NOTÍCIAS

Hanson inicia turnê brasileira no Rio com show redondo

Trio americano que foi estouro nos anos 90 está em tour comemorativa de 25 anos de estrada

por Juliana Ventura em 25/08/2017

Você é chegado em pop rock dançante, com influências de soul e rockabilly? Então, e talvez isso seja um pouco chocante, o show do Hanson pode ser perfeito para você. Os meninos loiros (agora homens trintões, pais de família, cheios de filhos etc.) que foram sucesso no mundo inteiro nos anos 90 com o hit chiclete "MMMBop", fizeram nessa quinta-feira (24), no Rio, o primeiro de quatro shows no Brasil da turnê comemorativa dos 25 anos da banda, "Middle of Everywhere".

Se essa primeira apresentação der o tom das outras, é certo dizer que o espetáculo deve agradar tanto aos fãs de carteirinha, passando por quem gostou do grupo no passado, e ainda quem tem curiosidade de saber o que andam fazendo os rapazes. O show foi pensado para ser um resumo da carreira do Hanson e o resultado é agradável, muito animado e bem competente.

ISAAC HANSON: “A VIDA PASSA MUITO RÁPIDO E EM UM ‘MMMBOP’ TUDO ACABA”

Pontuais, os americanos subiram ao palco no horário programado para o início do show e, com dois músicos de apoio, começaram tocando "Already Home", do último disco "Anthem". Na sequência, emendaram as também empolgantes "Waiting for This", "Where's the Love" (uma das mais conhecidas do trio) e "Look at You".

Bem ensaiada e cheia de fôlego, a banda levou o show inteiro em blocos de canções com poucos intervalos, que os três integrantes usaram para, com muita simpatia, falar os clássicos "obrigados" em português e contextualizar a presença de algumas canções no setlist, caso da balada acústica "On and On", parte de um EP do trio destinado apenas membros do fã-clube.

Dentro dessa seção mais calma, não ficaram de fora a fofa "Penny & Me" e a emotiva "Save Me", que embalou casal de novela no início dos anos 2000 , foi tocada de festa de 15 anos a casamento e, obviamente, cantada a plenos pulmões pela plateia.

hanson-2017Foto: Divulgação

No último terço do show, a animação voltou com a nova "I Was Born" e a antiguinha, mas incrivelmente conhecida pelo público brasileiro "A Minute Without You", seguidas das suingadas "Get the Girl Back" e "Give a Little", que transformaram parte do espaço em pista de dança. Foram deixadas quase para o final o hit máximo do trio, "MMMBop", e "If Only", música que lançou o segundo disco do Hanson em 2000 e criou um clima quase apoteótico na casa.

No bis, mais um pouco da vitrine de talentos dos moços. Voltando às origens, quando começaram ainda crianças como um grupo cover à capella de canções dos anos 50 e 60, os três cantaram usando apenas o microfone "Rockin' Robin", de Bobby Day, seguida por "Johnny B Goode" e a autoral "Lost Without Each Other", composta segundo eles mesmos à imagem do gênero que os inspirou.

O Hanson passa ainda por Belo Horizonte (25/08), São Paulo (26) e Salvador (27). Ainda que boa parte do público seja composta pelos fiéis fãs que acompanham a banda há mais de 20 anos, há espaço de sobra para quem quer conhecer a já longa carreira dos jovens.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Hanson inicia turnê brasileira no Rio com show redondo

Trio americano que foi estouro nos anos 90 está em tour comemorativa de 25 anos de estrada

por Juliana Ventura em 25/08/2017

Você é chegado em pop rock dançante, com influências de soul e rockabilly? Então, e talvez isso seja um pouco chocante, o show do Hanson pode ser perfeito para você. Os meninos loiros (agora homens trintões, pais de família, cheios de filhos etc.) que foram sucesso no mundo inteiro nos anos 90 com o hit chiclete "MMMBop", fizeram nessa quinta-feira (24), no Rio, o primeiro de quatro shows no Brasil da turnê comemorativa dos 25 anos da banda, "Middle of Everywhere".

Se essa primeira apresentação der o tom das outras, é certo dizer que o espetáculo deve agradar tanto aos fãs de carteirinha, passando por quem gostou do grupo no passado, e ainda quem tem curiosidade de saber o que andam fazendo os rapazes. O show foi pensado para ser um resumo da carreira do Hanson e o resultado é agradável, muito animado e bem competente.

ISAAC HANSON: “A VIDA PASSA MUITO RÁPIDO E EM UM ‘MMMBOP’ TUDO ACABA”

Pontuais, os americanos subiram ao palco no horário programado para o início do show e, com dois músicos de apoio, começaram tocando "Already Home", do último disco "Anthem". Na sequência, emendaram as também empolgantes "Waiting for This", "Where's the Love" (uma das mais conhecidas do trio) e "Look at You".

Bem ensaiada e cheia de fôlego, a banda levou o show inteiro em blocos de canções com poucos intervalos, que os três integrantes usaram para, com muita simpatia, falar os clássicos "obrigados" em português e contextualizar a presença de algumas canções no setlist, caso da balada acústica "On and On", parte de um EP do trio destinado apenas membros do fã-clube.

Dentro dessa seção mais calma, não ficaram de fora a fofa "Penny & Me" e a emotiva "Save Me", que embalou casal de novela no início dos anos 2000 , foi tocada de festa de 15 anos a casamento e, obviamente, cantada a plenos pulmões pela plateia.

hanson-2017Foto: Divulgação

No último terço do show, a animação voltou com a nova "I Was Born" e a antiguinha, mas incrivelmente conhecida pelo público brasileiro "A Minute Without You", seguidas das suingadas "Get the Girl Back" e "Give a Little", que transformaram parte do espaço em pista de dança. Foram deixadas quase para o final o hit máximo do trio, "MMMBop", e "If Only", música que lançou o segundo disco do Hanson em 2000 e criou um clima quase apoteótico na casa.

No bis, mais um pouco da vitrine de talentos dos moços. Voltando às origens, quando começaram ainda crianças como um grupo cover à capella de canções dos anos 50 e 60, os três cantaram usando apenas o microfone "Rockin' Robin", de Bobby Day, seguida por "Johnny B Goode" e a autoral "Lost Without Each Other", composta segundo eles mesmos à imagem do gênero que os inspirou.

O Hanson passa ainda por Belo Horizonte (25/08), São Paulo (26) e Salvador (27). Ainda que boa parte do público seja composta pelos fiéis fãs que acompanham a banda há mais de 20 anos, há espaço de sobra para quem quer conhecer a já longa carreira dos jovens.