NOTÍCIAS

Juiz absolve Nicki Minaj de acusação de roubar linha de perucas de ex-cabeleireiro

por em 19/09/2014
O ju
iz federal de Atlanta, Harold Murphy, indeferiu a ação judicial movida pelo cabeleireiro Terrence Davidson, em fevereiro deste ano, contra Nicki Minaj. Davidson, que mora na Georgia, alega que começou a cuidar das madeixas da cantora em 2010 e que, como parte de suas funções, criou para ela uma linha de perucas, acessórios que acabaram tornando-se uma das marcas registradas de Nicki. Após um desentendimento sobre um reality show que seria lançado pela artista, Davidson foi excluído da equipe e a cantora teria passado a usar a linha de perucas do cabeleireiro sem o seu consentimento. Além disso, o profissional afirma que a rapper roubou, licenciou e vendeu produtos dele sem dividir os lucros. Harold Murphy concordou com os advogados da cantora e disse que as reivindicações de Davidson não são viáveis. O juiz escreveu que as supostas promessas verbais feitas por Nicki Minaj a Davidson – de que ele teria futuro nos negócios de sua marca – são muito vagas para levar a ação adiante, e que, muito dificilmente, o senso comum confundiria as perucas vendidas pela cantora e pelo cabeleireiro.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Juiz absolve Nicki Minaj de acusação de roubar linha de perucas de ex-cabeleireiro

por em 19/09/2014
O ju
iz federal de Atlanta, Harold Murphy, indeferiu a ação judicial movida pelo cabeleireiro Terrence Davidson, em fevereiro deste ano, contra Nicki Minaj. Davidson, que mora na Georgia, alega que começou a cuidar das madeixas da cantora em 2010 e que, como parte de suas funções, criou para ela uma linha de perucas, acessórios que acabaram tornando-se uma das marcas registradas de Nicki. Após um desentendimento sobre um reality show que seria lançado pela artista, Davidson foi excluído da equipe e a cantora teria passado a usar a linha de perucas do cabeleireiro sem o seu consentimento. Além disso, o profissional afirma que a rapper roubou, licenciou e vendeu produtos dele sem dividir os lucros. Harold Murphy concordou com os advogados da cantora e disse que as reivindicações de Davidson não são viáveis. O juiz escreveu que as supostas promessas verbais feitas por Nicki Minaj a Davidson – de que ele teria futuro nos negócios de sua marca – são muito vagas para levar a ação adiante, e que, muito dificilmente, o senso comum confundiria as perucas vendidas pela cantora e pelo cabeleireiro.