NOTÍCIAS

Drake decepciona no último dia do Coachella

por em 20/04/2015
Por Jeff Miller
O último dia do festival Coachella teve estrondo e lamúria. O primeiro veio dos fogos de artifício que marcaram o fim do enorme evento de dois finais de semana. E a lamúria? Culpa da principal atração, Drake, que apesar da repercussão do polêmico beijo com Madonna na semana passada, desapontou em todos os sentidos possíveis, tornando muito evidente que o rapper de Toronto ainda não está pronto para um palco tão grande. Drake fez seu show praticamente sozinho, exceto por uma rápida aparição, desajeitada, de Nicki Minaj, que parecia estar ali para quebrar o tédio. Depois, ele repetiu a música de abertura, "Legend", para fechar o show. O que poderia ser épico foi simplesmente decepcionante. Felizmente, o dia pré-Drake foi cheio de destaques. Florence + the Machine foram forçados a pegar leve graças ao pé quebrado da cantora Florence Welch, que na semana passada usou todo o palco para uma performance quase aeróbica. No início do dia, Mac Demarco fez um rock alegre enquanto a plateia se comportava como se fosse 1995. E quem brilhou mesmo foi o performático Stromae. A apresentação do jovem electro-rocker francês teve tudo o que Drake não apresentou: honestidade e emoção. Foi divertido, se mostrou confiante e ambicioso.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Drake decepciona no último dia do Coachella

por em 20/04/2015
Por Jeff Miller
O último dia do festival Coachella teve estrondo e lamúria. O primeiro veio dos fogos de artifício que marcaram o fim do enorme evento de dois finais de semana. E a lamúria? Culpa da principal atração, Drake, que apesar da repercussão do polêmico beijo com Madonna na semana passada, desapontou em todos os sentidos possíveis, tornando muito evidente que o rapper de Toronto ainda não está pronto para um palco tão grande. Drake fez seu show praticamente sozinho, exceto por uma rápida aparição, desajeitada, de Nicki Minaj, que parecia estar ali para quebrar o tédio. Depois, ele repetiu a música de abertura, "Legend", para fechar o show. O que poderia ser épico foi simplesmente decepcionante. Felizmente, o dia pré-Drake foi cheio de destaques. Florence + the Machine foram forçados a pegar leve graças ao pé quebrado da cantora Florence Welch, que na semana passada usou todo o palco para uma performance quase aeróbica. No início do dia, Mac Demarco fez um rock alegre enquanto a plateia se comportava como se fosse 1995. E quem brilhou mesmo foi o performático Stromae. A apresentação do jovem electro-rocker francês teve tudo o que Drake não apresentou: honestidade e emoção. Foi divertido, se mostrou confiante e ambicioso.