NOTÍCIAS

Os dez casais mais admiráveis do pop

Até que as paradas os separem!

por Redação em 12/06/2017

Nosso ranking dá guarida a namorados ou cônjuges que elevaram suas relações a outros patamares: gravaram discos, saíram em turnês, fizeram filhos músicos...

Michael Jackson e Lisa Marie Presley (1994-1996): Michael conheceu a filha de Elvis Presley quando era adolescente e se apresentava com o Jackson Five em Las Vegas. “Uma coisa incrível sobre nós é que estávamos juntos constantemente, mas não deixávamos que ninguém soubesse disso. Foi assim por anos. Nós éramos realmente discretos e confortáveis um com o outro”, Michael afirmou em entrevista a uma revista em 1994. Lisa esteve ao lado de Michael durante a primeira série de acusações de abuso sexual infantil. Após o fim do divórcio de Lisa Marie com o músico Danny Keough, Michael e Lisa se casaram na República Dominicana.

Ao todo, foram dois anos de um casamento turbulento e com frequentes desentendimentos. Eles se separaram, mas, segundo consta, mantiveram uma amizade – e um caso que durou mais quatro anos. Para o pop, fica a imagem dos dois namorando (com pouca roupa) no clipe de “You Are Not Alone”.

Divulgação

Kurt Cobain e Courtney Love (1992-1994): Breve, mas intenso. Assim foi o casamento de Kurt e Courtney, que gerou a filha Frances Bean Cobain. Apesar de nunca terem gravado nada juntos, em uma entrevista cedida em 1993, Cobain disse que amava tocar música com Courtney, que era rejuvenescedor, mas que eles provavelmente nunca lançariam nenhuma colaboração porque seria “John e Yoko” demais. Ele revelou também que “Pennyroyal Tea” foi escrita pelos dois. Há ainda a especulação de que Cobain teria ajudado a esposa a compor Live Through This, o melhor álbum do Hole, a banda da cantora.

Divulgação

Faith Hill e Tim McGraw (1996-Hoje): A dupla de cantores country tem um dos casamentos mais longevos do mundo da música atual. “Saímos da porta de casa e vamos para o trabalho mas, quando estamos em casa, nós não falamos nada sobre música... É um mundo bem diferente”, explicou McGraw sobre o sucesso do relacionamento. Casados há 20 anos, eles têm um longo histórico de colaborações, e até mesmo uma turnê juntos. “As chances que tivemos de fazer turnê juntos, cantarmos juntos... Quantas pessoas conseguem fazer isso em suas vidas?”, disse a Oprah o cantor em um episódio de Oprah’s Master Class.

Reprodução

John Lennon e Yoko Ono (1969-1980): Um dos casais mais notórios da lista, Yoko e Lennon ficaram juntos por três anos até ela o “empurrar” para May Pang, assistente do casal. Foi só em 1975, dois anos depois, que o casal se estabilizou e foi de fato feliz – para a infelicidade dos fãs dos Beatles, que desaprovavam a união. Muita gente até hoje culpa Yoko pelo fim do grupo. A verdade é que Lennon passou a se sentir mais seguro e criativo com a namorada por perto e isso não poderia mesmo fazer bem ao conjunto. Em seus discos pós-Beatles, isso nem era uma questão: Yoko acompanhava as gravações no estúdio e dava pitaco em tudo, para o conforto do fil..., quer dizer, marido.

Divulgação

Diana Krall e Elvis Costello (2003-Hoje): Casados há mais de uma década, a canadense Diana Krall e o inglês Elvis Costello escrevem e gravam juntos constantemente. O músico adicionou ukelele, mandolin, guitarra e backing vocals ao décimo álbum da esposa, Glad Rag Doll. “Algumas pessoas podem ser cautelosas ao colaborar com seus esposos, mas eu estava animada para trabalhar com Elvis”, a diva do jazz declarou.

