NOTÍCIAS

Febre entre adolescentes, R5 volta ao Brasil

Banda formada por irmãos se apresenta no país pelo quarto ano seguido

por Rebecca Silva em 22/11/2017

Os integrantes da banda R5, formada pelos irmãos Riker, Rocky, Ross e Rydell Lynch com o amigo de família Ellington Lee Rattliff, já podem se considerar meio brasileiros. Eles desembarcam no nosso país pelo quarto ano seguido nesta semana para show único em São Paulo, neste domingo (26/11). Mas as visitas constantes ao país não fizeram com que os integrantes passassem do português básico.

Em conversa com o baixista Riker, ele revelou que a única coisa que sabe dizer é "obrigado". Mas, ao insistir um pouco, descobri que ele também sabe dizer "caipirinha". "A primeira coisa que vamos fazer ao chegar aí é ir para um bom restaurante para beber caipirinha. Ou quatro". Típico de gringo, né?

O R5 foi formado em 2009, mas o disco de estreia, Louder, só foi lançado em 2013. O líder e vocalista, Ross, ficou conhecido por interpretar o personagem Austin, no programa do Disney Channel Austin & Ally, entre 2011 e 2016. No início do grupo, as redes sociais não eram tão importantes quanto hoje e é inegável o impacto das plataformas no sucesso do grupo. "O principal motivo que nos ajudou a viajar o mundo em turnê foram as redes sociais, era a forma que as pessoas acabavam nos conhecendo e divulgando nosso trabalho e também era como ficávamos sabendo que tínhamos fãs em determinados lugares. O Brasil está no Top 3 dos nossos maiores mercados, onde mais temos fãs", explicou Riker. Ainda que suas músicas não toquem nas rádios ou eles não apareçam na mídia mainstream, é a internet que ajuda a difundir o trabalho do R5 por aqui, fazendo com que eles venham pelo quarto ano seguido se apresentar no país. No Spotify, São Paulo é a quinta cidade que mais ouve a banda no mundo.

R5

Podemos dizer que eles são uma espécie de sucessores de grupos como Jonas Brothers e Hanson, com irmãos que tocam seus próprios instrumentos, em vez da imagem clássica de uma boyband que capricha nas coreografias e no visual. No novo EP, New Addictions, lançado em abril deste ano, o grupo investiu em uma nova sonoridade, com músicas menos pautadas no pop/rock e mais focadas no R&B. Riker afirma que a mudança foi natural, de acordo com o cenário musical atual. "A base do nosso trabalho continua sendo o rock, mas genuinamente gostamos de todos os gêneros musicais. O mundo mudou. Queen, Bruce Springsteen e Prince continuam sendo referências para mim. Mas acho que Bruno Mars é o maior nome atualmente". A paixão pelo rock continua viva em homenagens feitas pelo grupo, tanto à Prince ["Perdemos uma lenda. Celebramos sua vida e seu legado com uma versão de "Let's Go Crazy" na turnê"] quanto ao INXS, com a releitura de "Need You Tonight" no novo EP.

Sobre o futuro, ele descarta a possibilidade de lançamento de um novo álbum, com a justificativa de que os tempos mudaram, e aposta em uma parceria com Demi Lovato no futuro próximo. "Por que deixar seus fãs esperando um ano para ouvir um disco com 12 músicas se você pode lançá-las logo após gravar? Um dueto com uma garota seria demais. Há algumas semanas, encontramos com Demi. É algo que vejo acontecendo. Ou uma música, ou uma turnê em parceria. Ela tem uma vibe legal e é aberta às possibilidades". Será?

 

Serviço:
R5 – Turnê New Addictions
Audio – São Paulo
26/11 – 18h
Ingressos: de R$ 175 a R$ 600 nas bilheterias ou no site.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Febre entre adolescentes, R5 volta ao Brasil

Banda formada por irmãos se apresenta no país pelo quarto ano seguido

por Rebecca Silva em 22/11/2017

Os integrantes da banda R5, formada pelos irmãos Riker, Rocky, Ross e Rydell Lynch com o amigo de família Ellington Lee Rattliff, já podem se considerar meio brasileiros. Eles desembarcam no nosso país pelo quarto ano seguido nesta semana para show único em São Paulo, neste domingo (26/11). Mas as visitas constantes ao país não fizeram com que os integrantes passassem do português básico.

Em conversa com o baixista Riker, ele revelou que a única coisa que sabe dizer é "obrigado". Mas, ao insistir um pouco, descobri que ele também sabe dizer "caipirinha". "A primeira coisa que vamos fazer ao chegar aí é ir para um bom restaurante para beber caipirinha. Ou quatro". Típico de gringo, né?

O R5 foi formado em 2009, mas o disco de estreia, Louder, só foi lançado em 2013. O líder e vocalista, Ross, ficou conhecido por interpretar o personagem Austin, no programa do Disney Channel Austin & Ally, entre 2011 e 2016. No início do grupo, as redes sociais não eram tão importantes quanto hoje e é inegável o impacto das plataformas no sucesso do grupo. "O principal motivo que nos ajudou a viajar o mundo em turnê foram as redes sociais, era a forma que as pessoas acabavam nos conhecendo e divulgando nosso trabalho e também era como ficávamos sabendo que tínhamos fãs em determinados lugares. O Brasil está no Top 3 dos nossos maiores mercados, onde mais temos fãs", explicou Riker. Ainda que suas músicas não toquem nas rádios ou eles não apareçam na mídia mainstream, é a internet que ajuda a difundir o trabalho do R5 por aqui, fazendo com que eles venham pelo quarto ano seguido se apresentar no país. No Spotify, São Paulo é a quinta cidade que mais ouve a banda no mundo.

R5

Podemos dizer que eles são uma espécie de sucessores de grupos como Jonas Brothers e Hanson, com irmãos que tocam seus próprios instrumentos, em vez da imagem clássica de uma boyband que capricha nas coreografias e no visual. No novo EP, New Addictions, lançado em abril deste ano, o grupo investiu em uma nova sonoridade, com músicas menos pautadas no pop/rock e mais focadas no R&B. Riker afirma que a mudança foi natural, de acordo com o cenário musical atual. "A base do nosso trabalho continua sendo o rock, mas genuinamente gostamos de todos os gêneros musicais. O mundo mudou. Queen, Bruce Springsteen e Prince continuam sendo referências para mim. Mas acho que Bruno Mars é o maior nome atualmente". A paixão pelo rock continua viva em homenagens feitas pelo grupo, tanto à Prince ["Perdemos uma lenda. Celebramos sua vida e seu legado com uma versão de "Let's Go Crazy" na turnê"] quanto ao INXS, com a releitura de "Need You Tonight" no novo EP.

Sobre o futuro, ele descarta a possibilidade de lançamento de um novo álbum, com a justificativa de que os tempos mudaram, e aposta em uma parceria com Demi Lovato no futuro próximo. "Por que deixar seus fãs esperando um ano para ouvir um disco com 12 músicas se você pode lançá-las logo após gravar? Um dueto com uma garota seria demais. Há algumas semanas, encontramos com Demi. É algo que vejo acontecendo. Ou uma música, ou uma turnê em parceria. Ela tem uma vibe legal e é aberta às possibilidades". Será?

 

Serviço:
R5 – Turnê New Addictions
Audio – São Paulo
26/11 – 18h
Ingressos: de R$ 175 a R$ 600 nas bilheterias ou no site.