NOTÍCIAS

Iggy Pop critica a música atual

por em 30/03/2012
Imagem: Divulgação

Considerado um dos mais importantes vocalistas do rock, o cantor Iggy Pop criticou a música atual, comparando-a com “drinks baratos de supermercados ruins”.

Em entrevista ao site oficial do Record Store Day, o vocalista dos Stooges mostrou sua opinião: “Eu acho que há tempos, como os que estamos vivendo, onde o jogo é manipular produtos como se contivessem música – como os drinks baratos de supermercados ruins que, dizem, ‘contêm 10% de suco”.

Pop também recordou o passado para afirmar que esta não é a primeira vez que este fenômeno acontece.

“Há muita coisa por aí com pouca música, e eu acho que isso é OK, mas me lembra do quão ruim era ligar no American Bandstand [extinto programa de televisão americano] nos anos 50 e ver todos aqueles infinitos, covardes, eunucos imitadores de Elvis que a indústria decidiu empurrar para as crianças”, completou.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Apelido Carinhoso
Gusttavo Lima
2
Sua Melhor Versão
Bruno & Marrone
3
Dona Maria (Part. Jorge)
Thiago Brava
4
Rapariga Não (Part. Simone & Simaria)
João Neto & Frederico
5
Transplante (part. Bruno & Marrone)
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Iggy Pop critica a música atual

por em 30/03/2012
Imagem: Divulgação

Considerado um dos mais importantes vocalistas do rock, o cantor Iggy Pop criticou a música atual, comparando-a com “drinks baratos de supermercados ruins”.

Em entrevista ao site oficial do Record Store Day, o vocalista dos Stooges mostrou sua opinião: “Eu acho que há tempos, como os que estamos vivendo, onde o jogo é manipular produtos como se contivessem música – como os drinks baratos de supermercados ruins que, dizem, ‘contêm 10% de suco”.

Pop também recordou o passado para afirmar que esta não é a primeira vez que este fenômeno acontece.

“Há muita coisa por aí com pouca música, e eu acho que isso é OK, mas me lembra do quão ruim era ligar no American Bandstand [extinto programa de televisão americano] nos anos 50 e ver todos aqueles infinitos, covardes, eunucos imitadores de Elvis que a indústria decidiu empurrar para as crianças”, completou.