NOTÍCIAS

Djavan homenageia Paco De Lucía

por em 27/02/2014
Imagem: Divulgação

Djavan publicou um depoimento, em sua página do Facebook, em homenagem ao violonista e representante do flamenco, Paco De Lucía, que morreu após sofrer um infarto ontem (26/02). Confira a nota na íntegra:

“Paco foi o mais brilhante instrumentista que eu conheci. A perfeição e a expressividade de sua execução eram inimagináveis mesmo para os grandes violonistas do mundo inteiro. A velocidade que ele imprimia ao tocar trazia uma limpidez incompatível para qualquer outro. Isso sem falar na beleza e originalidade de suas frases, no sentimento de cada nota. O violão em suas mãos transformava-se num instrumento fácil, intuitivo, apesar de toda a complexidade do seu canto. Paco sempre foi muito admirado pela técnica absurda que usava para expressar a delicadeza e a agressividade contidas na música flamenca, o que fez dele um músico inesquecível. Que Deus o ilumine.”

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Apelido Carinhoso
Gusttavo Lima
2
Sua Melhor Versão
Bruno & Marrone
3
Dona Maria (Part. Jorge)
Thiago Brava
4
Rapariga Não (Part. Simone & Simaria)
João Neto & Frederico
5
Transplante (part. Bruno & Marrone)
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Djavan homenageia Paco De Lucía

por em 27/02/2014
Imagem: Divulgação

Djavan publicou um depoimento, em sua página do Facebook, em homenagem ao violonista e representante do flamenco, Paco De Lucía, que morreu após sofrer um infarto ontem (26/02). Confira a nota na íntegra:

“Paco foi o mais brilhante instrumentista que eu conheci. A perfeição e a expressividade de sua execução eram inimagináveis mesmo para os grandes violonistas do mundo inteiro. A velocidade que ele imprimia ao tocar trazia uma limpidez incompatível para qualquer outro. Isso sem falar na beleza e originalidade de suas frases, no sentimento de cada nota. O violão em suas mãos transformava-se num instrumento fácil, intuitivo, apesar de toda a complexidade do seu canto. Paco sempre foi muito admirado pela técnica absurda que usava para expressar a delicadeza e a agressividade contidas na música flamenca, o que fez dele um músico inesquecível. Que Deus o ilumine.”