NOTÍCIAS

Músicos comentam a morte de João Araújo

por em 02/12/2013
Imagem: Divulgação

Alguns dos nomes mais importantes da música brasileira usaram as redes sociais como Twitter e Facebook para comentar sobre a morte de João Araújo, que faleceu no último sábado (30), aos 78 anos, após uma parada cardíaca.

O executivo ocupou o cargo mais alto da gravadora Som Livre por 38 anos e, durante sua gestão, lançou artistas como Djavan, Lulu Santos e Barão Vermelho, a banda comandada pelo filho Cazuza, entre outros.

“Foi um querido amigo muito presente em nossas vidas. Fez muito pela música brasileira. Gostava muito de receber o casal João e Lucinha em minha casa. Além da nossa família ter muita proximidade com o João, ele foi um grande amigo meu e de Flora. Agora iremos cuidar da nossa querida Lucinha”, postou Gilberto Gil, no Facebook. 

“Acabo de saber da morte de um grande amigo, um homem fundamental para a música deste Brasil. Que Deus te conduza, amigo querido", escreveu Fafá de Belém, no Twitter. Ritchie também usou o microblog para lamentar a morte do produtor: “R.I.P. João Araújo, monstro sagrado da indústria musical nacional e pai do cantor Cazuza.”

“Muita tristeza com a partida do nosso querido João Araújo.Que esteja em paz”, publicou Gal Costa. “Um grande mestre da música. Um grande pai. Uma pessoa que me chamava sempre de sua garotinha! Muito amor”, acrescentou Bebel Gilberto.

"Comecei a gravar por causa dele. Ele que disse para que eu e Gal gravássemos pela Phillips, mas a empresa achava que não tínhamos potencial comercial. Ele teve, então, a ideia de fazermos um disco juntos. Foram muitas as pessoas por quem ele foi o primeiro a lutar e querer. Sou muito grato por ele", disse Caetano.

Lulu Santos também publicou um texto em homenagem ao produtor: “Devo o fato de ter uma carreira ao João, ele me fez o favor de me demitir da sua Som Livre, onde eu patinava numa meia-carreira de produtor de repertório de novelas, que jamais me satisfaria, e outro de aceitar que colocasse minha música numa destas trilhas, me lançando de vez nas incertezas, glórias e deslizes desta nossa 'carrièrre'. Fora isso, Big John sempre foi um legítimo boa praça, talvez um dos últimos”.

Por uma triste coincidência, no mesmo dia da morte de João Araújo, foi realizado em São Paulo um show em homenagem ao filho do produtor, o cantor Cazuza, morto em 1990. Ele foi homenageado durante a apresentação, que ainda contou com uma “aparição” holográfica de Cazuza. Confira o vídeo: 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
2
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Músicos comentam a morte de João Araújo

por em 02/12/2013
Imagem: Divulgação

Alguns dos nomes mais importantes da música brasileira usaram as redes sociais como Twitter e Facebook para comentar sobre a morte de João Araújo, que faleceu no último sábado (30), aos 78 anos, após uma parada cardíaca.

O executivo ocupou o cargo mais alto da gravadora Som Livre por 38 anos e, durante sua gestão, lançou artistas como Djavan, Lulu Santos e Barão Vermelho, a banda comandada pelo filho Cazuza, entre outros.

“Foi um querido amigo muito presente em nossas vidas. Fez muito pela música brasileira. Gostava muito de receber o casal João e Lucinha em minha casa. Além da nossa família ter muita proximidade com o João, ele foi um grande amigo meu e de Flora. Agora iremos cuidar da nossa querida Lucinha”, postou Gilberto Gil, no Facebook. 

“Acabo de saber da morte de um grande amigo, um homem fundamental para a música deste Brasil. Que Deus te conduza, amigo querido", escreveu Fafá de Belém, no Twitter. Ritchie também usou o microblog para lamentar a morte do produtor: “R.I.P. João Araújo, monstro sagrado da indústria musical nacional e pai do cantor Cazuza.”

“Muita tristeza com a partida do nosso querido João Araújo.Que esteja em paz”, publicou Gal Costa. “Um grande mestre da música. Um grande pai. Uma pessoa que me chamava sempre de sua garotinha! Muito amor”, acrescentou Bebel Gilberto.

"Comecei a gravar por causa dele. Ele que disse para que eu e Gal gravássemos pela Phillips, mas a empresa achava que não tínhamos potencial comercial. Ele teve, então, a ideia de fazermos um disco juntos. Foram muitas as pessoas por quem ele foi o primeiro a lutar e querer. Sou muito grato por ele", disse Caetano.

Lulu Santos também publicou um texto em homenagem ao produtor: “Devo o fato de ter uma carreira ao João, ele me fez o favor de me demitir da sua Som Livre, onde eu patinava numa meia-carreira de produtor de repertório de novelas, que jamais me satisfaria, e outro de aceitar que colocasse minha música numa destas trilhas, me lançando de vez nas incertezas, glórias e deslizes desta nossa 'carrièrre'. Fora isso, Big John sempre foi um legítimo boa praça, talvez um dos últimos”.

Por uma triste coincidência, no mesmo dia da morte de João Araújo, foi realizado em São Paulo um show em homenagem ao filho do produtor, o cantor Cazuza, morto em 1990. Ele foi homenageado durante a apresentação, que ainda contou com uma “aparição” holográfica de Cazuza. Confira o vídeo: