NOTÍCIAS

Guns reverte “7x1” do Rock in Rio e vence em show no São Paulo Trip

Paulistas viram apresentação irrepreensível de Axl, Slash e companhia

por Edianez Parente em 27/09/2017

Um estádio cheio e em êxtase conferiu as 3h15 de show do Guns N’ Roses na noite desta terça-feira (26/09) em São Paulo, no encerramento do São Paulo Trip Festival, logo após uma hora de performance de outro monstro do rock, Alice Cooper. A apresentação do Guns teve tudo para ser inesquecível para os fãs da banda, principalmente para quem estava esperando um show cheio de problemas como a TV mostrou no Rock in Rio, no último sábado. Foi como o fã da Seleção Brasileira de Futebol ir ao Allianz Parque preparado para ver a equipe de Dunga e então se deparar com a equipe dirigida pelo Tite. Três dias após o RiR, o Guns descontou o resultado e reverteu seu próprio 7x1.

52 ANOS DEPOIS DO PRIMEIRO ÁLBUM, THE WHO ESTREIA EM SOLO BRASILEIRO

Com a formação mais próxima da composição clássica da banda, o grupo mostra que, 26 anos desde sua primeira apresentação no país – que aconteceu na segunda edição do Rock in Rio, em 1991 –, o cantor Axl Rose, o guitarrista Slash e o baixista Duff McKagan  mantêm o fascínio  do seu público, a despeito de longos 20 anos de separação. O que se viu foi uma banda muito bem dirigida no palco, com uma movimentação intensa ao longo de mais de 30 músicas, num esforço conjunto.

Axl e todos os músicos da linha de frente percorreram o imenso palco o tempo todo, revezando-se entre os diversos pontos de luz, em apresentação que mais parecia um imenso videoclipe resumindo toda a carreira do grupo. O repertório repetiu praticamente o mesmo setlist do concerto do Rio de Janeiro, salvo a sequência do bis, e teve só 15 minutos a menos. No entanto, diferentemente do que pareceu pela transmissão da TV, onde ficou a impressão que Axl estava ultrapasssado e decadente diante de uma banda que não se comunica no palco, ao vivo a alquimia se mantém, bem como todo um esforço vocalista. Axl não chega a atingir os picos da afinação de outros tempos, mas na maioria das músicas procura dentro do possível levar a toada no seu falsete característico – com os fãs e os backing vocals dando aquela forcinha. Há troca de sorrisos tímidos entre os músicos vez por outra, mas se não existe exatamente um clima de camaradagem explícita entre os integrantes – pode ser mesmo que o grupo só tenha se reunido desde 2016 por questões financeiras –, todos se conhecem ali tão bem que mesmo se não conversarem mais a entrega do show é garantida. Quando Duff e Slash – que mantiveram a parceria na banda Velvet Revolver – ficam lado a lado, a química dos dois é inquestionável.

SHOW DE AEROSMITH EM SÃO PAULO TEM ATÉ NOIVADO NA PISTA; VEJA FOTO

O show é um espetáculo de luzes e explosões e o repertório trafega por toda a carreira da banda , com maior ênfase nos álbuns use Your Illusion I e II. Mas estão todos os demais ali, como o inebriante disco de estreia Appetite for Destuction, o seguinte, Lies, além do fatídico Chinese Democracy, gestado por 13 anos e lançado por Axl há uma década. Das covers apresentadas, destaque para "New Rose", do The Danmed, na voz do baixista Duff McKagan, e “Black Hole Sun”, do Soudgarden. Completam a banda o guitarrista Richard Fortus (desde 2002 com Axl), o baterista Frank Ferrer (que entrou no Guns em 2006), o tecladista Dizzy Reed (atuando com a banda desde os anos 90) e uma tecladista, Melissa Reeze. A apresentação foi tão boa que ao final os músicos se mostraram felizes e, ao seu modo, até aliviados. Já passava da meia-noite e Axl desejou que o púbico fosse embora com segurança. Slash, não contendo a euforia, até quebrou seu estilo demasiadamente cool e "plantou bananeira" na saída do palco. Inesquecível!

