NOTÍCIAS

John Lennon e Yoko Ono fariam, hoje, 45 anos de casados. Relembre as canções que o beatle fez para sua amada

por em 20/03/2014
Imagem: Reprodução

Um dos casais mais famosos da história da música oficializou sua união no dia 20 de março de 1969. Quando disseram “sim” um ao outro, em uma cerimônia privada no Rochedo de Gibraltar, John Lennon e Yoko Ono talvez não imaginassem o que aquela aliança representaria para a cultura pop nos anos seguintes e – por que não? – até nos dias atuais.

Ainda que alguns beatlemaníacos mais fervorosos apontem a relação extremamente intensa do casal como um fator decisivo para a separação dos quatro garotos de Liverpool, uma coisa é inegável: Lennon havia encontrado sua alma gêmea. Yoko esteve em todos os momentos – conturbados e prazerosos – do beatle com o gênio mais difícil, até mesmo no fatídico 8 de dezembro de 1980, quando Lennon foi assassinado, em Nova York.

 

Separamos uma lista com oito das mais significativas músicas relacionadas ao casal. Confira:

 

1- “The Ballad Of John And Yoko” – Lançada em 1969, nela John relata os detalhes da cerimônia de seu casamento com Yoko em Gibraltar e a “lua de mel” dos dois – após uma passagem por Paris, o casal ficou sete dias numa cama no Hotel Hilton em Amsterdã, na Holanda. O evento, que ficou conhecido como “Bed In”, foi um protesto pela paz mundial. A imprensa de todo mundo teve a oportunidade de entrevistar o casal – no quarto – durante aquela semana.

 

2- “Yer Blues” – O blues mais marcante já lançado pelos Beatles era uma música desesperada de John – que, na época, ainda era casado com Cynthia – e representava um pedido de socorro angustiado para sua amada Yoko. John sentia que estava numa encruzilhada: o empresário da banda, Brian Epstein, estava morto; sua relação com os Beatles estava em crise; e ele vinha pensando terminar seu casamento. Lennon era fiel a Cynthia, mas ele já havia percebido que Yoko era seu par artístico, espiritual e intelectual. Canção presente no álbum The Beatles (o White Album), de 1968.

 

3- “Everybody’s Got Something To Hide Except Me And My Monkey” – A música, que inicialmente foi batizada de “Come On, Come On”, é uma clara referência à relação de John com Yoko. Na época da gravação do White Album, todos em volta dos Beatles estavam apreensivos sobre qual seria o rumo que a banda tomaria – com a morte de Epstein, George se tornando um compositor significativo e as corriqueiras brigas entre os integrantes. A exceção era John e Yoko, que viviam num mundo paralelo de amor. John, ao comentar sobre a música, afirmou: “Todos pareciam estar paranoicos, mas nós estávamos loucos de amor...”.

 

4- “I Want You (She's So Heavy)” – Essa declaração de amor e súplica minimalista presente em Abbey Road (1969) é uma ode de John a Yoko que consiste apenas na repetição do título da canção e na frase que diz que o desejo o está enlouquecendo. A inspiração para “I Want You” se relaciona com Yoko também de outra maneira: Lennon admitiu ter sido influenciado por um poema dela, de 1964, que se centra apenas a palavra “water”.

 

5- “Julia” – Ainda que, evidentemente, esta seja uma canção dedicada à mãe de John, que morreu num acidente de carro, em 1958, justamente na época em que ambos ensaiavam uma reaproximação, trata-se de uma mensagem dirigida também à Yoko, o seu novo amor na época do White Album. John a chama por “ocean child” em uma parte da letra, o que claramente é uma referência a Yoko, cujo nome significa filha do oceano em japonês. Alguns relatos afirmam que John chamava Yoko de mãe. Ele havia encontrado mais do que uma paixão,  alguém que substituiria o amor incondicional materno que lhe faltou durante a infância e a adolescência.

 

6- “Beautiful Boy” – Parte do último álbum do casal antes da morte de John, Double Fantasy (1980), é uma canção dedicada ao único filho dos dois, Sean Lennon – com quem o beatle viveu por apenas cinco anos. Paul McCartney sacramentou essa como uma de suas músicas preferidas dentre as composições de Lennon.  “Beautiful Boy” contém uma das frases mais famosas já criadas por John Lennon: “Life is what happens to you while you're busy making other plans" (a vida é o que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos, em português).

 

7- “Jealous Guy” – Paul McCartney chegou a afirmar que essa seria uma música dedicada a ele, como uma espécie de confissão ao ciúmes do companheiro de banda e parceiro de composição. Entretanto, trata-se claramente de uma canção de amor dedicado a Yoko. É um pedido de desculpas que John havia começado a compor no período dos Beatles na Índia, e que depois foi reescrita na fase que ele conheceu Yoko Ono. A faixa fala sobre um homem ciumento que nunca desejou machucar sua amada. “Jealous Guy” está no álbum Imagine, de 1971.

 

8- “Real Love” – Inicialmente batizada de “Real Life”, essa música, lançada na compilação Anthology, de 1996, teve seu título mudado depois que John conheceu Yoko, e passou a se chamar “Real Love”. Lennon afirmou em diversas entrevistas que sentia que Yoko era a mulher para quem todos os desejos de amor e aceitação dele tinham sido direcionados. No ensaio The Ballad Of John And Yoko, John fez a seguinte declaração sobre sua amada: “Ela é alguém que eu já conhecia, mas de alguma forma tinha perdido”. Esta é uma das mais belas composições sobre amor já feitas por um beatle.


  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

John Lennon e Yoko Ono fariam, hoje, 45 anos de casados. Relembre as canções que o beatle fez para sua amada

por em 20/03/2014
Imagem: Reprodução

Um dos casais mais famosos da história da música oficializou sua união no dia 20 de março de 1969. Quando disseram “sim” um ao outro, em uma cerimônia privada no Rochedo de Gibraltar, John Lennon e Yoko Ono talvez não imaginassem o que aquela aliança representaria para a cultura pop nos anos seguintes e – por que não? – até nos dias atuais.

Ainda que alguns beatlemaníacos mais fervorosos apontem a relação extremamente intensa do casal como um fator decisivo para a separação dos quatro garotos de Liverpool, uma coisa é inegável: Lennon havia encontrado sua alma gêmea. Yoko esteve em todos os momentos – conturbados e prazerosos – do beatle com o gênio mais difícil, até mesmo no fatídico 8 de dezembro de 1980, quando Lennon foi assassinado, em Nova York.

 

Separamos uma lista com oito das mais significativas músicas relacionadas ao casal. Confira:

 

1- “The Ballad Of John And Yoko” – Lançada em 1969, nela John relata os detalhes da cerimônia de seu casamento com Yoko em Gibraltar e a “lua de mel” dos dois – após uma passagem por Paris, o casal ficou sete dias numa cama no Hotel Hilton em Amsterdã, na Holanda. O evento, que ficou conhecido como “Bed In”, foi um protesto pela paz mundial. A imprensa de todo mundo teve a oportunidade de entrevistar o casal – no quarto – durante aquela semana.

 

2- “Yer Blues” – O blues mais marcante já lançado pelos Beatles era uma música desesperada de John – que, na época, ainda era casado com Cynthia – e representava um pedido de socorro angustiado para sua amada Yoko. John sentia que estava numa encruzilhada: o empresário da banda, Brian Epstein, estava morto; sua relação com os Beatles estava em crise; e ele vinha pensando terminar seu casamento. Lennon era fiel a Cynthia, mas ele já havia percebido que Yoko era seu par artístico, espiritual e intelectual. Canção presente no álbum The Beatles (o White Album), de 1968.

 

3- “Everybody’s Got Something To Hide Except Me And My Monkey” – A música, que inicialmente foi batizada de “Come On, Come On”, é uma clara referência à relação de John com Yoko. Na época da gravação do White Album, todos em volta dos Beatles estavam apreensivos sobre qual seria o rumo que a banda tomaria – com a morte de Epstein, George se tornando um compositor significativo e as corriqueiras brigas entre os integrantes. A exceção era John e Yoko, que viviam num mundo paralelo de amor. John, ao comentar sobre a música, afirmou: “Todos pareciam estar paranoicos, mas nós estávamos loucos de amor...”.

 

4- “I Want You (She's So Heavy)” – Essa declaração de amor e súplica minimalista presente em Abbey Road (1969) é uma ode de John a Yoko que consiste apenas na repetição do título da canção e na frase que diz que o desejo o está enlouquecendo. A inspiração para “I Want You” se relaciona com Yoko também de outra maneira: Lennon admitiu ter sido influenciado por um poema dela, de 1964, que se centra apenas a palavra “water”.

 

5- “Julia” – Ainda que, evidentemente, esta seja uma canção dedicada à mãe de John, que morreu num acidente de carro, em 1958, justamente na época em que ambos ensaiavam uma reaproximação, trata-se de uma mensagem dirigida também à Yoko, o seu novo amor na época do White Album. John a chama por “ocean child” em uma parte da letra, o que claramente é uma referência a Yoko, cujo nome significa filha do oceano em japonês. Alguns relatos afirmam que John chamava Yoko de mãe. Ele havia encontrado mais do que uma paixão,  alguém que substituiria o amor incondicional materno que lhe faltou durante a infância e a adolescência.

 

6- “Beautiful Boy” – Parte do último álbum do casal antes da morte de John, Double Fantasy (1980), é uma canção dedicada ao único filho dos dois, Sean Lennon – com quem o beatle viveu por apenas cinco anos. Paul McCartney sacramentou essa como uma de suas músicas preferidas dentre as composições de Lennon.  “Beautiful Boy” contém uma das frases mais famosas já criadas por John Lennon: “Life is what happens to you while you're busy making other plans" (a vida é o que acontece enquanto você está ocupado fazendo outros planos, em português).

 

7- “Jealous Guy” – Paul McCartney chegou a afirmar que essa seria uma música dedicada a ele, como uma espécie de confissão ao ciúmes do companheiro de banda e parceiro de composição. Entretanto, trata-se claramente de uma canção de amor dedicado a Yoko. É um pedido de desculpas que John havia começado a compor no período dos Beatles na Índia, e que depois foi reescrita na fase que ele conheceu Yoko Ono. A faixa fala sobre um homem ciumento que nunca desejou machucar sua amada. “Jealous Guy” está no álbum Imagine, de 1971.

 

8- “Real Love” – Inicialmente batizada de “Real Life”, essa música, lançada na compilação Anthology, de 1996, teve seu título mudado depois que John conheceu Yoko, e passou a se chamar “Real Love”. Lennon afirmou em diversas entrevistas que sentia que Yoko era a mulher para quem todos os desejos de amor e aceitação dele tinham sido direcionados. No ensaio The Ballad Of John And Yoko, John fez a seguinte declaração sobre sua amada: “Ela é alguém que eu já conhecia, mas de alguma forma tinha perdido”. Esta é uma das mais belas composições sobre amor já feitas por um beatle.