NOTÍCIAS

Grammy coroa hit de Sam Smith e álbum de Beck

por em 09/02/2015
A 57
ª edição do Grammy, realizada ontem (08/02) em Los Angeles, coroou dois artistas nas principais categorias: Beck e o aclamado Morning Phase levaram o prêmio de Álbum do Ano, e Sam Smith, com o hit “Stay With Me”, arrebatou os gramofones de Canção do Ano, Gravação do Ano e Artista Revelação. A tônica da cerimônia foram as performances de baladas lentas, intimistas e, muitas vezes, baseadas apenas em voz e piano. Com exceção da abertura hard rock do AC/DC, a maioria dos artistas fez apresentações sem tanto peso performático ou propostas grandiosas. Até Gwen Stefani e Adam Levine, conhecidos por seus pops dançantes, jogaram-se na calmaria. Pelo menos, Madonna mandou ver numa apresentação poderosa de seu novo single, "Living For Love". Depois de Sam Smith, previsivelmente, levar o prêmio de Revelação, Pharrell – um dos mais ousados da noite, apresentando “Happy” numa roupagem orquestrada com algo de gospel – demonstrou surpresa ao ganhar o prêmio de Melhor Performance Pop. “Não vou deixar esse momento estranho”, disse o músico. O mega-hit superou candidatos à Canção do Ano, como “Chandelier”, de Sia, e “Shake It Off”, de Taylor Swift. Com um foco de luz e, como de costume, sozinho no palco, Kanye West apresentou a emotiva “Only One” – com o onipresente autotune. Em seguida, Smith abocanhou mais um gramofone, o de Melhor Performance Vocal Pop, também por “Stay With Me”. Um dos principais vencedores da noite, Beck, conseguiu seu primeiro prêmio com Morning Phase ganhando Melhor Álbum de Rock. Logo depois, Ed Sheeran subiu ao palco com John Mayer, fazendo backing vocal e a guitarra solo para o hit “Thinking Out Loud”. O ruivo já revelou que Mayer é um de seus maiores ídolos no mundo da música. É possível, inclusive, enxergar a influência do músico americano na faixa apresentada. Em seguida, Sheeran anunciou Jeff Lynne e sua Eletric Light Orchestra. "Evil Woman" e “Mr. Blue Sky” fizeram Paul McCartney aplaudir de pé e as garotas do Haim também se animaram. Após as parcerias de Hozier e Annie Lenox, Lady Gaga e Tony Bennett, além de um show – também intimista – de Katy Perry, foi a hora da presença mais do que especial de Stevie Wonder no palco. A lenda apareceu nos momentos finais da performance de Usher de “If It’s Magic”, em um solo de gaita, e foi aplaudida de pé. O trio Kanye West, Rihanna e Paul McCartney fez uma das melhores apresentações da noite com “FourFiveSeconds”. Enquanto o beatle era mais discreto nos backing vocals, a caribenha e o rapper caprichavam na presença de palco. grammy fourfive Depois de Sam Smith e Mary J. Blige apresentarem a grande vencedora da noite, “Stay With Me”, outro ícone da música fez o público se levantar de suas cadeiras. Prince adentrava o palco para anunciar o vencedor de Álbum do Ano. “Álbuns... Vocês ainda lembram-se deles?”, perguntou o músico com ironia. O prêmio de Álbum do Ano fez a frase “Who Is Beck?” ir para os trending topics do Twitter. beck grammy Depois de Sia apresentar “Chandelier” – de costas, como esperado –, Max Martin levou o prêmio de Produtor do Ano e Enrique Iglesias subiu ao palco para o anúncio de “Stay With Me”, de Sam Smith, como a Canção do Ano. O britânico ainda receberia o prêmio de Gravação do Ano, das mãos de Jamie Foxx e Stevie Wonder, pela faixa. sam smithh O fechamento da noite ficou por conta do combo Beyoncé, seguida de Common e John Legend apresentando a faixa “Glory”, carro-chefe da trilha do filme Selma.   Confira todos os vencedores: Gravação do Ano "Stay With Me" – Sam Smith Música do Ano "Stay With Me" – Sam Smith Álbum do Ano Beck - Morning Phase Artista Revelação Sam Smith Melhor Álbum Country Platinum – Miranda Lambert Melhor Performance Pop Pharrell Williams - "Happy" Melhor Álbum Pop Vocal Sam Smith - In The Lonely Hour Melhor Álbum Rock Beck - Morning Phase Melhor Performance R&B Beyoncé part. Jay Z - "Drunk In Love" Melhor Duo Pop/ Performance em Grupo A Great Big World With Christina Aguilera – "Say Something" Melhor Álbum Tradicional Pop Vocal Tony Bennett & Lady Gaga - Cheek To Cheek Melhor Performance Rock Jack White – Lazaretto Melhor Performance Metal Tenacious D – The Last In Line Melhor Canção Rock Paramore – "Ain't It Fun" - Hayley Williams & Taylor York, autores Melhor Álbum Alternativo Rock St. Vincent - St. Vincent Melhor Performance Rap Kendrick Lamar – "i"" Melhor Colaboração Rap Eminem part. Rihanna – "The Monster" Melhor Canção Rap? Kendrick Lamar - "i" K. Duckworth & C. Smith, autores Melhor Álbum Rap Eminem - The Marshall Mathers LP2 Melhor Performance Tradicional R&B Jesus Children - Robert Glasper Experiment part. Lalah Hathaway & Malcolm-Jamal Warner Melhor Canção R&B Beyoncé part. Jay Z - "Drunk In Love" - Shawn Carter, Rasool Diaz, Noel Fisher, Jerome Harmon, Beyoncé Knowles, Timothy Mosely, Andre Eric Proctor & Brian Soko, autores Melhor Álbum Urbano Contemporâneo Pharrell Williams – Girl Melhor Álbum R&B Toni Braxton & Babyface - Love, Marriage & Divorce Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo Chris Thile & Edgar Meyer - Bass & Mandolin Melhor Álbum Eletrônico/Dance Aphex Twin - Syro Melhor Gravação Dance Clean Bandit part. Jess Glynne - "Rather Be" Melhor Coletânea para Trilha-Sonora Frozen - Kristen Anderson-Lopez, Robert Lopez, Tom MacDougall & Chris Montan, produtores Melhor Trilha-Sonora Original Grande Hotel Budapeste - Alexandre Desplat, compositor Melhor Canção para Trilha-Sonora "Let It Go" de Frozen - Kristen Anderson-Lopez & Robert Lopez, autores (Idina Menzel) Melhor Performance Country Carrie Underwood – "Something In The Water" Melhor Duo/Performance Grupo Country The Band Perry – "Gentle On My Mind" Melhor Canção Country "I'm Not Gonna Miss You" - Glen Campbell & Julian Raymond, autores (Glen Campbell) Melhor Álbum Bluegrass The Earls Of Leicester - The Earls Of Leicester Melhor Performance Roots Norte-Americano Rosanne Cash – "A Feather's Not A Bird" Melhor Canção Roots Rosanne Cash – "A Feather's Not A Bird" Melhor Álbum Americana Rosanne Cash - The River & The Thread Melhor Álbum Folk Old Crow Medicine Show - Remedy Melhor Videoclipe Pharrell Williams – "Happy" Melhor Composição Instrumental John Williams - "The Book Thief" Melhor Arranjo Instrumental ou A Cappella Pentatonix - "Daft Punk" Melhor Arranjo, Instrumental e Vocal Billy Childs - "New York Tendaberry" Melhor Pacote de Gravação Pearl Jam - Lightning Bolt - Jeff Ament, Don Pendleton, Joe Spix & Jerome Turner, diretores de arte Melhores Notas de um Álbum Ashley Kahn, John Coltrane - Offering: Live At Temple University Melhor Engenharia de Som, Não Clássico Beck - Morning Phase - Tom Elmhirst, David Greenbaum, Florian Lagatta, Cole Marsden Greif-Neill, Robbie Nelson, Darrell Thorp, Cassidy Turbin & Joe Visciano, engenheiros; Bob Ludwig, engenheiros de som Melhor Álbum Surround Sound Beyoncé - Beyoncé - Elliot Scheiner, engenheiro de mixagem; Bob Ludwig, engenheiro de mixagem; Beyoncé Knowles, produtora de mixagem
