NOTÍCIAS

“É o meu trabalho mais desencanado”, diz Marise Marra sobre novo disco

por em 05/05/2015
P
or Rodrigo Amaral da Rocha
Jimi Hendrix, Luiz Carlini, Pepeu Gomes, Jimi Page, Rita Lee e Cássia Eller são algumas das influências de Marise Marra. Pelo time de músicos dá pra ver que guitarra é com ela mesmo. Marise Marra, guitarrista e cantora, está lançando o terceiro disco de estúdio da carreira, Funny Love. Diferente de Arrebatador Noite ProibidaFunny Love carrega toques da MPB, do pop e do drum 'n' bass, mas sem perder a pegada rock 'n' roll. A Billboard Brasil conversou com a guitarrista sobre o novo trabalho e a dificuldade de ser uma mulher no mundo dos guitarristas. Qual a diferença do Funny Love para seus dois trabalhos anteriores? Esse é o meu disco mais natural, o mais desencanado. Está bem solto, com uma linguagem diferente dos outros, mais suingado. Apesar das misturas, não tive a preocupação em deixá-lo mais pop; se pensasse nisso ele seria mentiroso. Em Funny Love, você trabalha com o produtor Brendan Duffey (já trabalhou com Angra, Kiko Loureiro). O que ele somou ao trabalho? Ele tem um ouvido absurdo para rock ‘n’ roll. Ele ajudou muito na escolha de timbres da guitarra, nos efeitos e na gravação de voz. O caminho para uma guitarrista mulher é mais difícil? Seja em qualquer função a mulher é mais cobrada e vista sempre com outros olhos, principalmente numa área predominantemente masculina. Mas pra mim é pura dor de cotovelo, não ligo muito. E hoje já tem mudado, tem muita baterista, guitarrista boa na música.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“É o meu trabalho mais desencanado”, diz Marise Marra sobre novo disco

por em 05/05/2015
P
or Rodrigo Amaral da Rocha
Jimi Hendrix, Luiz Carlini, Pepeu Gomes, Jimi Page, Rita Lee e Cássia Eller são algumas das influências de Marise Marra. Pelo time de músicos dá pra ver que guitarra é com ela mesmo. Marise Marra, guitarrista e cantora, está lançando o terceiro disco de estúdio da carreira, Funny Love. Diferente de Arrebatador Noite ProibidaFunny Love carrega toques da MPB, do pop e do drum 'n' bass, mas sem perder a pegada rock 'n' roll. A Billboard Brasil conversou com a guitarrista sobre o novo trabalho e a dificuldade de ser uma mulher no mundo dos guitarristas. Qual a diferença do Funny Love para seus dois trabalhos anteriores? Esse é o meu disco mais natural, o mais desencanado. Está bem solto, com uma linguagem diferente dos outros, mais suingado. Apesar das misturas, não tive a preocupação em deixá-lo mais pop; se pensasse nisso ele seria mentiroso. Em Funny Love, você trabalha com o produtor Brendan Duffey (já trabalhou com Angra, Kiko Loureiro). O que ele somou ao trabalho? Ele tem um ouvido absurdo para rock ‘n’ roll. Ele ajudou muito na escolha de timbres da guitarra, nos efeitos e na gravação de voz. O caminho para uma guitarrista mulher é mais difícil? Seja em qualquer função a mulher é mais cobrada e vista sempre com outros olhos, principalmente numa área predominantemente masculina. Mas pra mim é pura dor de cotovelo, não ligo muito. E hoje já tem mudado, tem muita baterista, guitarrista boa na música.