Alice Cooper, aterrorizante!

Com uma excelente banda, Alice Cooper antecedeu o headliner da noite e fez uma grande performance de seu rock horror show. Durante uma hora, o carismático band leader mostrou toda sua cena dramática, com um espetáculo que une cenários e clichês de filmes de terror ao som pesado. Seu quinteto de músicos aqueceu o público do Guns numa espécie de happy hour; o show de Cooper começou 18h30, quando o estádio ainda não tinha nem metade de sua ocupação.

Foram vários hits, “No More Mr. Nice Guy” e “Feed My Frankenstein” entre eles. Em "Billion Dollars Baby", o cantor jogou "dólares" para a plateia. Cooper alterna seu figurino de mestre de cerimônias de terror, passando por cientista maluco, figura dândi e até perde a cabeça no palco  – ele é guilhotinado, numa encenação clássica dos seus shows e que é pura bizarrice. Alice Cooper também contracena com atrizes, uma vestida de enfermeira sexy e sanguinária, outra bailarina em forma de boneca. O cantor poderia até ser acusado de machismo ao simular bater numa mulher na execução de “Only Women Bleed”, mas ele também mostra que mulher tem vez no heavy metal, ao dar bastante destaque no seu show para a bela e competente guitarrista Nita Strauss.

Ora empunhando um bastão, ora uma espada como esgrimista, o band leader que influenciou tantos artistas (como King Diamond) encerrou o show trajando a camisa da Seleção Brasileira de Futebol e com um convidado mais do que de honra. Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, entrou para tocar a famosa “School’s Out”, que teve toques de “Another Brick in the Wall”, do Pink Floyd.

Público foi show à parte

Mantendo a tradição dos grandes concertos, o público de fãs sempre é atração à parte. Na pista para ver o Guns, um mini Axl Rose chamava a atenção. O pai, o comerciante Pedro Silva, 42, morador de Osasco/SP, estava feliz em levar os filhos Guilherme, 7, e Gustavo, 16, para ver a banda, pela primeira vez.

guns-02

Com tanta gente com bandanas nos cabelos à moda de Axl, chamavam a atenção na pista fãs estilosas como Camila Mergulhão, 27, e Cyntia Mendes, 25. Ambas chegaram cedo para ficar bem à frente. Camila é estilista de moda e produziu seu próprio visual e Cintia é vocalista de uma banda de hard rock, Turne.

guns-04

Antes do Guns e Alice Cooper, o público que chegou cedo ao Allianz Parque viu uma morna apresentação do grupo Tyler Bryant & The Shakedown.

SET LISTS

GUNS N'ROSES

1. It's So Easy
2. Mr. Brownstone
3. Chinese Democracy
4. Welcome to the Jungle
5. Double Talkin' Jive
6. Better
7. Estranged
8. Live and Let Die
9. Rocket Queen
10. You Could Be Mine
11. New Rose
12. This I Love
13. Civil War
14. Yesterdays
15. Coma
16. Solo do Slash (com Johnny B. Goode)
17. Speak Softly Love
18. Sweet Child O' Mine
19. Wichita Lineman
20. Used to Love Her
21. My Michelle
22. Wish You Were Here
23. November Rain
24. Black Hole Sun
25. Knockin' on Heaven's Door
26. I Got You (I Feel Good)
27. Nightrain
28. Don't Cry
29. Patience
30. The Seeker
31. Paradise City

ALICE COOPER

1. Brutal Planet
2. No More Mr. Nice Guy
3. Under My Wheels
4. Billion Dollar Babies
5. Paranoiac Personality
6. Woman of Mass Distraction
7. Solo de guitarra de Nita Strauss
8. Poison
9. Halo of Flies
10. Solo de bateria deGlen Sobel
11. Feed My Frankenstein
12. Cold Ethyl
13. Play Video
14. Only Women Bleed
15. I Love the Dead
16. I'm Eighteen
17. School's Out (com Andreas Kisser)

