NOTÍCIAS

“O pop atual é ofensivo”, diz Corey Taylor, do Slipknot

por em 05/08/2015

O vocalista do Slipknot, Corey Taylor, fez criticas pesadas à música pop atual durante uma entrevista ao site Loudwire sobre seu novo livro, You're Making Me Hate You.

"Especialmente quando estou com meus filhos. Odeio incluí-los na conversa, mas quando estão ouvindo o que se passa por música pop... Sinto como se estivesse sendo picado por mil abelhas ao mesmo tempo. É tanto auto-tune [software para tratamento e correção de voz], tanta correção de batida, é tão processada e sem vida, que você poderia estar ouvindo um pedaço de madeira", disse o cantor e compositor. “Me incomoda porque eu dou tanto de mim a tudo o que faço, coloco tanto na minha música. Eu sangro por ela, morro por ela toda noite. Ver essas pessoas basicamente deixarem um computador fazer os movimentos e todo o trabalho por elas é um insulto a todos que têm mais talento e menos atenção”.

"Eu acho que as pessoas ouvem porque acreditam ser a única opção que têm. Então eu tenho lentamente tentado deixar a mensagem de que há outros tipos de música, melhores músicos, melhores cantores, melhores compositores para o lugar dessa música de doce da Disney de merda. É ridículo. Se eu conseguir ser ouvido por dez pessoas em 100, espero conseguir fazer isso mudar".

Taylor, que participou com o Slipknot do Rock in Rio 2011, volta ao festival este ano como a atração principal do dia 25 de setembro.

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

“O pop atual é ofensivo”, diz Corey Taylor, do Slipknot

por em 05/08/2015

O vocalista do Slipknot, Corey Taylor, fez criticas pesadas à música pop atual durante uma entrevista ao site Loudwire sobre seu novo livro, You're Making Me Hate You.

"Especialmente quando estou com meus filhos. Odeio incluí-los na conversa, mas quando estão ouvindo o que se passa por música pop... Sinto como se estivesse sendo picado por mil abelhas ao mesmo tempo. É tanto auto-tune [software para tratamento e correção de voz], tanta correção de batida, é tão processada e sem vida, que você poderia estar ouvindo um pedaço de madeira", disse o cantor e compositor. “Me incomoda porque eu dou tanto de mim a tudo o que faço, coloco tanto na minha música. Eu sangro por ela, morro por ela toda noite. Ver essas pessoas basicamente deixarem um computador fazer os movimentos e todo o trabalho por elas é um insulto a todos que têm mais talento e menos atenção”.

"Eu acho que as pessoas ouvem porque acreditam ser a única opção que têm. Então eu tenho lentamente tentado deixar a mensagem de que há outros tipos de música, melhores músicos, melhores cantores, melhores compositores para o lugar dessa música de doce da Disney de merda. É ridículo. Se eu conseguir ser ouvido por dez pessoas em 100, espero conseguir fazer isso mudar".

Taylor, que participou com o Slipknot do Rock in Rio 2011, volta ao festival este ano como a atração principal do dia 25 de setembro.