NOTÍCIAS

Lady Gaga fala sobre a morte da tia em nova entrevista

Cantora não chegou a conhecer a parente, mas ela foi a inspiração por trás do disco Joanne

por Redação em 29/08/2017

Lady Gaga falou sobre sua falecida tia Joanne, que inspirou seu álbum mais recente, em entrevista com a revista V.

"Joanne é sobre viver cada dia como se fosse o último”, ela disse. “A irmã do meu pai morreu quando ela tinha 19 anos – Joanne, minha tia. Foi o centro da dor para a minha família. Enquanto eu crescia, eu nunca entendia o motivo das lágrimas da minha família”.

DOCUMENTÁRIO DE LADY GAGA SERÁ LANÇADO EM SETEMBRO NA NETFLIX

Gaga então explicou como Joanne morreu por complicações do lúpus, “uma terrível doença autoimune”. Ela nunca conheceu a tia, já que a morte aconteceu 12 anos antes do nascimento de Gaga.

"[Joanne] morreu em 1974, mas eles não sabiam por que ela morreu. Eles não sabiam o que era. Ela estava muito, muito doente, tinha essas lesões nas mãos e os médicos queriam amputar suas mãos. Ela era pintora, fazia crochê, era escritora e poeta. Quando Joanne se aproximou da morte, minha avó disse ‘Não posso deixar que os últimos momentos de minha filha na Terra sejam sem suas mãos’”.

ladygaga4

"O espírito de Joanne está muito vivo em minha família. Meu pai tem um restaurante chamado Joanne e, para mim, pessoalmente, significa que devo viver todos os dias como se fosse o último. Culpa católica. São essas histórias clássicas que me fizeram mais forte”.

A cantora também descreveu um sonho que costumava ter e como ele a inspirou em se conectar com os fãs pelo material em Joanne.

"Eu ficava vendo essa garota. No sonho, estou me apresentando em um anfiteatro, ao ar livre, e depois das cadeiras tem um campo – lugar dos ingressos mais baratos. É ali que essa garota está sentada, usando um moletom, com os jeans de sua mãe. Ela tem três bebês, dois estão correndo em volta dela. Ela está fumando um cigarro e segura uma taça de vinho. Ela usa muitas joias, a maioria falsa, mas tem uma que é de herança. Ela está cantando todas as músicas e pensa, como é possível que Lady Gaga entenda o que eu sinto? Essa garota sou eu. É para ela que estou escrevendo. Com Joanne, quis atingir as pessoas, quis unir todas as partes do país com esse disco”, disse. 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Lady Gaga fala sobre a morte da tia em nova entrevista

Cantora não chegou a conhecer a parente, mas ela foi a inspiração por trás do disco Joanne

por Redação em 29/08/2017

Lady Gaga falou sobre sua falecida tia Joanne, que inspirou seu álbum mais recente, em entrevista com a revista V.

"Joanne é sobre viver cada dia como se fosse o último”, ela disse. “A irmã do meu pai morreu quando ela tinha 19 anos – Joanne, minha tia. Foi o centro da dor para a minha família. Enquanto eu crescia, eu nunca entendia o motivo das lágrimas da minha família”.

DOCUMENTÁRIO DE LADY GAGA SERÁ LANÇADO EM SETEMBRO NA NETFLIX

Gaga então explicou como Joanne morreu por complicações do lúpus, “uma terrível doença autoimune”. Ela nunca conheceu a tia, já que a morte aconteceu 12 anos antes do nascimento de Gaga.

"[Joanne] morreu em 1974, mas eles não sabiam por que ela morreu. Eles não sabiam o que era. Ela estava muito, muito doente, tinha essas lesões nas mãos e os médicos queriam amputar suas mãos. Ela era pintora, fazia crochê, era escritora e poeta. Quando Joanne se aproximou da morte, minha avó disse ‘Não posso deixar que os últimos momentos de minha filha na Terra sejam sem suas mãos’”.

ladygaga4

"O espírito de Joanne está muito vivo em minha família. Meu pai tem um restaurante chamado Joanne e, para mim, pessoalmente, significa que devo viver todos os dias como se fosse o último. Culpa católica. São essas histórias clássicas que me fizeram mais forte”.

A cantora também descreveu um sonho que costumava ter e como ele a inspirou em se conectar com os fãs pelo material em Joanne.

"Eu ficava vendo essa garota. No sonho, estou me apresentando em um anfiteatro, ao ar livre, e depois das cadeiras tem um campo – lugar dos ingressos mais baratos. É ali que essa garota está sentada, usando um moletom, com os jeans de sua mãe. Ela tem três bebês, dois estão correndo em volta dela. Ela está fumando um cigarro e segura uma taça de vinho. Ela usa muitas joias, a maioria falsa, mas tem uma que é de herança. Ela está cantando todas as músicas e pensa, como é possível que Lady Gaga entenda o que eu sinto? Essa garota sou eu. É para ela que estou escrevendo. Com Joanne, quis atingir as pessoas, quis unir todas as partes do país com esse disco”, disse.