NOTÍCIAS

Grammy Awards: As dez melhores performances 2000-2013

por em 24/01/2014
Imagem: Divulgação

Com toneladas de apresentações programadas para o próximo Grammy Awards, que será realizado no próximo dia 26, é natural se esperar performances épicas e encontros únicos, especialmente ao considerar as apresentações inesquecíveis que o Grammy já proporcionou nos últimos dez anos.

Pensando nisso, a Billboard preparou um esquenta com as top 10 performances do Grammy Awards vistas neste milênio. Confira:

10. O Retorno da Adele, 2012


Adele - Rolling In The Deep - Grammy's 2012 por IdolxMuzic

Depois de uma cirurgia na garganta que ameaçou a sua carreira e a obrigou cancelar metade da sua turnê mundial de 2011, Adele voltou ao palco de maneira triunfal durante o Grammy de 2012. Para garantir ao público que estava recuperada, a cantora cantou os primeiros versos do hit “Rolling In The Deep” a cappella.

9. Gorillaz, Madonna & De La Soul, 2006

A 48ª edição do Grammy começou de maneira atípica: com uma banda fictícia. O Gorillaz, que naquele ano concorria ao gramofone de Gravação do Ano por “Feel Good Inc.”, juntou-se a versão real do De La Soul e a um holograma de Madonna, que mais tarde apareceu em carne e osso para apresentar o hit “Hung Up”.

8. Radiohead & the USC Marching Band, 2009


Radiohead - 15 Step por Alisvideo

O Radiohead pode até ter evitado a indústria fonográfica ao lançar o disco In Rainbows (2007) no esquema “pague o quanto quiser”, mas o Grammy de 2009 provou que a banda ainda poderia se relacionar com a mídia com uma performance inesquecível de Thom Yorke e seus companheiros.

7. Kanye West & Daft Punk, 2008

Quando Kanye West lançou “Stronger”, em 2007, parecia óbvio que um dia o rapper iria se juntar ao Daft Punk – de quem ele sampleou a melodia – para apresentar a faixa. E na 50ª edição do Grammy foi exatamente isso que aconteceu. A parceria marcou a carreira de West e representou uma das poucas – e raras - aparições públicas do duo francês.

6. Lady Gaga & Elton John, 2010

A apresentação de Lady Gaga na 52ª edição do Grammy Awards foi clássica não somente por seu dom teatral de costume, mas especialmente pelo dueto com Elton John em “Speechless” e “Your Song”. A melhor parte na opinião da Billboard? O piano conjunto da dupla.

5. T.I., Jay Z, M.I.A., Lil Wayne & Kanye, 2009


LIVE Kanye West Jay Z Lil Wayne T.i... por NeKsoN

A performance conjunta de T.I., Jay Z, M.I.A., Lil Wayne e Kanye West deu um gostinho do que poderia ser um supergrupo de rap ou, melhor descrevendo, o time dos sonhos do hip-hop. O quinteto uniu forças para apresentar “Swagga Like Us”, com destaque para o esforço admirável de M.I.A, que deu à luz apenas três dias depois da premiação.

4. Melissa Etheridge & Joss Stone, 2005

Melissa Etheridge e Joss Stone podem parecer uma dupla improvável, mas quando você coloca Janis Joplin na equação tudo parece fazer sentido. A potência vocal das cantoras rendeu ao Grammy de 2005 uma homenagem poderosa à saudosa cantora. Além disso, a parceria representou o retorno triunfal de Melissa aos palcos após ela ter sido diagnosticada com câncer de mama um ano antes.

3. Jennifer Hudson – Tributo a Whitney Houston, 2012

A morte prematura de Whitney Houston na véspera do Grammy, em 2012, desanimou os fãs e diminuiu muito a expectativa para a premiação, que é planejada exaustivamente com meses de antecedência.  Jennifer Hudson foi escalada de última hora para prestar uma merecida e dolorosa homenagem à cantora, e foi gigante em sua apresentação de “I Will Always Love You”.

2. Eminem & Elton John, 2001

Eminem enfureceu a Aliança dos Gays & Lésbicas Contra Difamação com seu álbum de estreia, The Marshall Mathers LP, que trazia letras polêmicas e sugestivas em favor da homofobia. A organização bem que tentou protestar contra a participação do rapper no Grammy, mas tudo se acalmou quando Elton John se uniu a ele para a apresentação de “Stan”, em um momento musicalmente poderoso e também politizado.

1. P!nk, 2010

Para a 52ª edição do Grammy, P!nk decorou algumas páginas do manual do Cirque Du Soleil e entregou uma apresentação de parar o trânsito: graciosa, acrobática e vocalmente brilhante. Naquela noite, a cantora não levou nenhum gramofone para casa, mas graças à impactante performance de “Glitter In The Air”, ela foi a artista mais comentada no dia seguinte. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
4
Dona Maria (Part. Jorge)
Thiago Brava
5
Não Era Você
João Bosco & Vinicius
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Grammy Awards: As dez melhores performances 2000-2013

por em 24/01/2014
Imagem: Divulgação

Com toneladas de apresentações programadas para o próximo Grammy Awards, que será realizado no próximo dia 26, é natural se esperar performances épicas e encontros únicos, especialmente ao considerar as apresentações inesquecíveis que o Grammy já proporcionou nos últimos dez anos.

Pensando nisso, a Billboard preparou um esquenta com as top 10 performances do Grammy Awards vistas neste milênio. Confira:

10. O Retorno da Adele, 2012


Adele - Rolling In The Deep - Grammy's 2012 por IdolxMuzic

Depois de uma cirurgia na garganta que ameaçou a sua carreira e a obrigou cancelar metade da sua turnê mundial de 2011, Adele voltou ao palco de maneira triunfal durante o Grammy de 2012. Para garantir ao público que estava recuperada, a cantora cantou os primeiros versos do hit “Rolling In The Deep” a cappella.

9. Gorillaz, Madonna & De La Soul, 2006

A 48ª edição do Grammy começou de maneira atípica: com uma banda fictícia. O Gorillaz, que naquele ano concorria ao gramofone de Gravação do Ano por “Feel Good Inc.”, juntou-se a versão real do De La Soul e a um holograma de Madonna, que mais tarde apareceu em carne e osso para apresentar o hit “Hung Up”.

8. Radiohead & the USC Marching Band, 2009


Radiohead - 15 Step por Alisvideo

O Radiohead pode até ter evitado a indústria fonográfica ao lançar o disco In Rainbows (2007) no esquema “pague o quanto quiser”, mas o Grammy de 2009 provou que a banda ainda poderia se relacionar com a mídia com uma performance inesquecível de Thom Yorke e seus companheiros.

7. Kanye West & Daft Punk, 2008

Quando Kanye West lançou “Stronger”, em 2007, parecia óbvio que um dia o rapper iria se juntar ao Daft Punk – de quem ele sampleou a melodia – para apresentar a faixa. E na 50ª edição do Grammy foi exatamente isso que aconteceu. A parceria marcou a carreira de West e representou uma das poucas – e raras - aparições públicas do duo francês.

6. Lady Gaga & Elton John, 2010

A apresentação de Lady Gaga na 52ª edição do Grammy Awards foi clássica não somente por seu dom teatral de costume, mas especialmente pelo dueto com Elton John em “Speechless” e “Your Song”. A melhor parte na opinião da Billboard? O piano conjunto da dupla.

5. T.I., Jay Z, M.I.A., Lil Wayne & Kanye, 2009


LIVE Kanye West Jay Z Lil Wayne T.i... por NeKsoN

A performance conjunta de T.I., Jay Z, M.I.A., Lil Wayne e Kanye West deu um gostinho do que poderia ser um supergrupo de rap ou, melhor descrevendo, o time dos sonhos do hip-hop. O quinteto uniu forças para apresentar “Swagga Like Us”, com destaque para o esforço admirável de M.I.A, que deu à luz apenas três dias depois da premiação.

4. Melissa Etheridge & Joss Stone, 2005

Melissa Etheridge e Joss Stone podem parecer uma dupla improvável, mas quando você coloca Janis Joplin na equação tudo parece fazer sentido. A potência vocal das cantoras rendeu ao Grammy de 2005 uma homenagem poderosa à saudosa cantora. Além disso, a parceria representou o retorno triunfal de Melissa aos palcos após ela ter sido diagnosticada com câncer de mama um ano antes.

3. Jennifer Hudson – Tributo a Whitney Houston, 2012

A morte prematura de Whitney Houston na véspera do Grammy, em 2012, desanimou os fãs e diminuiu muito a expectativa para a premiação, que é planejada exaustivamente com meses de antecedência.  Jennifer Hudson foi escalada de última hora para prestar uma merecida e dolorosa homenagem à cantora, e foi gigante em sua apresentação de “I Will Always Love You”.

2. Eminem & Elton John, 2001

Eminem enfureceu a Aliança dos Gays & Lésbicas Contra Difamação com seu álbum de estreia, The Marshall Mathers LP, que trazia letras polêmicas e sugestivas em favor da homofobia. A organização bem que tentou protestar contra a participação do rapper no Grammy, mas tudo se acalmou quando Elton John se uniu a ele para a apresentação de “Stan”, em um momento musicalmente poderoso e também politizado.

1. P!nk, 2010

Para a 52ª edição do Grammy, P!nk decorou algumas páginas do manual do Cirque Du Soleil e entregou uma apresentação de parar o trânsito: graciosa, acrobática e vocalmente brilhante. Naquela noite, a cantora não levou nenhum gramofone para casa, mas graças à impactante performance de “Glitter In The Air”, ela foi a artista mais comentada no dia seguinte.