NOTÍCIAS

Elza Soares faz pré-estreia de novo álbum para poucos

por em 23/09/2015
P
or Rodrigo Amaral da Rocha
Para uma plateia pequena e exclusiva no garboso bar Baretto, do Hotel Fasano, Elza Soares apresentou pela primeira vez o repertório ao vivo de seu novo CD. Com formação diferente da que acompanhará a cantora nos próximos shows, a diva comprovou que de frágil só a sua coluna. Intérprete versátil, Elza já fez do samba sua grande morada, já flertou com a música eletrônica, já cantou a (sua) dor como ninguém e se dá o luxo de descobrir, aos 78 anos de idade, uma nova fase, digamos, mais rock ‘n’roll. Com A Mulher Do Fim Do Mundo, Elza – junto aos músicos Rodrigo Campos, Marcelo Cabral, Kiko Dinucci, Rômulo Fróes, Felipe Roseno e Guilherme Kastrup – descobre uma sonoridade urbana, com letras sobre o cotidiano e cheia de ruídos de guitarra e batidas cruas.

Elza Soares 5974

Na pesada “Benedita”, história sobre um travesti, Elza solta o vozeirão no que poderia ser uma canção de metal. Em “Firmeza”, a cantora trava um diálogo bem paulistano com o Rodrigo Campos. Assim como no álbum Do Cóccix Até O Pescoço, Elza serve de musa inspiradora para os compositores, como quando conta sobre a violência da mulher em “Maria Da Vila Matilde”, ou na prova maior do verso da faixa que leva o nome do disco (“Me deixem cantar até o fim”). Ouça "Luz Vermelha", segundo single de A Mulher Do Fim Do Mundo Na apresentação intimista, Elza também cantou músicas que devem seguir no repertório da turnê do próximo trabalho, como “A Carne” e os sambas “Malandro” e “Pressentimento”. A Mulher Do Fim Do Mundo marca mais um de tantos retornos desta cantora cheia de história e já tem de tudo para ser um dos grandes lançamentos deste ano. É só deixar Elza cantar até o fim. Os shows de lançamento do álbum ocorrem no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, nos dias 3 e 4 de outubro.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Elza Soares faz pré-estreia de novo álbum para poucos

por em 23/09/2015
P
or Rodrigo Amaral da Rocha
Para uma plateia pequena e exclusiva no garboso bar Baretto, do Hotel Fasano, Elza Soares apresentou pela primeira vez o repertório ao vivo de seu novo CD. Com formação diferente da que acompanhará a cantora nos próximos shows, a diva comprovou que de frágil só a sua coluna. Intérprete versátil, Elza já fez do samba sua grande morada, já flertou com a música eletrônica, já cantou a (sua) dor como ninguém e se dá o luxo de descobrir, aos 78 anos de idade, uma nova fase, digamos, mais rock ‘n’roll. Com A Mulher Do Fim Do Mundo, Elza – junto aos músicos Rodrigo Campos, Marcelo Cabral, Kiko Dinucci, Rômulo Fróes, Felipe Roseno e Guilherme Kastrup – descobre uma sonoridade urbana, com letras sobre o cotidiano e cheia de ruídos de guitarra e batidas cruas.

Elza Soares 5974

Na pesada “Benedita”, história sobre um travesti, Elza solta o vozeirão no que poderia ser uma canção de metal. Em “Firmeza”, a cantora trava um diálogo bem paulistano com o Rodrigo Campos. Assim como no álbum Do Cóccix Até O Pescoço, Elza serve de musa inspiradora para os compositores, como quando conta sobre a violência da mulher em “Maria Da Vila Matilde”, ou na prova maior do verso da faixa que leva o nome do disco (“Me deixem cantar até o fim”). Ouça "Luz Vermelha", segundo single de A Mulher Do Fim Do Mundo Na apresentação intimista, Elza também cantou músicas que devem seguir no repertório da turnê do próximo trabalho, como “A Carne” e os sambas “Malandro” e “Pressentimento”. A Mulher Do Fim Do Mundo marca mais um de tantos retornos desta cantora cheia de história e já tem de tudo para ser um dos grandes lançamentos deste ano. É só deixar Elza cantar até o fim. Os shows de lançamento do álbum ocorrem no Auditório Ibirapuera, em São Paulo, nos dias 3 e 4 de outubro.