Divulgação

Whitney Houston e Bobby Brown (1992-2007): O relacionamento de 14 anos foi cheio de polêmicas, brigas e envolvimentos com drogas – para Whitney, maconha e crack; Brown ia de álcool e maconha misturada com cocaína. O sucesso alcançado pelos dois e o dinheiro só pioraram a situação abusiva com substâncias narcóticas. A família de Whitney culpava tanto Bobby por manter e estar com Whitney no mundo das drogas que o proibiu de ir ao enterro da cantora, quando ela morreu afogada após overdose, em 2012.

Reprodução

Baby do Brasil e Pepeu Gomes (1969-1987): Os dois se conheceram em 1969 quando, aos 17 anos, Baby fugiu da casa dos seus pais em Niterói para a Bahia e conheceu Gilberto Gil e seus futuros companheiros de Novos Baianos. Imediatamente, encantou-se por Gil, mas o cantor já era casado, então foi Pepeu quem Baby beijou logo no primeiro dia. Segundo a lenda, o casal foi morar debaixo da ponte de Piatã, em Salvador. Ficaram casados por 18 anos, tiveram seis filhos e vários hits criados em parceria. No começo dos anos 80, já depois da separação dos Novos Baianos, era raro ligar a TV e não encontrar a dupla, toda colorida, entoando algum sucesso.

Reprodução

Beyoncé e Jay Z (2008-Hoje): Tudo o que essa dupla faz vira ouro. São inúmeras e frequentes parcerias, todas de enorme sucesso. Juntos, já venderam mais de 300 milhões de discos. A primeira gravação da carreira solo de Beyoncé foi uma participação no single de Jay Z, “03 Bonnie & Clyde”, em 2002 – quando, especula-se, os dois começaram a namorar. Em 2003, Beyonce teve seu primeiro single número 1 nos Estados Unidos – também fruto da parceria com seu futuro marido –, “Crazy In Love”. Após o lançamento do disco mais recente da cantora, Lemonade, surgiram rumores de que havia acontecido uma traição da parte do rapper, mas o casal segue firme e forte e estão prestes a ser pais de gêmeos.

Reprodução

Johnny Cash e June Carter (1968-2003): Johnny Cash era casado quando conheceu June Carter. Com sua primeira esposa, Cash teve quatro filhas. Por conta do uso abusivo de álcool e outras drogas, além de uma certa queda por um rabo de saia, o casamento acabou em 1966. Depois uma longa e difícil jornada rumo à reabilitação – que começou enquanto Cash ainda estava casado –, ele pediu June em casamento em um show no Canadá, e ela finalmente aceitou. Johnny Cash e June Carter então se casaram, tiveram um filho e viveram felizes durante 35 anos, até June falecer, em maio de 2003. Seu último pedido foi que Cash continuasse a compor e a trabalhar. Menos de quatro meses depois, ele partiria também, não sem antes escrever 60 músicas e até apresentar algumas – nenhuma tão importante quanto “Flesh And Blood”, a primeira de muitas baladas que o cantor compôs para June.

Reprodução

Rita Lee e Roberto de Carvalho (1976-Hoje): O casal vence na categoria resistência. Estão juntos desde 1976 e compuseram grandes sucessos da música brasileira, como “Lança Perfume”, “Mania De Você”, “Amor E Sexo”, “Doce Vampiro”, “Baila Comigo”... A lista não tem fim. A união desses dois é tão impressionante que Beto Lee, filho de Rita e Roberto, virou guitarrista da própria banda da mãe e do pai. Antes de começar um relacionamento com Roberto, Rita já havia sido a metade de um casal emblemático do rock nacional, quando teve um conturbado relacionamento com Arnaldo Baptista, ao lado de quem criou muitas coisas bonitas, especialmente nos Mutantes.

Reprodução

  • HOT 100
    BRASIL
  • BILLBOARD
    200
  • HOT 100
    EUA
1
Eu Vou Te Buscar (Cha La La La La) (part. Hungria Hip Hop)
Gusttavo LIma
2
Amor Da Sua Cama
Felipe Araújo
3
Saudade
Eduardo Costa
4
Bengala E Crochê
Maiara & Maraisa
5
De Quem É A Culpa?
Marília Mendonça
RANKING COMPLETO
NOTÍCIAS

Os dez casais mais admiráveis do pop

Até que as paradas os separem!

por Redação em 12/06/2017

Nosso ranking dá guarida a namorados ou cônjuges que elevaram suas relações a outros patamares: gravaram discos, saíram em turnês, fizeram filhos músicos...

Michael Jackson e Lisa Marie Presley (1994-1996): Michael conheceu a filha de Elvis Presley quando era adolescente e se apresentava com o Jackson Five em Las Vegas. “Uma coisa incrível sobre nós é que estávamos juntos constantemente, mas não deixávamos que ninguém soubesse disso. Foi assim por anos. Nós éramos realmente discretos e confortáveis um com o outro”, Michael afirmou em entrevista a uma revista em 1994. Lisa esteve ao lado de Michael durante a primeira série de acusações de abuso sexual infantil. Após o fim do divórcio de Lisa Marie com o músico Danny Keough, Michael e Lisa se casaram na República Dominicana.

Ao todo, foram dois anos de um casamento turbulento e com frequentes desentendimentos. Eles se separaram, mas, segundo consta, mantiveram uma amizade – e um caso que durou mais quatro anos. Para o pop, fica a imagem dos dois namorando (com pouca roupa) no clipe de “You Are Not Alone”.

Divulgação

Kurt Cobain e Courtney Love (1992-1994): Breve, mas intenso. Assim foi o casamento de Kurt e Courtney, que gerou a filha Frances Bean Cobain. Apesar de nunca terem gravado nada juntos, em uma entrevista cedida em 1993, Cobain disse que amava tocar música com Courtney, que era rejuvenescedor, mas que eles provavelmente nunca lançariam nenhuma colaboração porque seria “John e Yoko” demais. Ele revelou também que “Pennyroyal Tea” foi escrita pelos dois. Há ainda a especulação de que Cobain teria ajudado a esposa a compor Live Through This, o melhor álbum do Hole, a banda da cantora.

Divulgação

Faith Hill e Tim McGraw (1996-Hoje): A dupla de cantores country tem um dos casamentos mais longevos do mundo da música atual. “Saímos da porta de casa e vamos para o trabalho mas, quando estamos em casa, nós não falamos nada sobre música... É um mundo bem diferente”, explicou McGraw sobre o sucesso do relacionamento. Casados há 20 anos, eles têm um longo histórico de colaborações, e até mesmo uma turnê juntos. “As chances que tivemos de fazer turnê juntos, cantarmos juntos... Quantas pessoas conseguem fazer isso em suas vidas?”, disse a Oprah o cantor em um episódio de Oprah’s Master Class.

Reprodução

John Lennon e Yoko Ono (1969-1980): Um dos casais mais notórios da lista, Yoko e Lennon ficaram juntos por três anos até ela o “empurrar” para May Pang, assistente do casal. Foi só em 1975, dois anos depois, que o casal se estabilizou e foi de fato feliz – para a infelicidade dos fãs dos Beatles, que desaprovavam a união. Muita gente até hoje culpa Yoko pelo fim do grupo. A verdade é que Lennon passou a se sentir mais seguro e criativo com a namorada por perto e isso não poderia mesmo fazer bem ao conjunto. Em seus discos pós-Beatles, isso nem era uma questão: Yoko acompanhava as gravações no estúdio e dava pitaco em tudo, para o conforto do fil..., quer dizer, marido.

Divulgação

Diana Krall e Elvis Costello (2003-Hoje): Casados há mais de uma década, a canadense Diana Krall e o inglês Elvis Costello escrevem e gravam juntos constantemente. O músico adicionou ukelele, mandolin, guitarra e backing vocals ao décimo álbum da esposa, Glad Rag Doll. “Algumas pessoas podem ser cautelosas ao colaborar com seus esposos, mas eu estava animada para trabalhar com Elvis”, a diva do jazz declarou.

Divulgação

Whitney Houston e Bobby Brown (1992-2007): O relacionamento de 14 anos foi cheio de polêmicas, brigas e envolvimentos com drogas – para Whitney, maconha e crack; Brown ia de álcool e maconha misturada com cocaína. O sucesso alcançado pelos dois e o dinheiro só pioraram a situação abusiva com substâncias narcóticas. A família de Whitney culpava tanto Bobby por manter e estar com Whitney no mundo das drogas que o proibiu de ir ao enterro da cantora, quando ela morreu afogada após overdose, em 2012.

Reprodução

Baby do Brasil e Pepeu Gomes (1969-1987): Os dois se conheceram em 1969 quando, aos 17 anos, Baby fugiu da casa dos seus pais em Niterói para a Bahia e conheceu Gilberto Gil e seus futuros companheiros de Novos Baianos. Imediatamente, encantou-se por Gil, mas o cantor já era casado, então foi Pepeu quem Baby beijou logo no primeiro dia. Segundo a lenda, o casal foi morar debaixo da ponte de Piatã, em Salvador. Ficaram casados por 18 anos, tiveram seis filhos e vários hits criados em parceria. No começo dos anos 80, já depois da separação dos Novos Baianos, era raro ligar a TV e não encontrar a dupla, toda colorida, entoando algum sucesso.

Reprodução

Beyoncé e Jay Z (2008-Hoje): Tudo o que essa dupla faz vira ouro. São inúmeras e frequentes parcerias, todas de enorme sucesso. Juntos, já venderam mais de 300 milhões de discos. A primeira gravação da carreira solo de Beyoncé foi uma participação no single de Jay Z, “03 Bonnie & Clyde”, em 2002 – quando, especula-se, os dois começaram a namorar. Em 2003, Beyonce teve seu primeiro single número 1 nos Estados Unidos – também fruto da parceria com seu futuro marido –, “Crazy In Love”. Após o lançamento do disco mais recente da cantora, Lemonade, surgiram rumores de que havia acontecido uma traição da parte do rapper, mas o casal segue firme e forte e estão prestes a ser pais de gêmeos.

Reprodução

Johnny Cash e June Carter (1968-2003): Johnny Cash era casado quando conheceu June Carter. Com sua primeira esposa, Cash teve quatro filhas. Por conta do uso abusivo de álcool e outras drogas, além de uma certa queda por um rabo de saia, o casamento acabou em 1966. Depois uma longa e difícil jornada rumo à reabilitação – que começou enquanto Cash ainda estava casado –, ele pediu June em casamento em um show no Canadá, e ela finalmente aceitou. Johnny Cash e June Carter então se casaram, tiveram um filho e viveram felizes durante 35 anos, até June falecer, em maio de 2003. Seu último pedido foi que Cash continuasse a compor e a trabalhar. Menos de quatro meses depois, ele partiria também, não sem antes escrever 60 músicas e até apresentar algumas – nenhuma tão importante quanto “Flesh And Blood”, a primeira de muitas baladas que o cantor compôs para June.

Reprodução

Rita Lee e Roberto de Carvalho (1976-Hoje): O casal vence na categoria resistência. Estão juntos desde 1976 e compuseram grandes sucessos da música brasileira, como “Lança Perfume”, “Mania De Você”, “Amor E Sexo”, “Doce Vampiro”, “Baila Comigo”... A lista não tem fim. A união desses dois é tão impressionante que Beto Lee, filho de Rita e Roberto, virou guitarrista da própria banda da mãe e do pai. Antes de começar um relacionamento com Roberto, Rita já havia sido a metade de um casal emblemático do rock nacional, quando teve um conturbado relacionamento com Arnaldo Baptista, ao lado de quem criou muitas coisas bonitas, especialmente nos Mutantes.

Reprodução