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Guns reverte “7x1” do Rock in Rio e vence em show no São Paulo Trip

Paulistas viram apresentação irrepreensível de Axl, Slash e companhia

por Edianez Parente em 27/09/2017

Um estádio cheio e em êxtase conferiu as 3h15 de show do Guns N’ Roses na noite desta terça-feira (26/09) em São Paulo, no encerramento do São Paulo Trip Festival, logo após uma hora de performance de outro monstro do rock, Alice Cooper. A apresentação do Guns teve tudo para ser inesquecível para os fãs da banda, principalmente para quem estava esperando um show cheio de problemas como a TV mostrou no Rock in Rio, no último sábado. Foi como o fã da Seleção Brasileira de Futebol ir ao Allianz Parque preparado para ver a equipe de Dunga e então se deparar com a equipe dirigida pelo Tite. Três dias após o RiR, o Guns descontou o resultado e reverteu seu próprio 7x1.

52 ANOS DEPOIS DO PRIMEIRO ÁLBUM, THE WHO ESTREIA EM SOLO BRASILEIRO

Com a formação mais próxima da composição clássica da banda, o grupo mostra que, 26 anos desde sua primeira apresentação no país – que aconteceu na segunda edição do Rock in Rio, em 1991 –, o cantor Axl Rose, o guitarrista Slash e o baixista Duff McKagan  mantêm o fascínio  do seu público, a despeito de longos 20 anos de separação. O que se viu foi uma banda muito bem dirigida no palco, com uma movimentação intensa ao longo de mais de 30 músicas, num esforço conjunto.

Axl e todos os músicos da linha de frente percorreram o imenso palco o tempo todo, revezando-se entre os diversos pontos de luz, em apresentação que mais parecia um imenso videoclipe resumindo toda a carreira do grupo. O repertório repetiu praticamente o mesmo setlist do concerto do Rio de Janeiro, salvo a sequência do bis, e teve só 15 minutos a menos. No entanto, diferentemente do que pareceu pela transmissão da TV, onde ficou a impressão que Axl estava ultrapasssado e decadente diante de uma banda que não se comunica no palco, ao vivo a alquimia se mantém, bem como todo um esforço vocalista. Axl não chega a atingir os picos da afinação de outros tempos, mas na maioria das músicas procura dentro do possível levar a toada no seu falsete característico – com os fãs e os backing vocals dando aquela forcinha. Há troca de sorrisos tímidos entre os músicos vez por outra, mas se não existe exatamente um clima de camaradagem explícita entre os integrantes – pode ser mesmo que o grupo só tenha se reunido desde 2016 por questões financeiras –, todos se conhecem ali tão bem que mesmo se não conversarem mais a entrega do show é garantida. Quando Duff e Slash – que mantiveram a parceria na banda Velvet Revolver – ficam lado a lado, a química dos dois é inquestionável.

SHOW DE AEROSMITH EM SÃO PAULO TEM ATÉ NOIVADO NA PISTA; VEJA FOTO

O show é um espetáculo de luzes e explosões e o repertório trafega por toda a carreira da banda , com maior ênfase nos álbuns use Your Illusion I e II. Mas estão todos os demais ali, como o inebriante disco de estreia Appetite for Destuction, o seguinte, Lies, além do fatídico Chinese Democracy, gestado por 13 anos e lançado por Axl há uma década. Das covers apresentadas, destaque para "New Rose", do The Danmed, na voz do baixista Duff McKagan, e “Black Hole Sun”, do Soudgarden. Completam a banda o guitarrista Richard Fortus (desde 2002 com Axl), o baterista Frank Ferrer (que entrou no Guns em 2006), o tecladista Dizzy Reed (atuando com a banda desde os anos 90) e uma tecladista, Melissa Reeze. A apresentação foi tão boa que ao final os músicos se mostraram felizes e, ao seu modo, até aliviados. Já passava da meia-noite e Axl desejou que o púbico fosse embora com segurança. Slash, não contendo a euforia, até quebrou seu estilo demasiadamente cool e "plantou bananeira" na saída do palco. Inesquecível!

Alice Cooper, aterrorizante!

Com uma excelente banda, Alice Cooper antecedeu o headliner da noite e fez uma grande performance de seu rock horror show. Durante uma hora, o carismático band leader mostrou toda sua cena dramática, com um espetáculo que une cenários e clichês de filmes de terror ao som pesado. Seu quinteto de músicos aqueceu o público do Guns numa espécie de happy hour; o show de Cooper começou 18h30, quando o estádio ainda não tinha nem metade de sua ocupação.

Foram vários hits, “No More Mr. Nice Guy” e “Feed My Frankenstein” entre eles. Em "Billion Dollars Baby", o cantor jogou "dólares" para a plateia. Cooper alterna seu figurino de mestre de cerimônias de terror, passando por cientista maluco, figura dândi e até perde a cabeça no palco  – ele é guilhotinado, numa encenação clássica dos seus shows e que é pura bizarrice. Alice Cooper também contracena com atrizes, uma vestida de enfermeira sexy e sanguinária, outra bailarina em forma de boneca. O cantor poderia até ser acusado de machismo ao simular bater numa mulher na execução de “Only Women Bleed”, mas ele também mostra que mulher tem vez no heavy metal, ao dar bastante destaque no seu show para a bela e competente guitarrista Nita Strauss.

Ora empunhando um bastão, ora uma espada como esgrimista, o band leader que influenciou tantos artistas (como King Diamond) encerrou o show trajando a camisa da Seleção Brasileira de Futebol e com um convidado mais do que de honra. Andreas Kisser, guitarrista do Sepultura, entrou para tocar a famosa “School’s Out”, que teve toques de “Another Brick in the Wall”, do Pink Floyd.

Público foi show à parte

Mantendo a tradição dos grandes concertos, o público de fãs sempre é atração à parte. Na pista para ver o Guns, um mini Axl Rose chamava a atenção. O pai, o comerciante Pedro Silva, 42, morador de Osasco/SP, estava feliz em levar os filhos Guilherme, 7, e Gustavo, 16, para ver a banda, pela primeira vez.

guns-02

Com tanta gente com bandanas nos cabelos à moda de Axl, chamavam a atenção na pista fãs estilosas como Camila Mergulhão, 27, e Cyntia Mendes, 25. Ambas chegaram cedo para ficar bem à frente. Camila é estilista de moda e produziu seu próprio visual e Cintia é vocalista de uma banda de hard rock, Turne.

guns-04

Antes do Guns e Alice Cooper, o público que chegou cedo ao Allianz Parque viu uma morna apresentação do grupo Tyler Bryant & The Shakedown.

SET LISTS

GUNS N'ROSES

1. It's So Easy
2. Mr. Brownstone
3. Chinese Democracy
4. Welcome to the Jungle
5. Double Talkin' Jive
6. Better
7. Estranged
8. Live and Let Die
9. Rocket Queen
10. You Could Be Mine
11. New Rose
12. This I Love
13. Civil War
14. Yesterdays
15. Coma
16. Solo do Slash (com Johnny B. Goode)
17. Speak Softly Love
18. Sweet Child O' Mine
19. Wichita Lineman
20. Used to Love Her
21. My Michelle
22. Wish You Were Here
23. November Rain
24. Black Hole Sun
25. Knockin' on Heaven's Door
26. I Got You (I Feel Good)
27. Nightrain
28. Don't Cry
29. Patience
30. The Seeker
31. Paradise City

ALICE COOPER

1. Brutal Planet
2. No More Mr. Nice Guy
3. Under My Wheels
4. Billion Dollar Babies
5. Paranoiac Personality
6. Woman of Mass Distraction
7. Solo de guitarra de Nita Strauss
8. Poison
9. Halo of Flies
10. Solo de bateria deGlen Sobel
11. Feed My Frankenstein
12. Cold Ethyl
13. Play Video
14. Only Women Bleed
15. I Love the Dead
16. I'm Eighteen
17. School's Out (com Andreas Kisser)