NOTÍCIAS

Leia a resenha de Système De Son, álbum de Stéphane San Juan

por em 16/12/2014
class="aligncenter size-full wp-image-13627" alt="Stephane_album" src="http://billboard.uol.com.br/wp-content/uploads/2014/12/Stephane_album.jpg" width="1500" height="1500" /> STÉPHANE SAN JUAN SYSTÈME DE SON POMMELO Em 2009, o baterista francês tirou uma ideia maluca da cachola: um show da Orquestra Imperial executando a obra do conterrâneo Serge Gainsbourg, com canjas de Caetano Veloso, Jane Birkin e do maestro e arranjador Jean-Claude Vannier (que chegou aqui achando que trabalharia com uma orquestra convencional, não com uma banda de baile em que nem todos leem partituras). O espetáculo, até por ser um tanto caótico, foi uma delícia, ganhou prêmio e deixou muita gente ansiosa por um trabalho solo de Stéphane, que se estabeleceu no país há uma década e meia, sempre envolvido com Kassin, Domenico e outros cariocas de fino trato. Système De Son supera as expectativas. Cercado pela turma, ele se inspira no humor safado de Gainsbourg para aprontar várias: rima “quiproquós” com “les papagayos” (!) em “Mio Amore Mio”, exalta Wilson das Neves em “Ô Chance”, canta versos nonsense em português em “Retornado”. E Tuilpa Ruiz coloca a cereja no éclair participando de “Miroir En Nous”. (José Flávio Júnior)
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Leia a resenha de Système De Son, álbum de Stéphane San Juan

por em 16/12/2014
class="aligncenter size-full wp-image-13627" alt="Stephane_album" src="http://billboard.uol.com.br/wp-content/uploads/2014/12/Stephane_album.jpg" width="1500" height="1500" /> STÉPHANE SAN JUAN SYSTÈME DE SON POMMELO Em 2009, o baterista francês tirou uma ideia maluca da cachola: um show da Orquestra Imperial executando a obra do conterrâneo Serge Gainsbourg, com canjas de Caetano Veloso, Jane Birkin e do maestro e arranjador Jean-Claude Vannier (que chegou aqui achando que trabalharia com uma orquestra convencional, não com uma banda de baile em que nem todos leem partituras). O espetáculo, até por ser um tanto caótico, foi uma delícia, ganhou prêmio e deixou muita gente ansiosa por um trabalho solo de Stéphane, que se estabeleceu no país há uma década e meia, sempre envolvido com Kassin, Domenico e outros cariocas de fino trato. Système De Son supera as expectativas. Cercado pela turma, ele se inspira no humor safado de Gainsbourg para aprontar várias: rima “quiproquós” com “les papagayos” (!) em “Mio Amore Mio”, exalta Wilson das Neves em “Ô Chance”, canta versos nonsense em português em “Retornado”. E Tuilpa Ruiz coloca a cereja no éclair participando de “Miroir En Nous”. (José Flávio Júnior)