NOTÍCIAS

OK Go fala sobre seu novo clipe “The One Moment”

Banda ficou conhecida por causa de seus clipes divertidos e que bombaram no YouTube

por Redação em 23/11/2016

Quando Tim Nordwind e Damian Kulash, da banda de pop rock OK Go entram na sala, não se espera que eles sejam os mesmos que fizeram uma coreografia perfeita em equipamentos de ginástica no clipe “Here It Goes Again”, de 2006; feito acrobacias sem escrúpulos em um ambiente com zero gravidade, como em “Upside Down & Inside Out”; ou que foram capazes de fazer 325 eventos diferentes acontecerem em 4.2 segundos como no vídeo lançado nesta quarta-feira (23/11) para a música “The One Moment”, publicado pela banda em sua página oficial no Facebook.

"Desde que os vídeos começaram a ficar populares há dez anos, foi se tornando cada vez mais difícil para a gente encontrar algo que achamos divertido”, disse Kulash para a Billboard. Ele compara a fusão entre elementos visuais e sonoros a vinho e comida. “O alimento e o vinho são ideias distintas…”, explica. Nordwind completa o raciocínio, “Não se faz vinho pensando em que prato ele melhor acompanha”, fazendo alusão ao fato de que a banda não compõe músicas pensando em um conceito para seu vídeo.

Originalmente, o refrão de “The One Moment” era uma declaração para cima, mas mudou de sentido por causa do atual cenário cultural e político. Kulash comenta então sobre o processo criativo. “Tim disse outro dia ‘É muito louco que escrevemos todo o álbum (Hungry Ghosts, em 2014) sobre esse momento e não fazíamos ideia do que iria acontecer”. Ele afirma que o álbum tem um sentimento de “meu Deus, o que acabou de acontecer?” e que considerando os eventos recentes parece uma estranha premonição. Apesar da intenção por trás da letra do single ter mudado um pouco nos últimos anos, algo que se mantém intacto é o impacto dos clipes na banda, na equipe e nos fãs.

"Percebi que, por causa da forma não tradicional do nosso processo e nossa forma de criar nossos clipes, atraímos os mais malucos da indústria”, disse Nordwind sobre as equipes que trabalham com a banda e ajudam a transformar as ideias em realidade. “Eles procuram aventura… Acho que as pessoas gostam dos desafios”.

Desde que a banda foi formada nos anos 1990 em Chicago, Estados Unidos, ela tem evoluído. O vídeo que os tornou famosos, “Here It Goes Again” completa 10 anos em 2016 e ultrapassa as 33 milhões de visualizações. Se voltarmos para 2006, quando o clipe gravado em esteiras de ginástica se tornou viral (muito antes de virais e memes dominarem a internet), Kulash se lembra de “uma imediata explosão de interesse. De repente, a parte tradicional da indústria da música se importava com a gente”. Ele também recorda o pensamento da banda sobre entrarem para as estatísticas de one hit wonders. Ele afirma que eles precisaram pensar em um sucessor para o hit, além de se perguntarem “o que acontece quando seu maior sucesso teve um clipe feito em casa?”.

Considerando que parte do apelo da banda vem de seus vídeos criativos (“Não acredito que outra carreira da música seja tão focada em clipes como a nossa”, sugere Kulash), podemos esperar mais invenções para o futuro.

Veja o clipe de “The One Moment”:

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

OK Go fala sobre seu novo clipe “The One Moment”

Banda ficou conhecida por causa de seus clipes divertidos e que bombaram no YouTube

por Redação em 23/11/2016

Quando Tim Nordwind e Damian Kulash, da banda de pop rock OK Go entram na sala, não se espera que eles sejam os mesmos que fizeram uma coreografia perfeita em equipamentos de ginástica no clipe “Here It Goes Again”, de 2006; feito acrobacias sem escrúpulos em um ambiente com zero gravidade, como em “Upside Down & Inside Out”; ou que foram capazes de fazer 325 eventos diferentes acontecerem em 4.2 segundos como no vídeo lançado nesta quarta-feira (23/11) para a música “The One Moment”, publicado pela banda em sua página oficial no Facebook.

"Desde que os vídeos começaram a ficar populares há dez anos, foi se tornando cada vez mais difícil para a gente encontrar algo que achamos divertido”, disse Kulash para a Billboard. Ele compara a fusão entre elementos visuais e sonoros a vinho e comida. “O alimento e o vinho são ideias distintas…”, explica. Nordwind completa o raciocínio, “Não se faz vinho pensando em que prato ele melhor acompanha”, fazendo alusão ao fato de que a banda não compõe músicas pensando em um conceito para seu vídeo.

Originalmente, o refrão de “The One Moment” era uma declaração para cima, mas mudou de sentido por causa do atual cenário cultural e político. Kulash comenta então sobre o processo criativo. “Tim disse outro dia ‘É muito louco que escrevemos todo o álbum (Hungry Ghosts, em 2014) sobre esse momento e não fazíamos ideia do que iria acontecer”. Ele afirma que o álbum tem um sentimento de “meu Deus, o que acabou de acontecer?” e que considerando os eventos recentes parece uma estranha premonição. Apesar da intenção por trás da letra do single ter mudado um pouco nos últimos anos, algo que se mantém intacto é o impacto dos clipes na banda, na equipe e nos fãs.

"Percebi que, por causa da forma não tradicional do nosso processo e nossa forma de criar nossos clipes, atraímos os mais malucos da indústria”, disse Nordwind sobre as equipes que trabalham com a banda e ajudam a transformar as ideias em realidade. “Eles procuram aventura… Acho que as pessoas gostam dos desafios”.

Desde que a banda foi formada nos anos 1990 em Chicago, Estados Unidos, ela tem evoluído. O vídeo que os tornou famosos, “Here It Goes Again” completa 10 anos em 2016 e ultrapassa as 33 milhões de visualizações. Se voltarmos para 2006, quando o clipe gravado em esteiras de ginástica se tornou viral (muito antes de virais e memes dominarem a internet), Kulash se lembra de “uma imediata explosão de interesse. De repente, a parte tradicional da indústria da música se importava com a gente”. Ele também recorda o pensamento da banda sobre entrarem para as estatísticas de one hit wonders. Ele afirma que eles precisaram pensar em um sucessor para o hit, além de se perguntarem “o que acontece quando seu maior sucesso teve um clipe feito em casa?”.

Considerando que parte do apelo da banda vem de seus vídeos criativos (“Não acredito que outra carreira da música seja tão focada em clipes como a nossa”, sugere Kulash), podemos esperar mais invenções para o futuro.

Veja o clipe de “The One Moment”: