NOTÍCIAS

Linha do tempo dos problemas de R. Kelly com a lei

Cantor foi acusado de manter seis mulheres em cárcere privado

por Redação em 17/07/2017

Nesta segunda-feira (17/07), o Buzzfeed divulgou uma matéria que afirma que o cantor de R&B R. Kelly está mantendo seis mulheres em cárcere privado em suas residências em Chicago e Atlanta, como parte de um culto sexual.

R. KELLY É ACUSADO DE MANTER JOVENS EM CÁRCERE PRIVADO PARA CULTO SEXUAL

O cantor tem uma longa história de problemas com a lei e acusações sobre sua vida sexual datando desde os anos 1990. Apesar de seu passado questionável, ele lançou discos de platina, incluindo Chocolate Factory, de 2004, lançado no meio do furacão das alegações de uma sex-tape.

Fizemos uma linha do tempo destacando alguns momentos do passado duvidoso de R. Kelly. Veja abaixo:

1994

De acordo com uma história publicada na Vibe, R. Kelly – com 27 anos na época – se casou ilegalmente com a cantora Aaliyah, de 14 anos, em uma cerimônia secreta em Chicago. A Vibe descobriu que a cantora mentiu sobre sua idade na certidão de casamento, dizendo que tinha 18 anos. Ambos os lados negaram a história veementemente. O casamento foi anulado posteriormente, em fevereiro de 1995.

1996

O cantor se envolveu em uma briga feia em um clube na Louisiana. Christopher Mahoney acusou Kelly e seus amigos de o terem agredido durante uma partida de basquete. Ele recebeu 110 pontos na face. O promotor da cidade, Mike Harson, investigou o caso e descobriu que Kelly não foi o responsável pela agressão. Ele recebeu a sentença de um ano de liberdade condicional não assistida.

Janeiro de 1998

Em 1996, uma mulher chamada Tiffany Hawkins processou R. Kelly por injuria e estresse emocional após um relacionamento de três anos no início de 1990. Em 1991, Kelly – na época com 24 anos – começou a ter envolvimento sexual com Tiffany – na época com 15 anos. Tiffany pediu US$ 10 milhões em danos, mas quando o processo foi arquivado em janeiro de 1998, ela recebeu apenas US$ 250 mil.

Maio de 1998

Kelly foi preso por escutar música alta em seu carro. No mesmo mês, as três acusações foram descartadas.

Fevereiro de 2002

A vida do cantor piorou quando um vídeo dele tendo relações sexuais com uma menor de idade foi divulgado. Ele foi acusado de urinar na menina durante a gravação. Na época, ele falou com a MTV e negou todas as acusações.

Junho de 2002

Kelly foi condenado por pornografia infantil. Ele já tinha um mandato de prisão emitido em Chicago, mas sua residência na Flórida também foi inspecionada pela polícia. Os oficiais encontraram uma câmera digital com 12 imagens de uma menina menor de idade. Ela era a mesma garota no vídeo vazado, pelo qual ele foi indiciado em Chicago. Três das fotos mostravam Kelly em atos perturbadores com a jovem menina.

2008

O caso na Flórida ser encerrado por falta de motivo para expedir um mandado de busca e apreensão. Neste ano, o caso de Chicago foi a júri e Kelly foi julgado não culpado após um dia de deliberações dos jurados.

Julho de 2017

De acordo com uma matéria do Buzzfeed, Kelly foi acusado de manter mulheres em cárcere privado como parte de seu “culto abusivo”. A reportagem fala sobre como ele controla os aspectos da vida de seis mulheres: “o que elas comem, como se vestem, quando se banham, quando dormem e como devem performar atos sexuais que ele grava”.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Saudade
Eduardo Costa
3
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
Aquela Pessoa
Henrique & Juliano
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Linha do tempo dos problemas de R. Kelly com a lei

Cantor foi acusado de manter seis mulheres em cárcere privado

por Redação em 17/07/2017

Nesta segunda-feira (17/07), o Buzzfeed divulgou uma matéria que afirma que o cantor de R&B R. Kelly está mantendo seis mulheres em cárcere privado em suas residências em Chicago e Atlanta, como parte de um culto sexual.

R. KELLY É ACUSADO DE MANTER JOVENS EM CÁRCERE PRIVADO PARA CULTO SEXUAL

O cantor tem uma longa história de problemas com a lei e acusações sobre sua vida sexual datando desde os anos 1990. Apesar de seu passado questionável, ele lançou discos de platina, incluindo Chocolate Factory, de 2004, lançado no meio do furacão das alegações de uma sex-tape.

Fizemos uma linha do tempo destacando alguns momentos do passado duvidoso de R. Kelly. Veja abaixo:

1994

De acordo com uma história publicada na Vibe, R. Kelly – com 27 anos na época – se casou ilegalmente com a cantora Aaliyah, de 14 anos, em uma cerimônia secreta em Chicago. A Vibe descobriu que a cantora mentiu sobre sua idade na certidão de casamento, dizendo que tinha 18 anos. Ambos os lados negaram a história veementemente. O casamento foi anulado posteriormente, em fevereiro de 1995.

1996

O cantor se envolveu em uma briga feia em um clube na Louisiana. Christopher Mahoney acusou Kelly e seus amigos de o terem agredido durante uma partida de basquete. Ele recebeu 110 pontos na face. O promotor da cidade, Mike Harson, investigou o caso e descobriu que Kelly não foi o responsável pela agressão. Ele recebeu a sentença de um ano de liberdade condicional não assistida.

Janeiro de 1998

Em 1996, uma mulher chamada Tiffany Hawkins processou R. Kelly por injuria e estresse emocional após um relacionamento de três anos no início de 1990. Em 1991, Kelly – na época com 24 anos – começou a ter envolvimento sexual com Tiffany – na época com 15 anos. Tiffany pediu US$ 10 milhões em danos, mas quando o processo foi arquivado em janeiro de 1998, ela recebeu apenas US$ 250 mil.

Maio de 1998

Kelly foi preso por escutar música alta em seu carro. No mesmo mês, as três acusações foram descartadas.

Fevereiro de 2002

A vida do cantor piorou quando um vídeo dele tendo relações sexuais com uma menor de idade foi divulgado. Ele foi acusado de urinar na menina durante a gravação. Na época, ele falou com a MTV e negou todas as acusações.

Junho de 2002

Kelly foi condenado por pornografia infantil. Ele já tinha um mandato de prisão emitido em Chicago, mas sua residência na Flórida também foi inspecionada pela polícia. Os oficiais encontraram uma câmera digital com 12 imagens de uma menina menor de idade. Ela era a mesma garota no vídeo vazado, pelo qual ele foi indiciado em Chicago. Três das fotos mostravam Kelly em atos perturbadores com a jovem menina.

2008

O caso na Flórida ser encerrado por falta de motivo para expedir um mandado de busca e apreensão. Neste ano, o caso de Chicago foi a júri e Kelly foi julgado não culpado após um dia de deliberações dos jurados.

Julho de 2017

De acordo com uma matéria do Buzzfeed, Kelly foi acusado de manter mulheres em cárcere privado como parte de seu “culto abusivo”. A reportagem fala sobre como ele controla os aspectos da vida de seis mulheres: “o que elas comem, como se vestem, quando se banham, quando dormem e como devem performar atos sexuais que ele grava”.