse que gostava da música de sua banda, Morrello respondeu, em uma carta aberta, que ficou surpreso com a notícia porque Ryan “é a personificação da máquina contra a qual sua música tem se revoltado por duas décadas”.