NOTÍCIAS

Kesha fala sobre seu distúrbio alimentar em entrevista

por em 15/05/2015
Kesh
a está melhor nos últimos dias, a ponto de conversar com a revista Vogue sobre os momentos ruins que viveu recentemente e como conseguiu superá-los.
“Eu estava cantando músicas como ‘We R Who We R’ e realmente acreditava nelas”, explicou. “Eu queria ser genuína. Mas eu estava triste e não estava comendo. Isso não é bom para o corpo, o metabolismo ou o cérebro. Eu conversei com minha terapeuta e ela disse que estava na hora de lidar com isso. Liguei para minha mãe uma noite e contei pra ela, pedindo ajuda. E fui para uma clínica de reabilitação específica para pessoas com distúrbios alimentares, onde uma nutricionista me ensinou que comida é algo positivo para o corpo. Eu entendi que ser saudável é a melhor coisa que posso fazer por mim mesma. Agora estou tentando aceitar o corpo em que estou. É difícil às vezes. Todo dia eu tenho que olhar no espelho e fazer a escolha de ser boa comigo. Essa é a pessoa que sou e eu tenho que amá-la.” A cantora continuou dizendo que grande parte de ser saudável está no fato de ser positiva. “Eu não presto atenção na internet ou blogs. Eu me cerco de pessoas positivas. Eu corro um pouco na praia todos os dias e comecei a fazer meditação transcendental para tentar achar alguma paz na minha vida louca. Isso tudo me lembra de ser grata pelo meu corpo e pela minha face – por mais imperfeitos que possam ser.”
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Kesha fala sobre seu distúrbio alimentar em entrevista

por em 15/05/2015
Kesh
a está melhor nos últimos dias, a ponto de conversar com a revista Vogue sobre os momentos ruins que viveu recentemente e como conseguiu superá-los.
“Eu estava cantando músicas como ‘We R Who We R’ e realmente acreditava nelas”, explicou. “Eu queria ser genuína. Mas eu estava triste e não estava comendo. Isso não é bom para o corpo, o metabolismo ou o cérebro. Eu conversei com minha terapeuta e ela disse que estava na hora de lidar com isso. Liguei para minha mãe uma noite e contei pra ela, pedindo ajuda. E fui para uma clínica de reabilitação específica para pessoas com distúrbios alimentares, onde uma nutricionista me ensinou que comida é algo positivo para o corpo. Eu entendi que ser saudável é a melhor coisa que posso fazer por mim mesma. Agora estou tentando aceitar o corpo em que estou. É difícil às vezes. Todo dia eu tenho que olhar no espelho e fazer a escolha de ser boa comigo. Essa é a pessoa que sou e eu tenho que amá-la.” A cantora continuou dizendo que grande parte de ser saudável está no fato de ser positiva. “Eu não presto atenção na internet ou blogs. Eu me cerco de pessoas positivas. Eu corro um pouco na praia todos os dias e comecei a fazer meditação transcendental para tentar achar alguma paz na minha vida louca. Isso tudo me lembra de ser grata pelo meu corpo e pela minha face – por mais imperfeitos que possam ser.”