NOTÍCIAS

Justin Timberlake fala sobre seu novo documentário

Filme registrou o último show da turnê 20/20 Experience

O cantor Justin Timberlake conversou com a Billboard sobre o seu documentário Justin Timberlake + The Tennessee Kids, gravado durante sua última turnê e dirigido por Jonathan Demme. O registro será lançado na Netflix, em 12 de outubro.

O filme captura o último show da sua turnê 20/20 Experience, em janeiro de 2015, em Las Vegas. Por que esse show?
Quando você passa dois anos com pessoas, acontecem coisas boas e ruins, certo? Mais textura, rugas e amor por causa de toda a experiência dividida. Estou feliz com a forma que fizemos isso.

Você assiste e critica suas próprias performances?
Fazia isso bastante quando era nova, mas parei e percebi que nada é perfeito [risos]. E que as imperfeições são provavelmente a parte mais bonita.

No filme, durante a música “Mirrors”, você fica um pouco emocionado. No que estava pensando?
Sou emotivo. Acontece algumas noites porque você está sozinho lá na frente e está recebendo toda essa energia. Achamos que vamos a shows para conferir um artista, mas a verdade é que queremos nos conectar. Toda a energia: as palmas sincronizadas, as letras que você escreveu sendo cantadas com tanta animação – é muita coisa para absorver.

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Justin Timberlake fala sobre seu novo documentário

Filme registrou o último show da turnê 20/20 Experience

por Redação em 06/10/2016

O cantor Justin Timberlake conversou com a Billboard sobre o seu documentário Justin Timberlake + The Tennessee Kids, gravado durante sua última turnê e dirigido por Jonathan Demme. O registro será lançado na Netflix, em 12 de outubro.

O filme captura o último show da sua turnê 20/20 Experience, em janeiro de 2015, em Las Vegas. Por que esse show?
Quando você passa dois anos com pessoas, acontecem coisas boas e ruins, certo? Mais textura, rugas e amor por causa de toda a experiência dividida. Estou feliz com a forma que fizemos isso.

Você assiste e critica suas próprias performances?
Fazia isso bastante quando era nova, mas parei e percebi que nada é perfeito [risos]. E que as imperfeições são provavelmente a parte mais bonita.

No filme, durante a música “Mirrors”, você fica um pouco emocionado. No que estava pensando?
Sou emotivo. Acontece algumas noites porque você está sozinho lá na frente e está recebendo toda essa energia. Achamos que vamos a shows para conferir um artista, mas a verdade é que queremos nos conectar. Toda a energia: as palmas sincronizadas, as letras que você escreveu sendo cantadas com tanta animação – é muita coisa para absorver.