NOTÍCIAS

Inspirado por Pink Floyd, Cidadão Instigado lança o disco mais rock da carreira

por em 09/04/2015
Cida
dão Instigado Fortaleza Independente Por Marcos Lauro Entre 2013 e 2014, a banda Cidadão Instigado fez algumas apresentações reproduzindo na íntegra o clássico disco The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd. Pelo visto, a sonoridade ficou na banda e foi despejada nas faixas de Fortaleza, disco de inéditas lançado seis anos depois de Uhuuu!, o trabalho anterior. Na verdade, Pink Floyd sempre foi uma referência. A diferença é que Uhuuu! era um disco mais ensolarado, com acordes mais alegres. Em Fortaleza, a primeira faixa, “Até Que Enfim”, já revela tons mais obscuros – mas tem essa brincadeira no nome sobre a demora para o lançamento do disco. Na sequência vem “Quando a Máscara Cai” e seu riff pesado, um hard rock que veio numa viagem lá dos anos 1970 sem escalas. O vocal de Catatau é misterioso. Se analisarmos friamente, deixa a desejar. Não é aquela voz que agrada na primeira ouvida, que alcança todos os tons... mas faz todo o sentido na linguagem do Cidadão Instigado, que agora é, definitivamente uma banda de rock. A faixa que dá nome ao disco é um grande exemplo, com um vocal que puxa até para o baião (um baião eletrificado, diga-se) e fala sobre as memórias de Catatau em relação à capital cearense. As duas faixas seguintes, e que fecham o disco, são “Land of Light” e “Green Card”. As duas, épicas. Especialmente a segunda, com seu riff à lá Black Sabbath, seu baixo galopante e seu tom marcial no refrão. Fortaleza é um grande disco de rock ‘n’ roll que talvez precise de ouvidos mais atentos e que estejam dispostos a serem conquistados na segunda ou terceira ouvida. A dica é: ouça bem alto! O disco está disponível no site do Cidadão Instigado e a banda toca hoje (09/04) e amanhã (10/04) em São Paulo, no SESC Pompeia. Ao vivo, a viagem deve ser mais impactante.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Inspirado por Pink Floyd, Cidadão Instigado lança o disco mais rock da carreira

por em 09/04/2015
Cida
dão Instigado Fortaleza Independente Por Marcos Lauro Entre 2013 e 2014, a banda Cidadão Instigado fez algumas apresentações reproduzindo na íntegra o clássico disco The Dark Side of the Moon, do Pink Floyd. Pelo visto, a sonoridade ficou na banda e foi despejada nas faixas de Fortaleza, disco de inéditas lançado seis anos depois de Uhuuu!, o trabalho anterior. Na verdade, Pink Floyd sempre foi uma referência. A diferença é que Uhuuu! era um disco mais ensolarado, com acordes mais alegres. Em Fortaleza, a primeira faixa, “Até Que Enfim”, já revela tons mais obscuros – mas tem essa brincadeira no nome sobre a demora para o lançamento do disco. Na sequência vem “Quando a Máscara Cai” e seu riff pesado, um hard rock que veio numa viagem lá dos anos 1970 sem escalas. O vocal de Catatau é misterioso. Se analisarmos friamente, deixa a desejar. Não é aquela voz que agrada na primeira ouvida, que alcança todos os tons... mas faz todo o sentido na linguagem do Cidadão Instigado, que agora é, definitivamente uma banda de rock. A faixa que dá nome ao disco é um grande exemplo, com um vocal que puxa até para o baião (um baião eletrificado, diga-se) e fala sobre as memórias de Catatau em relação à capital cearense. As duas faixas seguintes, e que fecham o disco, são “Land of Light” e “Green Card”. As duas, épicas. Especialmente a segunda, com seu riff à lá Black Sabbath, seu baixo galopante e seu tom marcial no refrão. Fortaleza é um grande disco de rock ‘n’ roll que talvez precise de ouvidos mais atentos e que estejam dispostos a serem conquistados na segunda ou terceira ouvida. A dica é: ouça bem alto! O disco está disponível no site do Cidadão Instigado e a banda toca hoje (09/04) e amanhã (10/04) em São Paulo, no SESC Pompeia. Ao vivo, a viagem deve ser mais impactante.