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Grammy coroa hit de Sam Smith e álbum de Beck

por em 09/02/2015
A 57
ª edição do Grammy, realizada ontem (08/02) em Los Angeles, coroou dois artistas nas principais categorias: Beck e o aclamado Morning Phase levaram o prêmio de Álbum do Ano, e Sam Smith, com o hit “Stay With Me”, arrebatou os gramofones de Canção do Ano, Gravação do Ano e Artista Revelação. A tônica da cerimônia foram as performances de baladas lentas, intimistas e, muitas vezes, baseadas apenas em voz e piano. Com exceção da abertura hard rock do AC/DC, a maioria dos artistas fez apresentações sem tanto peso performático ou propostas grandiosas. Até Gwen Stefani e Adam Levine, conhecidos por seus pops dançantes, jogaram-se na calmaria. Pelo menos, Madonna mandou ver numa apresentação poderosa de seu novo single, "Living For Love". Depois de Sam Smith, previsivelmente, levar o prêmio de Revelação, Pharrell – um dos mais ousados da noite, apresentando “Happy” numa roupagem orquestrada com algo de gospel – demonstrou surpresa ao ganhar o prêmio de Melhor Performance Pop. “Não vou deixar esse momento estranho”, disse o músico. O mega-hit superou candidatos à Canção do Ano, como “Chandelier”, de Sia, e “Shake It Off”, de Taylor Swift. Com um foco de luz e, como de costume, sozinho no palco, Kanye West apresentou a emotiva “Only One” – com o onipresente autotune. Em seguida, Smith abocanhou mais um gramofone, o de Melhor Performance Vocal Pop, também por “Stay With Me”. Um dos principais vencedores da noite, Beck, conseguiu seu primeiro prêmio com Morning Phase ganhando Melhor Álbum de Rock. Logo depois, Ed Sheeran subiu ao palco com John Mayer, fazendo backing vocal e a guitarra solo para o hit “Thinking Out Loud”. O ruivo já revelou que Mayer é um de seus maiores ídolos no mundo da música. É possível, inclusive, enxergar a influência do músico americano na faixa apresentada. Em seguida, Sheeran anunciou Jeff Lynne e sua Eletric Light Orchestra. "Evil Woman" e “Mr. Blue Sky” fizeram Paul McCartney aplaudir de pé e as garotas do Haim também se animaram. Após as parcerias de Hozier e Annie Lenox, Lady Gaga e Tony Bennett, além de um show – também intimista – de Katy Perry, foi a hora da presença mais do que especial de Stevie Wonder no palco. A lenda apareceu nos momentos finais da performance de Usher de “If It’s Magic”, em um solo de gaita, e foi aplaudida de pé. O trio Kanye West, Rihanna e Paul McCartney fez uma das melhores apresentações da noite com “FourFiveSeconds”. Enquanto o beatle era mais discreto nos backing vocals, a caribenha e o rapper caprichavam na presença de palco. grammy fourfive Depois de Sam Smith e Mary J. Blige apresentarem a grande vencedora da noite, “Stay With Me”, outro ícone da música fez o público se levantar de suas cadeiras. Prince adentrava o palco para anunciar o vencedor de Álbum do Ano. “Álbuns... Vocês ainda lembram-se deles?”, perguntou o músico com ironia. O prêmio de Álbum do Ano fez a frase “Who Is Beck?” ir para os trending topics do Twitter. beck grammy Depois de Sia apresentar “Chandelier” – de costas, como esperado –, Max Martin levou o prêmio de Produtor do Ano e Enrique Iglesias subiu ao palco para o anúncio de “Stay With Me”, de Sam Smith, como a Canção do Ano. O britânico ainda receberia o prêmio de Gravação do Ano, das mãos de Jamie Foxx e Stevie Wonder, pela faixa. sam smithh O fechamento da noite ficou por conta do combo Beyoncé, seguida de Common e John Legend apresentando a faixa “Glory”, carro-chefe da trilha do filme Selma.   Confira todos os vencedores: Gravação do Ano "Stay With Me" – Sam Smith Música do Ano "Stay With Me" – Sam Smith Álbum do Ano Beck - Morning Phase Artista Revelação Sam Smith Melhor Álbum Country Platinum – Miranda Lambert Melhor Performance Pop Pharrell Williams - "Happy" Melhor Álbum Pop Vocal Sam Smith - In The Lonely Hour Melhor Álbum Rock Beck - Morning Phase Melhor Performance R&B Beyoncé part. Jay Z - "Drunk In Love" Melhor Duo Pop/ Performance em Grupo A Great Big World With Christina Aguilera – "Say Something" Melhor Álbum Tradicional Pop Vocal Tony Bennett & Lady Gaga - Cheek To Cheek Melhor Performance Rock Jack White – Lazaretto Melhor Performance Metal Tenacious D – The Last In Line Melhor Canção Rock Paramore – "Ain't It Fun" - Hayley Williams & Taylor York, autores Melhor Álbum Alternativo Rock St. Vincent - St. Vincent Melhor Performance Rap Kendrick Lamar – "i"" Melhor Colaboração Rap Eminem part. Rihanna – "The Monster" Melhor Canção Rap? Kendrick Lamar - "i" K. Duckworth & C. Smith, autores Melhor Álbum Rap Eminem - The Marshall Mathers LP2 Melhor Performance Tradicional R&B Jesus Children - Robert Glasper Experiment part. Lalah Hathaway & Malcolm-Jamal Warner Melhor Canção R&B Beyoncé part. Jay Z - "Drunk In Love" - Shawn Carter, Rasool Diaz, Noel Fisher, Jerome Harmon, Beyoncé Knowles, Timothy Mosely, Andre Eric Proctor & Brian Soko, autores Melhor Álbum Urbano Contemporâneo Pharrell Williams – Girl Melhor Álbum R&B Toni Braxton & Babyface - Love, Marriage & Divorce Melhor Álbum Instrumental Contemporâneo Chris Thile & Edgar Meyer - Bass & Mandolin Melhor Álbum Eletrônico/Dance Aphex Twin - Syro Melhor Gravação Dance Clean Bandit part. Jess Glynne - "Rather Be" Melhor Coletânea para Trilha-Sonora Frozen - Kristen Anderson-Lopez, Robert Lopez, Tom MacDougall & Chris Montan, produtores Melhor Trilha-Sonora Original Grande Hotel Budapeste - Alexandre Desplat, compositor Melhor Canção para Trilha-Sonora "Let It Go" de Frozen - Kristen Anderson-Lopez & Robert Lopez, autores (Idina Menzel) Melhor Performance Country Carrie Underwood – "Something In The Water" Melhor Duo/Performance Grupo Country The Band Perry – "Gentle On My Mind" Melhor Canção Country "I'm Not Gonna Miss You" - Glen Campbell & Julian Raymond, autores (Glen Campbell) Melhor Álbum Bluegrass The Earls Of Leicester - The Earls Of Leicester Melhor Performance Roots Norte-Americano Rosanne Cash – "A Feather's Not A Bird" Melhor Canção Roots Rosanne Cash – "A Feather's Not A Bird" Melhor Álbum Americana Rosanne Cash - The River & The Thread Melhor Álbum Folk Old Crow Medicine Show - Remedy Melhor Videoclipe Pharrell Williams – "Happy" Melhor Composição Instrumental John Williams - "The Book Thief" Melhor Arranjo Instrumental ou A Cappella Pentatonix - "Daft Punk" Melhor Arranjo, Instrumental e Vocal Billy Childs - "New York Tendaberry" Melhor Pacote de Gravação Pearl Jam - Lightning Bolt - Jeff Ament, Don Pendleton, Joe Spix & Jerome Turner, diretores de arte Melhores Notas de um Álbum Ashley Kahn, John Coltrane - Offering: Live At Temple University Melhor Engenharia de Som, Não Clássico Beck - Morning Phase - Tom Elmhirst, David Greenbaum, Florian Lagatta, Cole Marsden Greif-Neill, Robbie Nelson, Darrell Thorp, Cassidy Turbin & Joe Visciano, engenheiros; Bob Ludwig, engenheiros de som Melhor Álbum Surround Sound Beyoncé - Beyoncé - Elliot Scheiner, engenheiro de mixagem; Bob Ludwig, engenheiro de mixagem; Beyoncé Knowles, produtora de mixagem