NOTÍCIAS

"Descobridor de Iggy Azalea", Aoki explica suposto acidente com Viagra

por em 14/11/2014
Por
Angela Destri Aos 36 anos, Steve Aoki é um grande exemplo de sucesso na música eletrônica – tanto artisticamente quanto na condução dos seus negócios. Além de ser o 5º DJ mais bem pago do mundo, o americano tem em seu currículo colaborações com alguns dos artistas mais celebrados do momento, casos de Iggy Azalea e Will.i.am. O indicado ao Grammy tem sua própria gravadora, a Dim Mak Records, que já produziu artistas como Zedd e a banda inglesa Bloc Party. No último mês, Aoki lançou seu segundo álbum de estúdio, Neon Future, e se prepara para divulgar o volume dois no ano que vem. Billboard Brasil bateu um papo pelo telefone com o DJ, que falou sobre como “descobriu” Iggy Azalea e esclareceu um boato picante que circulava na web sobre um suposto episódio na Itália. Em 2012, você gravou uma música com Iggy Azalea, antes de a rapper ser tão conhecida. Como essa parceria aconteceu? Como você a encontrou? Entrei em contato com ela depois de assistir ao clipe de uma música chamada “Pussy” e sugeri que trabalhássemos juntos. Mas, na época, ela não pôde, por algumas questões dela. Depois, nos resolvemos e conseguimos fazer a parceria. Eu escrevi a música e nós nos debruçamos sobre ela e fizemos o clipe de “Beat Down”. Mas, realmente, tudo começou comigo indo atrás dela. https://www.youtube.com/watch?v=A6IAFUzmgSU Em maio de 2015, o festival Tomorrowland terá sua primeira edição no Brasil. Os fãs de música eletrônica estão extremamente ansiosos e com expectativas muito altas. Você acha que faz sentido todo esse barulho? O festival original é incrível. É o melhor festival em que eu já toquei no mundo. Com certeza, vale a pena ficar ansioso. É emocionante a energia do Tomorrowland, um dos maiores festivais do planeta. O Brasil é o lugar perfeito para recebê-lo, por causa dessa animação, desse clima de amor e dessa energia que vocês têm no país. E é exatamente essa a atmosfera do festival. Alguns sites de música eletrônica aqui no Brasil noticiaram um episódio curioso que teria ocorrido com você na Itália. Você realmente confundiu ecstasy com Viagra e se masturbou atrás das pick ups? Essa história foi criada por um site chamado Wunderground. Eles criam sátiras, inventam todo tipo de história falsa e publicam. Não passa de uma piada, como se dissessem que Obama é um alienígena. Eles já fizeram uma brincadeira com o Diplo também, para citar outro DJ [o site anunciou que Diplo largaria a profissão para se dedicar integralmente à Cientologia]. Eles criam histórias falsas, fazem comédia. Sentiu-se ofendido com a história? Estava rindo muito, achei realmente muito engraçado. Mas as pessoas começaram a acreditar naquilo e eu não conseguia entender como alguém podia achar que era verdade. Era apenas uma história. Mas se fosse verdade, acho que seria engraçado, de qualquer forma. A entrevista completa estará na próxima edição de Billboard Brasil para tablet.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

"Descobridor de Iggy Azalea", Aoki explica suposto acidente com Viagra

por em 14/11/2014
Por
Angela Destri Aos 36 anos, Steve Aoki é um grande exemplo de sucesso na música eletrônica – tanto artisticamente quanto na condução dos seus negócios. Além de ser o 5º DJ mais bem pago do mundo, o americano tem em seu currículo colaborações com alguns dos artistas mais celebrados do momento, casos de Iggy Azalea e Will.i.am. O indicado ao Grammy tem sua própria gravadora, a Dim Mak Records, que já produziu artistas como Zedd e a banda inglesa Bloc Party. No último mês, Aoki lançou seu segundo álbum de estúdio, Neon Future, e se prepara para divulgar o volume dois no ano que vem. Billboard Brasil bateu um papo pelo telefone com o DJ, que falou sobre como “descobriu” Iggy Azalea e esclareceu um boato picante que circulava na web sobre um suposto episódio na Itália. Em 2012, você gravou uma música com Iggy Azalea, antes de a rapper ser tão conhecida. Como essa parceria aconteceu? Como você a encontrou? Entrei em contato com ela depois de assistir ao clipe de uma música chamada “Pussy” e sugeri que trabalhássemos juntos. Mas, na época, ela não pôde, por algumas questões dela. Depois, nos resolvemos e conseguimos fazer a parceria. Eu escrevi a música e nós nos debruçamos sobre ela e fizemos o clipe de “Beat Down”. Mas, realmente, tudo começou comigo indo atrás dela. https://www.youtube.com/watch?v=A6IAFUzmgSU Em maio de 2015, o festival Tomorrowland terá sua primeira edição no Brasil. Os fãs de música eletrônica estão extremamente ansiosos e com expectativas muito altas. Você acha que faz sentido todo esse barulho? O festival original é incrível. É o melhor festival em que eu já toquei no mundo. Com certeza, vale a pena ficar ansioso. É emocionante a energia do Tomorrowland, um dos maiores festivais do planeta. O Brasil é o lugar perfeito para recebê-lo, por causa dessa animação, desse clima de amor e dessa energia que vocês têm no país. E é exatamente essa a atmosfera do festival. Alguns sites de música eletrônica aqui no Brasil noticiaram um episódio curioso que teria ocorrido com você na Itália. Você realmente confundiu ecstasy com Viagra e se masturbou atrás das pick ups? Essa história foi criada por um site chamado Wunderground. Eles criam sátiras, inventam todo tipo de história falsa e publicam. Não passa de uma piada, como se dissessem que Obama é um alienígena. Eles já fizeram uma brincadeira com o Diplo também, para citar outro DJ [o site anunciou que Diplo largaria a profissão para se dedicar integralmente à Cientologia]. Eles criam histórias falsas, fazem comédia. Sentiu-se ofendido com a história? Estava rindo muito, achei realmente muito engraçado. Mas as pessoas começaram a acreditar naquilo e eu não conseguia entender como alguém podia achar que era verdade. Era apenas uma história. Mas se fosse verdade, acho que seria engraçado, de qualquer forma. A entrevista completa estará na próxima edição de Billboard Brasil para tablet.