NOTÍCIAS

Novo álbum de The Weeknd é inspirado em Prince, The Smiths e Talking Heads

O mais recente álbum do artista foi lançado em 2015

por Redação em 08/09/2016

The Weeknd reuniu um grupo bem distinto de inspirações para o sucessor de seu álbum de estreia, Beauty Behind The Madness, e algumas podem te surpreender.

Em entrevista à revista VMAN, ele divulgou uma foto do trabalho sendo realizado que tem como referência o punk, o new wave e o R&B clássico.

"A produção é agressiva, mas continua sexy. The Smiths, Bad Brains, Talking Heads, Prince e DeBarge são influências fortes”, disse o cantor para a revista. “Escrevemos tudo em Los Angeles. Acredito que seja o melhor álbum que já fiz. É difícil definir o som porque quando comecei, ninguém me rotularia como R&B. Quero continuar sendo criativo, sem parecer forçado”.

Depois de hits como “The Hills”, “Can’t Feel My Face” e “Earned It” (da trilha sonora de 50 Tons De Cinza), The Weeknd continua usando filmes e diretores famosos como fonte de inspiração. “Antes de pensar em fazer música, eu queria fazer filmes. Escrevia roteiros e curtas antes de compor canções. David Lynch, junto com David Cronenberg. Stanley Kubrick e Martin Scorsese têm uma participação muito grande no meu estilo, meu som, minha estética. Em certo ponto, meu cabelo parecia do Eraserhead”.

E apesar de não dar muitos detalhes sobre o álbum, ainda sem nome, ele assegura seus fãs que a espera não será tão longa quanto a de Frank Ocean. “Meu propósito é de continuar fazendo boa música e sinto que farei isso pelo resto da minha vida, então não há pressão. Nada me impedirá de fazer o que amo. Falo sobre meu relacionamento com a religião um pouco e como isso se conecta com minha vida louca e materialista. Falo sobre minhas experiências recentes e passadas que não entraram no primeiro álbum. Escrevi algumas dessas músicas enquanto gravava Beauty Behind The Madness. É como um livro ficcional inspirado em eventos verdadeiros”.

Enquanto o novo álbum não chega, ouça Beauty Behind The Madness:

 

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Novo álbum de The Weeknd é inspirado em Prince, The Smiths e Talking Heads

O mais recente álbum do artista foi lançado em 2015

por Redação em 08/09/2016

The Weeknd reuniu um grupo bem distinto de inspirações para o sucessor de seu álbum de estreia, Beauty Behind The Madness, e algumas podem te surpreender.

Em entrevista à revista VMAN, ele divulgou uma foto do trabalho sendo realizado que tem como referência o punk, o new wave e o R&B clássico.

"A produção é agressiva, mas continua sexy. The Smiths, Bad Brains, Talking Heads, Prince e DeBarge são influências fortes”, disse o cantor para a revista. “Escrevemos tudo em Los Angeles. Acredito que seja o melhor álbum que já fiz. É difícil definir o som porque quando comecei, ninguém me rotularia como R&B. Quero continuar sendo criativo, sem parecer forçado”.

Depois de hits como “The Hills”, “Can’t Feel My Face” e “Earned It” (da trilha sonora de 50 Tons De Cinza), The Weeknd continua usando filmes e diretores famosos como fonte de inspiração. “Antes de pensar em fazer música, eu queria fazer filmes. Escrevia roteiros e curtas antes de compor canções. David Lynch, junto com David Cronenberg. Stanley Kubrick e Martin Scorsese têm uma participação muito grande no meu estilo, meu som, minha estética. Em certo ponto, meu cabelo parecia do Eraserhead”.

E apesar de não dar muitos detalhes sobre o álbum, ainda sem nome, ele assegura seus fãs que a espera não será tão longa quanto a de Frank Ocean. “Meu propósito é de continuar fazendo boa música e sinto que farei isso pelo resto da minha vida, então não há pressão. Nada me impedirá de fazer o que amo. Falo sobre meu relacionamento com a religião um pouco e como isso se conecta com minha vida louca e materialista. Falo sobre minhas experiências recentes e passadas que não entraram no primeiro álbum. Escrevi algumas dessas músicas enquanto gravava Beauty Behind The Madness. É como um livro ficcional inspirado em eventos verdadeiros”.

Enquanto o novo álbum não chega, ouça Beauty Behind The Madness: