NOTÍCIAS

Liam Payne nega acusações de homofobia

por em 19/08/2015

Logo antes de One Direction cantar a música "Girl Almighty" em Columbus, Ohio, na terça-feira (18/08), Liam Payne comentou o motivo de esta ser sua preferida do álbum Four. Infelizmente, sua explicação acabou atraindo acusações de homofobia – pelo menos de acordo com a internet.

Ao falar sobre a música e explicar o seu significado, Payne disse: “É sobre tentar achar a mulher da sua vida, algo que nenhuma de vocês consegue se identificar, porque a maioria de vocês são mulheres. A não ser os garotos que estão aqui, vocês sabem do que estou falando". Quase imediatamente, seus comentários foram atacados por serem muito heteronormativos – um termo usado para descrever situações nas quais orientações sexuais diferentes da heterossexual são marginalizadas, ignoradas ou perseguidas –, e o britânico foi acusado de ser homofóbico.

Payne inicialmente respondeu com uma breve explicação no Twitter. "Acho que algumas pessoas levam as coisas para o sentido muito literal nesses tempos atuais. Não vou comentar. Vocês sabem que o que eu quis dizer era em geral". Em seguida, o cantor enfrentou a acusação diretamente: "Eu não sou homofóbico de maneira alguma, isso é algo ridículo a se dizer e não estou aqui para ofender as pessoas. Então, interpretem como quiserem"

Nos 30 minutos seguintes, Payne continuou a se defender em uma série de tuítes. "Eu peço desculpa a quem ofendi, de verdade, mas não há necessidade para me chamarem de coisas que estão me chamando", escreveu. "Eu estou aqui apenas para fazer as pessoas sorrirem, o que considero ser o papel do meu trabalho".

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Pegada que Desgrama
Naiara Azevedo
2
Rapariga Não (Part. Simone & Simaria)
João Neto & Frederico
3
Dona Maria (Part. Jorge)
Thiago Brava
4
Apelido Carinhoso
Gusttavo Lima
5
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Liam Payne nega acusações de homofobia

por em 19/08/2015

Logo antes de One Direction cantar a música "Girl Almighty" em Columbus, Ohio, na terça-feira (18/08), Liam Payne comentou o motivo de esta ser sua preferida do álbum Four. Infelizmente, sua explicação acabou atraindo acusações de homofobia – pelo menos de acordo com a internet.

Ao falar sobre a música e explicar o seu significado, Payne disse: “É sobre tentar achar a mulher da sua vida, algo que nenhuma de vocês consegue se identificar, porque a maioria de vocês são mulheres. A não ser os garotos que estão aqui, vocês sabem do que estou falando". Quase imediatamente, seus comentários foram atacados por serem muito heteronormativos – um termo usado para descrever situações nas quais orientações sexuais diferentes da heterossexual são marginalizadas, ignoradas ou perseguidas –, e o britânico foi acusado de ser homofóbico.

Payne inicialmente respondeu com uma breve explicação no Twitter. "Acho que algumas pessoas levam as coisas para o sentido muito literal nesses tempos atuais. Não vou comentar. Vocês sabem que o que eu quis dizer era em geral". Em seguida, o cantor enfrentou a acusação diretamente: "Eu não sou homofóbico de maneira alguma, isso é algo ridículo a se dizer e não estou aqui para ofender as pessoas. Então, interpretem como quiserem"

Nos 30 minutos seguintes, Payne continuou a se defender em uma série de tuítes. "Eu peço desculpa a quem ofendi, de verdade, mas não há necessidade para me chamarem de coisas que estão me chamando", escreveu. "Eu estou aqui apenas para fazer as pessoas sorrirem, o que considero ser o papel do meu trabalho".