NOTÍCIAS

Escolhas musicais no Oscar geram polêmicas

por em 29/02/2016
O co
mediante Chris Rock foi o apresentador da 88ª edição do Oscar, realizada na noite de ontem (28/02) e entrou no palco ao som de “Fight The Power”, de Public Enemy, que também tocou no final da cerimônia. Ao longo das quatro horas de apresentação, Rock atacou Hollywood, apelidando-os do "Peoples Choice Awards de brancos". SAM SMITH E DOC. SOBRE AMY LEVAM O OSCAR Chuck D, integrante do Public Enemy, criticou a seleção de músicas dos prêmios. "A música "Fight The Power" está além de mim e do grupo. O objetivo da música é uma chamada para fazer a mudança, não apenas aplaudir o pensamento", tuitou. "A arte de falar. Lute contra o poder. Faça mudanças. Exija respeito. Faça seus próprios prêmios DIREITO e dê aos artistas e atores independentes a chance de ganhar a vida". KESHA PARABENIZA LADY GAGA POR APRESENTAÇÃO NO OSCAR Outra escolha musical que causou polêmica foi a trilha sonora usada durante prêmio de Melhor Filme Estrangeiro. As óperas de Richard Wagner (1813-1883) são amadas por muitos e sua famosa “Ride Of The Valkyries” faz parte do conhecimento popular desde o seu uso no filme de Francis Ford Coppola Apocalypse Now, de 1979. Mas, como compositor favorito de Hitler e notável anti-semita, Wagner também está intimamente ligado com o nazismo e o racismo. 10 MOMENTOS MUSICAIS DO OSCAR 2016 Portanto sua escolha como trilha do discurso de aceitação do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, que se passa no campo de concentração de Auschwitz, gerou bastante polêmica. A música começou a tocar quando o diretor do filme Filho de Saul subiu ao palco, mas rapidamente foi trocada para o tema de Indiana Jones.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Escolhas musicais no Oscar geram polêmicas

por em 29/02/2016
O co
mediante Chris Rock foi o apresentador da 88ª edição do Oscar, realizada na noite de ontem (28/02) e entrou no palco ao som de “Fight The Power”, de Public Enemy, que também tocou no final da cerimônia. Ao longo das quatro horas de apresentação, Rock atacou Hollywood, apelidando-os do "Peoples Choice Awards de brancos". SAM SMITH E DOC. SOBRE AMY LEVAM O OSCAR Chuck D, integrante do Public Enemy, criticou a seleção de músicas dos prêmios. "A música "Fight The Power" está além de mim e do grupo. O objetivo da música é uma chamada para fazer a mudança, não apenas aplaudir o pensamento", tuitou. "A arte de falar. Lute contra o poder. Faça mudanças. Exija respeito. Faça seus próprios prêmios DIREITO e dê aos artistas e atores independentes a chance de ganhar a vida". KESHA PARABENIZA LADY GAGA POR APRESENTAÇÃO NO OSCAR Outra escolha musical que causou polêmica foi a trilha sonora usada durante prêmio de Melhor Filme Estrangeiro. As óperas de Richard Wagner (1813-1883) são amadas por muitos e sua famosa “Ride Of The Valkyries” faz parte do conhecimento popular desde o seu uso no filme de Francis Ford Coppola Apocalypse Now, de 1979. Mas, como compositor favorito de Hitler e notável anti-semita, Wagner também está intimamente ligado com o nazismo e o racismo. 10 MOMENTOS MUSICAIS DO OSCAR 2016 Portanto sua escolha como trilha do discurso de aceitação do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, que se passa no campo de concentração de Auschwitz, gerou bastante polêmica. A música começou a tocar quando o diretor do filme Filho de Saul subiu ao palco, mas rapidamente foi trocada para o tema de Indiana Jones.