NOTÍCIAS

“Não sou o sedutor que comentam”, diz Chico Buarque

por em 26/05/2015
Sem
lançar um disco de estúdio desde 2011 (Chico), o cantor e compositor Chico Buarque tem se dedicado à carreira de escritor. Em 2014, lançou pela editora Companhia das Letras o livro O Irmão Alemão, obra baseada em fatos reais sobre a descoberta do fato de seu pai, Sergio Buarque de Hollanda, ter um filho na Alemanha, no período em que era correspondente em Berlim para um jornal brasileiro. Em entrevista ao site brasileiro do jornal El Pais, o escritor falou sobre a maneira inesperada que soube do seu irmão distante. “Soube exatamente em 1967, quando tinha 23 anos. Vinicius de Moraes, Tom Jobim e eu fomos visitar o poeta Manuel Bandeira, que já estava muito velhinho, em sua casa no Rio. E, então, falando disso e daquilo, Bandeira perguntou por meu pai, de quem era muito amigo: 'Como o Sérgio está? Ah, quanto tempo não o vejo, vivemos tantas coisas juntos... Foi para a Alemanha, teve aquele filho...'. E aí soltou isso”, conta Chico. O compositor também falou sobre a relação com a sua idade e a contribuição artística, o que prova a maior dedicação à literatura nos últimos anos. “Componho menos do que aos 20. A música popular é mais uma arte da juventude, com o tempo você vai perdendo. No começo você tem um milhão de ideias, tudo em torno serve para fazer uma canção. Depois vai ficando mais insípido, menos inspirador.” O que não mudou com o passar dos anos é a figura de galanteador de Chico Buarque, que segue atraindo mulheres de todas as idades. Mas o compositor prefere manter a postura humilde. “Não sei nada sobre isso. Sou tímido, um cidadão sério, um homem de família. Inventam histórias, criam lendas que não têm muito a ver com a realidade. Não sou o sedutor que comentam”, disse.
  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“Não sou o sedutor que comentam”, diz Chico Buarque

por em 26/05/2015
Sem
lançar um disco de estúdio desde 2011 (Chico), o cantor e compositor Chico Buarque tem se dedicado à carreira de escritor. Em 2014, lançou pela editora Companhia das Letras o livro O Irmão Alemão, obra baseada em fatos reais sobre a descoberta do fato de seu pai, Sergio Buarque de Hollanda, ter um filho na Alemanha, no período em que era correspondente em Berlim para um jornal brasileiro. Em entrevista ao site brasileiro do jornal El Pais, o escritor falou sobre a maneira inesperada que soube do seu irmão distante. “Soube exatamente em 1967, quando tinha 23 anos. Vinicius de Moraes, Tom Jobim e eu fomos visitar o poeta Manuel Bandeira, que já estava muito velhinho, em sua casa no Rio. E, então, falando disso e daquilo, Bandeira perguntou por meu pai, de quem era muito amigo: 'Como o Sérgio está? Ah, quanto tempo não o vejo, vivemos tantas coisas juntos... Foi para a Alemanha, teve aquele filho...'. E aí soltou isso”, conta Chico. O compositor também falou sobre a relação com a sua idade e a contribuição artística, o que prova a maior dedicação à literatura nos últimos anos. “Componho menos do que aos 20. A música popular é mais uma arte da juventude, com o tempo você vai perdendo. No começo você tem um milhão de ideias, tudo em torno serve para fazer uma canção. Depois vai ficando mais insípido, menos inspirador.” O que não mudou com o passar dos anos é a figura de galanteador de Chico Buarque, que segue atraindo mulheres de todas as idades. Mas o compositor prefere manter a postura humilde. “Não sei nada sobre isso. Sou tímido, um cidadão sério, um homem de família. Inventam histórias, criam lendas que não têm muito a ver com a realidade. Não sou o sedutor que comentam”, disse.